15 jogos para entrar no clima de halloween

15 jogos para entrar no clima de Halloween

Avatar of ítalo magno
Outubro está entre nós e separamos 15 jogos para entrar no clima de Halloween e celebrar o Dia das Bruxas

É Outubro! E o Dia das Bruxas se aproxima. Parte dos brasileiros entra no ritmo data especial e tenta aproveitar sua chegada por meio dos games, principalmente neste período em que estamos majoritariamente dentro de casa. Para isso, montamos lista com 15 jogos para entrar no clima de Halloween.

O tema nunca esteve distante de ser explorado no universo dos jogos eletrônicos. Com títulos que pegam o estilo visual e elementos típicos da data, além de atrações inteiras voltadas para terror e para o suspense, os games trouxeram ainda um fator mais imersivo ao colocar a ação nas mãos do espectador, que agora interage diretamente com o que acontece no universo o qual encara frente a frente.

Imagem mostrando um pouco do halloween no aclamado mmorpg final fantasy xiv: a realm reborn que possui um trial gratuito até o nível 60 e acesso à expansão premiada heavensward
Doces ou travessuras?
Imagem: Final Fantasy XIV Forum (Usuário ArmchairTitan)

É hora de apagar as luzes, segurar firme os controles, tentar manter a calma e não pular da cadeira com os sustos causados pelos seguintes 15 jogos para entrar no clima de Halloween!

Resident Evil 7: Gold Edition

Resident Evil 7, lançado pela Capcom em 2017, é um dos melhores jogos de survival horror (horror de sobrevivência, em tradução livre), gênero onde o objetivo é sobreviver situações assustadoras com recursos bem limitados, dos últimos tempos. Ele conta com uma atmosfera excelente, jogabilidade que trouxe a saga Resident Evil de volta às coisas boas de suas raízes e inclusive ganhou a continuação direta Resident Evil Village, de 2021. Então respondamos a pergunta óbvia: por que não sugerir a sequência já que é mais recente?

Por um motivo simples: Resident Evil 7 é uma experiência mais completa e com maior conteúdo opcional lançado – incluindo duas pequenas campanhas extras que adicionam à história principal – que aumenta a quantidade de visitas ao jogo e traz uma experiência melhor por seu valor.

Resident evil 7 traz cenas memoráveis e assustadoras
Contexto? Nananinanão.
Imagem: MobyGames

O game gira em torno do protagonista Ethan tentando encontrar sua esposa, Mia, que mandou um sinal de socorro em uma mansão aparentemente abandonada no sul dos Estados Unidos. O personagem chega ao local e percebe que a situação está bem pior do que aparentava. Ele ainda acaba prisioneiro da família residente na mansão, os Baker, que parecem ter algo de ‘diferente’ sobre eles.

O objetivo é escapar e descobrir o que aconteceu com Mia e com a família Baker. Na jornada, exploramos uma mansão, desvendamos quebra-cabeças e encontramos salas secretas em uma perspectiva de primeira pessoa, onde a munição é pouca e a casa cheia de monstros e pessoas nem-tão-normais constantemente perseguindo Ethan.

Resident Evil 7: Gold Edition está disponível para PC, Nintendo Switch, Xbox One e PlayStation 4, com preço a partir de R$ 129,90. A versão para PlayStation 4 inclui um modo VR compatível com o PS VR, periférico de realidade virtual do console que, com certeza, é a melhor maneira de jogar Resident Evil 7 (mesmo com alguns problemas).

Inscryption

Você se vê em uma cabana. Uma mesa com algumas cartas está à sua frente, e na escuridão apenas uma balança e dois olhos no escuro podem ser vistos. “É hora de jogar cartas”, diz a voz por trás dos olhos, completando com “sacrifícios serão necessários”. É assim que somos apresentados a Inscryption, atração com uma atmosfera tensa e aterrorizante no qual você terá de jogar a disputa de cartas que a figura misteriosa conduz. O caminho inclui aprender as regras, descobrir por que você está ali e, mais importante, como sair.

Jogar cartas para sobreviver é o ponto principal de inscryption
Jogar cartas nunca foi tão desconfortável.
Imagem: Autor

Com uma jogabilidade fluida e que sempre recebe novidades, adicionando mais camadas de complexidade ao jogo e o deixando mais desafiador e mais divertido, Inscryption é um jogo único. Todo o clima de mistério e um segredo peculiar fazem com que merece ter destaque entre a jogatina no Halloween.

Inscryption é um exclusivo para PC e Mac OS e está disponível por R$ 49,90.

Remothered: Tormented Fathers

E se você estivesse em uma mansão tentando descobrir um mistério quando, de repente, a porta se tranca e o bom senhor que é o dono da casa começa a lhe perseguir com uma foice de jardinagem? Essa é a premissa de Remothered: Tormented Fathers. Criado pela Stormind Games com a Darril Arts, o game relembra em jogabilidade os clássicos Clock Tower e Haunting Ground, onde o maior foco é fugir e se esconder e onde os jogadores quase não terão meios de se defender.

Dra. Rosemary reed só pode contar com os lugares que pode se esconder em remothered: tormented fathers
Se esconder é a única alternativa na mansão do Dr. Felton.
Imagem: GoNintendo

Durante o jogo, o objetivo é desbloquear novas localizações na mansão enquanto cuidadosamente se esconde de antagonistas incessantemente perseguidores. A evolução na história envolve resolver quebra-cabeças e utilizar diversas ferramentas de distração para eludir o perigo no corredor à frente.

Com uma narrativa interessante e um ar de “filme B”, Remothered é um jogo ambicioso que puxa tons de terror psicológico e envolvimentos com cultos religiosos. Apesar de não ser muito bem polido em alguns aspectos (se prepare para um salto na dificuldade perto do fim do jogo) e um pouco de pretensiosidade, vale a pena dar uma chance pelas ideias sólidas que tem. Só fique bem longe da sua sequência, Remothered: Broken Porcelain.

Remothered: Tormented Fathers está disponível para PC, Mac OS, Nintendo Switch, Xbox One e PlayStation 4 por preço a partir de R$ 37,99.

Yomawari

O escuro dá vazão ao medo humano do desconhecido. Um tipo de temor que existe desde épocas primordiais. E, infelizmente para nós, Yomawari está banhado na escuridão. Mas é pondo nossos medos de lado que seguimos em frente, assim como continuamos atrás do que ou quem realmente importa para nós. É exatamente a ideia que o título passa.

Yomawari: night alone e yomawari: midnight shadows estão lotados de monstros japoneses criativos e são uma ótima pedida para curtir o clima de halloween
Escuridão já vi pior, mas monstro acho que não.
Imagem: Autor

Originalmente lançados para PlayStation Vita, Yomawari: Night Alone e sua sequência, Yomawari: Midnight Shadows, são jogos em terceira pessoa com uma perspectiva isométrica, que põem os jogadores na pele de personagens em busca de pessoas queridas em uma cidade japonesa escura e recheada de monstros na calada da noite.

Com um misto de exploração e furtividade, são aventuras curtas, simples e bem divertidas que levarão o público à várias situações tensas. Toda a angústia também se desenvolve enquanto você se esconde em arbustos para fugir de monstros, resolve quebra-cabeças básicos e foge o mais rápido que sua energia limitada conseguir deixar. São dois jogos bem similares, com o segundo tendo um foco maior na narrativa e uma história diferente.

Yomawari: Night Alone e Yomawari: Midnight Shadows estão disponíveis para PC, Mac OS, Nintendo Switch e PlayStation Vita a partir de R$ 36,99. Uma coletânea com os dois títulos está acessível exclusivamente para Nintendo Switch sob o nome de Yomawari: The Long Night Collection.

Alien: Isolation

Você já assistiu Alien: O Oitavo Passageiro, ou alguma de suas sequências? E se um dos extraterrestres adultos te perseguisse ativamente por um jogo inteiro? Parece uma ideia horrível de lidar? Bom, alguém nas subdivisões de time da SEGA trouxe ela à realidade, e a partir daí tivemos uma das melhores formas de mídia ligadas à famosa franquia intergaláctica com o game Alien: Isolation.

Imagem mostrando o alien em alien: isolation
Frequência cardíaca: 150 bpm. Tradução: MUITO alta.
Imagem: GameWatcher

É um jogo em primeira pessoa de survival horror no qual os jogadores guiam Amanda Ripley, filha da comandante Ellen Ripley (protagonista dos filmes da saga interpretada por Sigourney Weaver), enquanto ela procura entender o que aconteceu com a Nostromo, a nave da qual sua mãe havia habitado. Você pode apostar que, no meio da história, os monstros presentes nos filmes estão envolvidos e continuam igualmente mortíferos. Com uma jogabilidade focada em furtividade criativa e cuidadosa, Alien: Isolation faz um ótimo trabalho em manter os jogadores na beira de seus assentos.

Durante 90% do game, o monstro titular estará perseguindo os jogadores ativamente, sem seguir uma rota pré-determinada e utilizando todos os seus sentidos para pegar os jogadores de surpresa – se você estiver usando um microfone, cuidado ao comentar e gritar de susto, uma vez que o game vai registrar o ruído e o Alien vai te ouvir. Já mencionei que ele é invulnerável a qualquer dano? Divirta-se!

Alien: Isolation está disponível para PC, Mac OS, Nintendo Switch, Xbox 360, Xbox One, PlayStation 3 e PlayStation 4, com valor a partir de R$ 72,99.

Spooky’s Jumpscare Mansion: HD Renovation

Você consegue sobreviver a 1.000 salas de puro terror e sustos? Essa é a premissa de Spooky’s Jumpscare Mansion: HD Renovation, um jogo de exploração em primeira pessoa com um pequeno toque: ele começa com sustos que mostram criaturas fofas que não estariam fora de lugar em desenhos para crianças em uma tábua de madeira. Parece tudo muito tranquilo, até que, ao desvendar mais das salas, lentamente sinais de outros jogadores perdidos e outras criaturas mais perturbadoras começam a aparecer.

Spooky's jumpscare mansion hd renovation
Tenho certeza que ele só quer pedir informações.
Imagem: Steam Community

E é aí que está a beleza de Spooky’s Jumpscare Mansion: você começa vendo desenhos de criaturas fofinhas que não conseguem assustar ninguém e, de repente, a atração revela monstros que realmente apresentam perigo e requerem que você fuja ativamente. Quando o jogador menos espera, os bichos fofinhos voltam a aparecer. Parabéns, você acabou de levar um susto de um desenho de uma torrada em uma tábua de madeira.

Com um estilo visual único e que remete a vários ícones de jogos e filmes de terror, a atração é a versão mais recente do projeto que anteriormente era conhecido por Spooky’s House of Jumpscares, se desenvolvendo em um jogo ótimo para o clima de Halloween, e de quebra algumas boas risadas.

Spooky’s Jumpscare Mansion: HD Renovation está disponível para PC, Mac OS, Xbox One e PlayStation 4 a partir de R$ 19,99.

Resident Evil: HD Remaster

Uma das franquias que mais popularizou o gênero de terror e que cunhou o termo survival horror é Resident Evil, originalmente lançado no PlayStation. Um produto de seu tempo que ao ser jogado hoje em dia, não consegue ser levado muito a sério, uma vez que a infame atuação de voz, os gráficos bem datados e o controle travado não ajudam muito a se imergir na atmosfera. Trata-se da origem da popular franquia, mas é quase certo dizer que ele não dá medo ou tensão alguma.

A não ser que estejamos falando do remake de 2002.

Jill valentine corre de um crimson head em resident evil hd remaster
Resident Evil: HD Remaster é uma fantástica maneira de ter a experiência das origens da saga.
Imagem: GameWatcher

Lançado originalmente para o GameCube, a releitura do primeiro Resident Evil (conhecido pelos fãs apenas como Resident Evil Remake) é uma renovação do jogo original com simplificação dos controles, melhor qualidade gráfica, novos monstros e algumas mecânicas atualizadas para transformar a experiência noventista em um game realmente muito bom.

É um jogo cheio de tensão com o cardápio que deu fama à série. A história obriga os jogadores a conservarem sua munição, passar por corredores apertados cheios de monstros, coletar itens de cura que raramente aparecem, enfrentar criaturas que ficam cada vez mais resistentes aos tiros, resolver quebra-cabeças e se estressar com o espaço limitado do inventário. O remake tem tudo isso com uma nova camada de tecnologia capaz de tornar o título digno de reverência.

Resident Evil: HD Remaster está disponível para PC, Mac OS, Xbox 360, Xbox One, PlayStation 3 e PlayStation 4 a partir de R$ 39,99.

Castlevania Requiem: Symphony of the Night & Rondo of Blood

Aqui temos um game que não é de terror ou survival horror ou outro gênero parecido, mas que tem tema, visual e trilha sonora que encaixam tão perfeitamente no clima de Halloween que não há como não mencioná-lo. Estamos falando do clássico Castlevania.

Castlevania requiem
Guie Richter Belmont e Alucard por duas aventuras atemporais.
Imagem: PSN (Divulgação)

No caso, Castlevania Requiem: Symphony of the Night & Rondo of Blood é uma coletânea que inclui os dois jogos que estão presentes no subtítulo: Symphony of the Night e Rondo of Blood, considerados por muitos os pontos altos das duas vertentes da saga Castlevania. Existe o estilo de plataforma pura, no qual o objetivo é chegar ao final de cada fase extremamente desafiadora, e o estilo de exploração, conhecido por cunhar o termo metroidvania – trazendo à saga gótica do diretor Koji Igarashi as características de evolução de personagem e exploração de um grande mapa 2D que marcam a série Metroid, da Nintendo.

Juntando dois grandes clássicos, Castlevania Requiem é um prato cheio para quem procura atrações que não vão necessariamente assustar, mas que estão imersos na estética e no clima do terror gótico, perfeito para o Dia das Bruxas. São duas aventuras muito divertidas de plataforma e exploração, e quemerecem ser experimentadas atualmente.

Castlevania Requiem: Symphony of the Night & Rondo of Blood está disponível exclusivamente para PlayStation 4 por R$ 83,50.

Little Nightmares

Quando somos crianças, é muito comum o medo do desconhecido se aplicar a praticamente todo o mundo lá fora. Vemos figuras estranhas onde elas não estão, precipícios parecem maiores e, às vezes, pessoas e coisas grandes parecem monstros. É seguindo essa lógica que Little Nightmares apresenta aos jogadores um universo digno de um pesadelo onde você é apenas uma criança indefesa e todos os seres ao redor querem o seu sangue.

Screenshot de little nightmares mostrando o cozinheiro
Fique quieto e talvez você não vire comida.
Imagem: New Game Network

Misturando ação de plataforma com uma atração de terror, Little Nightmares e sua sequência, Little Nightmares II, são aventuras curtas e cheias de charme e de situações horripilantes. O enredo possibilita a fuga diante de um cozinheiro que quer usar o protagonista como seu próximo ingrediente e escapar da sala de jantar onde os convidados querem que você seja o prato principal, entre outras situações que não estariam muito fora de lugar em pesadelos infantis ou contos ao estilo dos Irmãos Grimm.

Little Nightmares está disponível para PC, Mac OS, Nintendo Switch, Google Stadia, Xbox One e PlayStation 4 a partir de R$ 79,90.

Condemned: Criminal Origins

Condemned: Criminal Origins é um jogo que passou por debaixo do radar de muitos gamers. Algumas complicações em especial: era um exclusivo de Xbox 360 que foi produzido sem muita diferenciação visual de outros títulos da época e atingiu um certo status de cult, quando poucas pessoas conhecem o jogo e esses fãs tem ótimas memórias dele. É por meio de muito terror psicológico, de um visual escuro e sujo e de uma trama que envolve um assassino a ser encontrado que Condemned: Criminal Origins alcança espaço nesta lista.

Combate de condemned: criminal origins
Com um combate pesado e satisfatório, você terá de escapar de muitos encontros como esse.
Imagem: Steam (Divulgação)

Desenvolvido pela Monolith Productions, responsáveis por F.E.A.R., Blood e, mais recentemente, Middle-Earth: Shadow of Mordor/Shadow of War, o game conta com combate que mistura tiro em primeira pessoa e elementos de beat ’em up (gênero onde o objetivo é usar de seus punhos ou armas para derrotar ondas e ondas de inimigos) em uma combinação extremamente satisfatória. Entre detalhes do desafio estão a munição escassa, com cada bala podendo significar o fim de uma luta, e o fato de que golpes de armas brancas são brutais e pesados, com o jogador sendo tão frágil quanto seus oponentes.

Seguindo uma narrativa que – sinceramente – se atrapalha em alguns lugares, mas com premissa sólida sobre encontrar um assassino em série investigando seus crimes passados e tentando descobrir qual seu objetivo final, Condemned: Criminal Origins é um diamante bruto escondido. Com certeza, deve saciar a sede que a época de Halloween traz.

Condemned: Criminal Origins está disponível para PC, Mac OS e Xbox 360 a partir de R$ 27,99.

Hellblade: Senua’s Sacrifice

Dizem que não podemos trazer os mortos de volta à vida. Não sem grandes sacrifícios. E é explorando esses questionamentos que Hellblade: Senua’s Sacrifice se inicia e apresenta um game perturbador, tenso e cheio de personalidade que traz à tona o tema da esquizofrenia.

Hellblade: senua's sacrifice mostrando o combate contra valravn
Combate envolvente e sentimento de paranoia constante envolvem os jogadores em Hellblade: Senua’s Sacrifice.
Imagem: Steam (Divulgação)

Trata-se de jogo de ação e terror, com alguns quebra-cabeças pelo caminho, onde a protagonista, Senua precisa juntar força, coragem e determinação para enfrentar os deuses e o submundo nórdico. Tudo pelo bem de uma pessoa amada. Lidando com esquizofrenia, Senua’s Sacrifice põe vozes constantes seguindo e assombrando a personagem – e o gamer – de um modo muito desconfortável. O estilo cai bem com a experiência paranóica e agoniante de Hellblade, sendo ele muito recomendado para o uso de fones de ouvido ou headsets para ampliar a diversão na pele de Senua.

Hellblade: Senua’s Sacrifice está disponível para PC, Mac OS, Nintendo Switch, Xbox One, Xbox Series X e PlayStation 4 a partir de R$ 55,99.

Amnesia: Collection

Um clássico quando se trata de jogos de terror em primeira pessoa, Amnesia: The Dark Descent teve um boom de popularidade seguindo seu lançamento, ao final de 2010. Graças à popularização de youtubers jogando e comentando, com vídeos em alta cheios de efeitos e com uma câmera mostrando os sustos nas sessões, Amnesia estava em todos os lugares. Depois te todo o alvoroço, resta saber: é realmente um bom jogo ou apenas uma breve mania alimentada pela época?

A resposta é muito simples: Amnesia ficou famoso e viral, mas nunca deixou de ser um jogo fantástico.

A coletânea junta um clássico conhecido a uma sequência nem-tão conhecida.
A coletânea junta um clássico conhecido a uma sequência nem-tão conhecida.
Imagem: New Game Network

O título apresenta o protagonista Daniel acordando em um castelo. Desolado e sem memória, ele não tem qualquer direção a seguir e conta apenas com a pista de uma carta. É necessário explorar os saguões e corredores do local, sem que tenha percebido que a sanidade mental não é das melhores.

Explorando o medo do desconhecido, Amnesia: The Dark Descent e sua sequência, A Machine For Pigs, forçam os jogadores a lidar com diversos espaços totalmente escuros apenas com um lampião a óleo – o combustível é extremamente limitado. Quanto mais tempo se passa no escuro, mais a mente de Daniel começa a ver o que não necessariamente está lá e, pouco a pouco, fica cada vez mais difícil de diferenciar realidade de alucinação.

Usando um sistema de exploração e furtividade bem comum de outros jogos do gênero, o personagem principal precisa desvendar quebra-cabeças, se esconder de monstros misteriosos e fazer o máximo para conservar recursos e se manter são enquanto desvenda os mistérios dos locais onde acorda.

Amnesia: Collection está disponível para PC, Mac OS, Nintendo Switch, Xbox One e PlayStation 4 a partir de R$ 105,57.

Ghosts n’ Goblins: Resurrection

Se você conhece e ama jogos com alta dificuldade, saiba que essa é uma tendência vindoura de tempos antigos. Nos anos 1980, onde “design de fases justo” e “balanceamento” eram conceitos quase completamente ignorados e onde tudo o que os desenvolvedores queriam era que você enchesse as máquinas de fliperama de moedas, um dos grandes reis do período foi Ghosts n’ Goblins, da Capcom.

Caos e reflexos rápidos em ghosts n' goblins resurrection
Se a ambientação não der o clima de Halloween, com certeza a dificuldade trará verdadeiro terror.
Imagem: Autor

Toda a saga, incluindo as sequências Ghouls n’ Ghosts e Super Ghouls n’ Ghosts, eram jogos banhados em uma estética de filmes e contos de terror medieval. O cavaleiro Arthur luta contra hordas e mais hordas de esqueletos, ceifadores, plantas carnívoras e ogros, além dos já esperados fantasmas e goblins citados no título original, para salvar a amada princesa Prin Prin das garras de Astaroth, que a usa para conquistar o mundo humano. Eram jogos conhecidamente cruéis: dois golpes de qualquer inimigo e você estava literalmente reduzido a uma pilha de ossos. Precipícios sem fundo eram sempre presentes e monstros apareciam de lugares que não davam tempo de reação suficiente. Conclusão: Ghosts n’ Goblins não perdoa.

Ghosts n’ Goblins: Resurrection é uma espécie de remake que mantém as tradições da série: atração altamente desafiadora e com estética conhecida atualizada, mas com uma dose suficiente de convenções atuais para deixar o desafio mais justo e menos cruel. O resultado apresentado diminui bastante o que deixava a saga original tão frustrante, traduzindo-se em um jogo bem mais acessível (apesar de, repito, ainda ser bem desafiador).

Com um visual bem mais puxado para ilustrações de livros ou pergaminhos medievais, seleção de diferentes dificuldades, árvore de habilidades e sistema de salvamento entre fases – acredite, isto é grande coisa para esta saga -, Ghosts n’ Goblins: Resurrection é um convite ao passado que revela aventura muito recomendada para o espírito do Dia das Bruxas.

Ghosts n’ Goblins: Resurrection está disponível para PC, Mac OS, Nintendo Switch, Xbox One e PlayStation 4 a partir de R$ 89,99.

Dead by Daylight

Já imaginou o que aconteceria se juntássemos todos os filmes de terror clássicos e condensássemos sua essência em um jogo multijogador? Não precisa mais imaginar: é exatamente isso que Dead by Daylight faz como uma das atrações populares do gênero na atualidade..

Captura de dead by daylight mostrando sobreviventes e assassino
4 sobreviventes. 1 assassino. Uma saída.
Imagem: Steam Community

Desenvolvido pela empresa Behaviour Interactive, Dead by Daylight é um game onde 4 jogadores atuam como sobreviventes tentando escapar de área onde um assassino está a solta. Um quinto player atua como o vilão, com o objetivo de sacrificar cada uma das pessoas na tela à uma entidade sobrenatural. Os sobreviventes precisam correr, se esconder, usar do cenário e da cooperação entre si para ligar todos os geradores em cada local para que possam abrir o portão de saída e escapar com vida. Já o assassino tem missão de caçar a todos e pendurá-los em ganchos espalhados pelo mapa, como espécie de oferendas.

Além de traduzir de modo bem fiel e condensado a essência dos filmes slasher (que geralmente giram ao redor de assassinos em série), Dead by Daylight está constantemente recebendo atualizações e colaborações com filmes, seriados e jogos famosos. Entre os vilões disponibilizados, já fazem parte do catálogo Pyramid Head (de Silent Hill 2), Nemesis (de Resident Evil 3), Michael Myers (de Halloween) e o Demogorgon (da série Stranger Things).

Dead by Daylight está disponível para PC, Mac OS, iOS, Android, Nintendo Switch, Xbox One e PlayStation 4 a partir de R$ 39,99.

DUSK

Você não tem memória de nada do que aconteceu. Uma série de estranhos com motosserras está vindo em sua direção com olhar assassinos. Em sua frente, apenas um par de foices que parece que foi feito para suas mãos. Se você quer fugir com vida, só existe uma solução: mate todos eles e se aventure pela trama de Dusk.

Dusk mistura adrenalina, terror e regras de fps antigos
Terror, ação frenética e regras de FPS antigos se unem em uma carnificina única.
Imagem: Steam (Divulgação)

O jogo de tiro em primeira pessoa é frenético e cheio de ação, com detalhes que prestam homenagem aos grandes títulos dos anos 1990, casos de Doom, Quake e Blood. Visualmente, Dusk usa polígonos bem exagerados e primitivos, tudo por uma estética em referência aos games que iniciaram a transição para os efeitos em 3D. O estilo é desenvolvido dentro de uma atmosfera opressiva de terror em um ambiente rural.

Enfrentando cultistas fanáticos, fazendeiros enlouquecidos, animais demoníacos e, até mesmo, espantalhos que ganham vida, a atração se banha em um espetáculo sangrento altamente cinético, autoconsciente e satisfatório enquanto comemora as convenções antigas de jogos de tiro em primeira pessoa. Detalhe: esqueça a necessidade de recarregar sua arma e esqueça a mira precisa. Basta correr e sair retalhando tudo o que ousar cruzar seu caminho.

DUSK está disponível para PC, Mac OS a partir de R$ 36,99. Em outubro, ganhou versão para Nintendo Switch.

Veja também

Para aproveitar a chegada do Dia das Bruxas, o cinema também se movimentou com atrações temáticas. Entre os filmes em cartaz, está Halloween Kills: O Terror Continua.

Resenha de Halloween Kills

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
2
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados