Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte

marte nasa 1 - Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte
De acordo com a NASA, uma pesquisa envolvendo profissionais americanos e japoneses pretende levar Abelhas Robô para marte! O projeto seria mais econômico e uma alternativa viável para os atuais Rovers.

A “corrida espacial” para Marte esfriou durante um tempo, mas novidades acabaram de surgir! A NASA tem um novo plano para explorar Marte, mas ainda não inclui o envio de seres humanos para lá. Ao invés disso, o plano é financiar uma pesquisa para enviar pequenas abelhas robô para explorar o planeta vermelho.

Este novo conceito de exploração de Marte foi batizado pela própria NASA como Marsbee. Nessa ideia, a agência pretende enviar um enxame de abelhas para o planeta junto com um Rover. Este rover seria necessário ainda como base móvel para o enxame de Marsbees.

marsbee nasa 720x522 - Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte

Abelhas Robô explorando Marte

A NASA descreve essas Marsbees como “abelhas de asas robóticas do tamanho de cigarras“. Para se comunicar com o rover, elas seriam integradas com sensores e dispositivos de comunicação sem fio. Com isso, as Marsbees seriam capazes de se recarregar no próprio rover.

Na declaração sobre a pesquisa das Abelhas Robô, a NASA diz que o enxame de robôs seria capaz de melhorar significativamente a exploração de Marte. Nessa lógica, a pesquisa permitiria que a NASA reconfigurasse redes de sensores e criasse sistemas resilientes. Fora isso, seria possível também coletar dados ou amostras usando um único enxame de Marsbees.

NASA Abelha Robo 720x406 - Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte

Na declaração oficial da NASA, a organização ainda citou a inovação técnica por trás do projeto. A pesquisa traria como inovação o uso de asas semelhantes à de insetos como forma de melhora da aerodinâmica dos robôs. As Abelhas Robô, ainda por cima, seriam um projeto de baixo custo.

O prejuízo dos Rovers

A pesquisa preliminar da organização diz que o projeto permite gerar sustentação suficiente para flutuar na atmosfera marciana. Além disso, as abelhas robô trariam também maior flexibilidade para as ações da NASA em Marte.

Os Rovers, tradicionalmente utilizados no planeta vermelho, demonstraram problemas de custo a longo prazo. Como são muito grandes e pesados, enviá-los para Marte é bastante custoso. O que justifica a pesquisa por alternativas para que o programa se torne mais barato e eficiente.

rovers nasa 720x405 - Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte

Entre Japão e EUA

Este programa seria uma colaboração conjunta de uma equipe japonesa e outra norte-americana. A parte japonesa da pesquisa manterá o foco na mecânica por trás das asas das Abelhas Robô. Ou seja, o projeto que garante que as Marsbee de fato voarão na atmosfera marciana.

A equipe dos EUA da NASA ficará localizada na Universidade do Alabama, em Huntsville. Ela irá modelar, analisar e otimizar numericamente um enxame de abelhas robóticas. Isso, é claro, sempre pensado para as condições atmosféricas de Marte.

USA Japan 720x405 - Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte

Apenas o começo

Entretanto, vale lembrar que todo esse projeto está apenas começando. A pesquisa, em si, configura a primeira fase do projeto. Essa fase I trabalharia para determinar se o movimento e o peso das Abelhas Robô poderiam funcionar nas condições atmosféricas de Marte.

Vale lembrar também que a NASA vem trabalhando em diversos projetos diferentes sobre Marte. Incluindo aí um para-quedas supersônico testado anteriormente. Além disso, empresas espaciais privadas também estão interessadas no planeta vermelho. Um bom exemplo disso é o empresário Elon Musk que já divulgou seu plano para colonizar Marte.

marte nasa 1 - Abelhas Robô da NASA? Pesquisa inicia alternativa para explorar Marte

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Share via