Ações da zoom caem 15% após retorno gradativo ao trabalho presencial

Ações do Zoom caem 15% após retorno gradativo ao trabalho presencial

Avatar of bruno martinez
Depois de um ano super lucrativo, Zoom se encontra em queda nas suas ações. Projeções podem cair ainda mais nos próximos meses

Recentemente, as ações do Zoom, plataforma de chamadas em áudio em vídeo, caíram 15%, porcentagem maior do que o esperado pela empresa. Tal queda tem como raiz o início da volta ao trabalho presencial em alguns locais no mundo e a primeira manifestação direta da inserção do trabalho híbrido no expediente de funcionários.

O Zoom foi uma das empresas que lucraram bastante durante a atual pandemia, principalmente nos momentos mais críticos de 2020. Em outubro do ano passado, foram avaliados US$ 175 bilhões em ganhos. Isolados em casa, trabalhadores e representantes de empresas ao redor do globo precisam reinventar suas rotinas. Consequentemente, os contratados passaram a usar mais aparelhos pessoais para trabalhar e optar por técnicas de terceiros para manter contato. Ao lado de outras concorrentes, o Zoom foi um desses meios encontrados para compensar as necessidades na pandemia.

Ações da zoom caem 15% após retorno gradativo ao trabalho presencial
Zoom lucrou US$ 175 bilhões até outubro do ano passado, em um dos picos da pandemia. (Imagem: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty ImagesReprodução)

Outras grandes companhias, como Cisco, Slack e Microsoft (com o Teams), também conseguiram colher frutos durante o período. Agora, com o número de vacinação crescendo em algumas regiões, incluindo o Brasil, empresas que prestam serviços não essenciais estão testando o retorno gradativo aos escritórios.

A queda nas ações veio em um momento não muito propício para o Zoom, visto que a mesma investiu US$ 14,7 bilhões na Five9, plataforma de atendimento ao cliente, para reforçar sua prestação de serviço com o consumidor. Analistas especulam a volta ao crescimento básico em alguns trimestres. “Há questões importantes sobre como a nova demanda do consumidor e as taxas de rotatividade dos clientes se estabilizarão no negócio após o afrouxamento das restrições contra a Covid-19”, disseram profissionais do Daiwa Capital, banco de investimento.

Ações do zoom caem 15% após retorno gradativo ao trabalho presencial
Queda nas ações do Zoom representam alerta para os próximos meses da empresa.

No momento, o Zoom possui receita do próximo trimestre estimada de US$ 1,015 bilhão a US$ 1,02 bilhão, o que demonstra 31% de aumento em relação aos dados do ano passado na mesma época. Embora o saldo seja positivo, não há certeza de que a empresa conseguirá bater a meta. Se a queda registrada atualmente continuar nos próximos meses, o Zoom poderá enfrentar resultados que representam quase metade do que foram coletados em 2020.

Veja também

Acesse também outras notícias relacionadas no Showmetech. Veja os números do mercado de wearables, que cresceu 32% ao ano devido à competição acirrada entre empresas.

Fonte: EXAME

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados