A ciência ensina: como se apaixonar por qualquer pessoa

Como se apaixonar
Estudo promete entregar a fórmula de como se apaixonar no formato de um questionário de 36 perguntas a serem feitas entre os pretendentes

Nem flores, chocolates, levar para jantar ou ser bom na cama: o segredo de como se apaixonar estaria nas perguntas certas e nas respostas (sinceras, claro!) que estejam em sintonia com o que o parceiro pensa e sente.

Você já deve ter ouvido por aí que pode-se passar a vida inteira ao lado de uma pessoa sem conhecê-la de verdade, além de provavelmente ter escutado que o amor somente pode ser construído com o tempo, pois com os anos vamos pouco a pouco desvendando quem é de fato nosso companheiro.

Um estudo do psicólogo americano Arthur Aron promete reduzir este prazo utilizando uma lista de 36 perguntas para serem feitas entre o casal. Se as respostas agradarem um ao outro, a paixão surgirá na certa. Como se apaixonar se tornou tão simples quanto qualquer check-list.

Uma lista que diz como se apaixonar

Lista de perguntas
Lista de perguntas que ensinam como se apaixonar deve ser feita entre o casal com o objetivo de detectar a afinidade entre o par.

As perguntas elaboradas por Arthur Aron exploram os pontos fracos um do outro, o que faz sentido ao pensarmos que é muito fácil vermos e expormos apenas as qualidades, mas o verdadeiro desafio em qualquer relacionamento é reconhecermos e lidarmos com os defeitos do cônjuge.

Além disso, o estudo de Arthur Aron levanta a possibilidade de que a vulnerabilidade mútua promove a proximidade entre estranhos. Ao permitir que o outro veja suas fraquezas, especialmente em meio a exercícios exigindo que isto seja feito olhando nos olhos do parceiro, o casal atinge um novo nível de intimidade.

O estudo original data de abril de 1997 e é originalmente chamado “The Experimental Generation of Interpersonal Closeness: A Procedure and Some Preliminare Findings” (A Geração Experimental de Proximidade Interpessoal: Procedimento e Algumas Descobertas Preliminares – em tradução livre). Um dos aspectos de sua metodologia consistia em fazer com que um homem entrasse por uma porta e uma mulher por outra, então estes estranhos se sentavam numa sala de laboratório, um de frente para o outro, se encarando olho no olho ao longo das 36 perguntas.

Outro “grupo de controle” consistia em casais com uma lista de perguntas superficiais, tais como: “Qual o nome e idade das pessoas de sua família?”, “O que você fez nas últimas férias de verão?”, “Qual o presente você ganhou no último Natal?”. Além disso, não foi solicitado que os casais se olhassem nos olhos. A expectativa de Arthur Aron era a de que o “papo superficial” não resultasse em uma intimidade rápida e espontânea.

De fato, a afinidade dos casais do primeiro grupo, em decorrência das perguntas de âmbito íntimo e o olho no olho, acabou resultando em relacionamentos afetivos mais sólidos. Um deles, inclusive, acabou se casando 6 meses após o experimento, convidando a todos do laboratório para a cerimônia e festejos.

36 perguntas para se apaixonar

Ficou curioso para testar o experimento? Lembre-se de olhar o parceiro nos olhos e boa sorte. Segue a lista de perguntas a serem feitas para se apaixonar:

  1. Se pudesse escolher qualquer pessoa no mundo, quem você gostaria de convidar para jantar?
  2. Você gostaria de ser famoso? No quê?
  3. Antes de fazer uma ligação, você costuma ensaiar o que vai dizer? Por que?
  4. O que seria para você “um dia perfeito” ?
  5. Quando foi a última vez que você cantou no chuveiro? E para outra pessoa?
  6. Se você pudesse viver até 90 anos, mas pudesse escolher entre permanecer com o corpo ou a mente de uma pessoa de 30 anos, o que escolheria?
  7. Como você deseja morrer?
  8. Cite três coisas que você e seu parceiro tem em comum.
  9. Pelo que em sua vida você se sente mais grato?
  10. Se você pudesse mudar algo na maneira como foi criado, o que seria?
  11. Conte ao seu parceiro a história de sua vida, com o máximo de detalhes possível, em apenas quatro minutos.
  12. Se você pudesse acordar amanhã tendo adquirido alguma qualidade ou habilidade, qual seria?
  13. Se uma bola de cristal pudesse lhe contar a verdade sobre você, sua vida, o futuro ou qualquer outra coisa, o que você gostaria de saber?
  14. Existe algo que você sonha em fazer há muito tempo? Por que você não fez isso?
  15. Qual é a maior conquista da sua vida?
  16. O que você mais valoriza em uma amizade?
  17. Qual é a sua memória mais preciosa?
  18. Qual é a sua memória mais terrível?
  19. Se você soubesse que em um ano morreria repentinamente, mudaria alguma coisa na maneira como está vivendo agora? Por que?
  20. O que amizade significa para você?
  21. Que papéis o amor e o afeto desempenham em sua vida?
  22. Compartilhe 5 características positivas de seu parceiro.
  23. Quão unida e afetuosa é sua família? Você acha que sua infância foi mais feliz do que a da maioria das outras pessoas?
  24. Como você se sente sobre o relacionamento com sua mãe?
  25. Faça três declarações verdadeiras utilizando “nós”. Por exemplo: “Nós dois estamos nesta sala sentindo …”
  26. Complete esta frase: “Eu gostaria de ter alguém com quem pudesse compartilhar …”
  27. Se você se tornar amigo íntimo de seu parceiro, compartilhe o que seria importante ele saber.
  28. Diga ao seu parceiro o que você gosta nele. Seja muito honesto, dizendo coisas que você não diria a alguém que acabou de conhecer.
  29. Compartilhe com seu parceiro um momento embaraçoso em sua vida.
  30. Quando foi a última vez que você chorou na frente de outra pessoa? E sozinho?
  31. Diga ao seu parceiro algo que você gosta nele.
  32. O que é sério demais para se brincar?
  33. Se você morresse esta noite, sem poder se comunicar com alguém, o que mais se arrependeria de não ter contado? Por que você nunca falou sobre isso?
  34. Sua casa, e tudo dentro dela, pega fogo. Após salvar seus entes queridos e animais de estimação, você pode salvar um único item. O que seria e por quê?
  35. Qual foi a morte mais perturbadora em sua família? Por que?
  36. Compartilhe um problema pessoal e peça o conselho de seu parceiro sobre como lidar com isso. Peça ao seu parceiro que reflita sobre como você parece estar se sentindo a respeito do problema que escolheu.

Fonte: The New York Times e Sage Journals

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário