Conecte-se conosco
1384757_10151878838128328_1701294387_n

Ciência e Tecnologia

XBMC: Um poderoso media center

Análise do XBMC, um poderoso media center multiplataforma

1384757_10151878838128328_1701294387_n

Amantes da sétima arte, de música e de programas de TV em geral, esse post foi escrito especialmente para vocês!

Antes de tratar do assunto em questão devo admitir: sou um consumidor inveterado de filmes e de séries de TV. O tempo que passo em frente à telona (não dá para chamar de telinha as TVs atualmente) é dedicado quase que exclusivamente à esse tipo de mídia.

Pois bem, minha coleção de DVDs e de Blu-Rays é razoavelmente grande. Tenho algo em torno de 250 filmes e umas 10 caixas com coleções de diversas séries.

Fazia algum tempo que eu me sentia entediado com a “experiência de uso” de toda essa mídia. Primeiro que, no momento que eu me afundava no sofá, ter que me levantar pra trocar de disco, sem nem sempre ter certeza do que eu queria ver. Isso era incrivelmente… CHATO. Além disso, as empresas que distribuem os Blu-Rays no Brasil fazem, em 99% dos casos, um serviço bem ruim em termos de material extra. Encartes (quando existem) não trazem informação alguma, material online também é raridade. Enfim, como disse anteriormente, a “experiência” que eu tinha ao assistir algo estava pobre.

A Solução

Na Internet já havia visto uma porção de devices prontos, os tais media centers. Pesquisando a respeito notei que a maioria desses dispositivos nada mais eram do que uma via pra “jogar” um arquivo de vídeo para a TV. Eu queria mais.

Pesquisando mais um pouco achei um software que parecia ser a solução para o que eu procurava. O XBMC era perfeito! Vou falar mais sobre ele adiante.

Pois bem, decidi então eu mesmo montar um media center!

O Hardware

Zapeando de novo pela Internet e consultando algumas lojas na região da Santa Ifigênia em São Paulo, achei uma placa-mãe que julgo ser perfeita!

Não vou entrar nos detalhes das especificações. Vamos ao básico: a AsusAT3N7A-I já vem com processador Intel Atom 330, cooler, chipset NVIDIA ION, placa de vídeo com saída HDMI, placa de som com saída de 8 canais e Bluetooth. Além da configuração bacana e do preço muito bom, a placa é mini-ITX, ou seja pequenininha. É uma placa antiga, mas ainda é possível encontra-la por aí. Ela roda com folga vídeos em 1080p a 60 fps.

Por fim o mini teclado/Mouse da Cideko.

 

 Asus01-300x237 cideko

 

Placa comprada, achei um gabinete bem discreto para ela, mini-ITX. A ideia era ter a máquina na sala, no móvel da TV.

Acrescentei dois pentes de memória que eu já tinha em casa parados, cada um com 2 GB . E pra finalizar um HD de 1 TB.

Sistema Operacional 

O foco do projeto era facilidade e funcionalidade, sendo assim escolhi o Windows 7 que é um sistema operacional consolidado, sólido e de fácil utilização. Utilizei a versão de 64 bits.

Instalação finalizada, Windows todo atualizado, chegou a hora de baixar os drivers que faltavam para alguns dispositivos da placa-mãe não detectados, e, por fim, atualizei alguns outros diretamente do site da NVIDIA. A utilização da CPU seria apenas para o media center, então nada mais instalado além do XBMC.

O XBMC

O nome XBMC vem de XBox Media Center. O aplicativo surgiu como um projeto de código aberto para ser alternativa ao mediaplayer do XBox, da Microsoft.

Basicamente ele permite gerenciar e executar bibliotecas de músicas, vídeos e fotos armazenados localmente ou em serviços remotos como o Youtube e Spotify.

Existe uma infinidade de outros softwares que fazem a mesma coisa, alguns com mais, outros com menos opções. O que me chamou a atenção no XBMC foi a possibilidade de customização, a quantidade de plug-ins existentes e a facilidade de configuração.

O XBMC atualmente tem versões para Windows, Linux, Android, OSX, Raspberry Pi, iOS, Apple TV e uma última que roda diretamente de um pendrive, por exemplo.

E por fim, a cereja do bolo: o XBMC é gratuito!

Uma vez instalado no meu media center, nada mais era necessário. Inclusive no que diz respeito à codecs de vídeo. O player nativo tem suporte para quase tudo.

O XBMC conta com uma rede de desenvolvedores gigantesca ao redor do mundo. Essas pessoas criam todo tipo de add-ons para integração com outros serviços e skins personalizadas. As possibilidades e opções são imensas. Dentro da própria console é possível navegar e fazer o download de ferramentas para integrar Youtube, buscar informações de filmes, trailers, informações de músicas apenas para citar alguns.

Depois de pesquisar em alguns fóruns, resolvi baixar a skin AEON NOX, que já traz uma porção de outros add-ons integrados. Toda a pesquisa de informações de seriados, filmes e músicas já vem pronta. Preciso dizer, a pessoa, ou grupo que a desenvolveu merece meus parabéns. Além das integrações, a arte utilizada é bacana, as imagens são de bom-gosto, a navegação é fluida. Muito bom mesmo!

 

screenshot001

 

O próximo passo foi converter alguns DVDs e Blu-Rays para arquivo, um procedimento que não detalharei aqui. Cabe salientar que TODO conteúdo que utilizei no meu media center é de minha propriedade, e foi adquirido legalmente pelos canais oficiais. Desde as licenças de software, incluindo os filmes e músicas que apesar de estarem convertidos em arquivos, ainda estão também em suas mídias originais. O Showmetech é CONTRA a pirataria.

Durante a configuração do XBMC, é necessário definir pastas nos discos e qual o tipo de mídia cada pasta vai conter. A partir daí tudo é automático. Ao colocar um arquivo na pasta de filmes por exemplo o XBMC automaticamente inclui o título em sua biblioteca, baixa fan-arts, posters, relação de atores, diretor, estúdio, ano de lançamento. TUDO! Também é possível visualizar o trailer do filme no Youtube.

 

 screenshot010 screenshot009 screenshot012 screenshot011

Com os seriados a coisa vai ainda mais longe. Além de todas as informações de atores, diretor, estúdio, ano, o XBMC cruza os dados das séries com sua base de filmes. Sendo assim é possível listar séries e filmes que determinado ator ou diretor participou.

Além disso, a AEON instala um calendário e traz para ele sua base de seriados. Então é possível consultar quando será exibido o próximo episódio do seu seriado favorito (lá fora, claro). Por fim, utilizando um formato de arquivo pré-determinado (NomeDaSerie – SXXEYY) o XBMC busca e mostra o nome do episódio. Muito legal!

screenshot002 screenshot005

 screenshot023 screenshot015

A parte de áudio não foi esquecida pelos desenvolvedores. Seguindo o mesmo modelo usado nas séries e nos filmes, após definir a pasta onde suas músicas estão o XBMC monta sua biblioteca com a opção de se completar as informações de cada arquivo consultando as tags já preenchidas ou através apenas do nome do arquivo.

screenshot021 screenshot022

As possibilidades são enormes. No meu XBMC acrescentei, também, uma entrada para fotos, uma para desenhos e animações (existe um add-on que baixa informações nos moldes dos filmes e séries, mas não cheguei a testar) e uma para previsão do tempo.

screenshot017 screenshot014

E dá pra levar a brincadeira para um patamar absurdo. Numa pesquisa rápida pela Internet encontrei gente que acrescentou comandos de voz para a navegação, integração com os mais diversos serviços de streaming, scrapplers de todos os tipos imagináveis, integração através de uma placa de captura de vídeo com TV digital à ponto de transformar o brinquedão num set-top-box completo!

Para mim por enquanto a diversão está mais do que garantida, mas para quem quer uma ferramenta poderosa, para além de gerenciar a biblioteca de mídia, enriquecer sua experiência, o XBMC é perfeito.

Arquiteto, visual merchandiser e viciado em tecnologia. Fora outras coisas que me definem, acho que essas são as mais adequadas para se colocar aqui.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top