Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

shutterstock 362297912 - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017
Listamos os acontecimentos científicos e tecnológicos mais impressionantes de 2017 que pareciam pura imaginação.

2017 foi um ano surpreendente, principalmente quando se pensa em avanços e descobertas científicas. Muitos acontecimentos que nenhuma previsão futurística poderia imaginar ocorreram nesse ano que se encerra. Sendo assim, criamos um artigo com os eventos mais fantásticos que aconteceram em 2017 e deixaram de viver no mundo da imaginação ou ficção.

IA rumo à Singularidade

Este ano foi ótimo para a inteligência artificial. Mas, embora este período de crescimento para a IA certamente experimentará um incentivo inevitável (pelo menos do lado econômico), houve alguns desenvolvimentos importantes e avanços no campo, vários dos quais envolveram alguns dos jogos favoritos e mais complicados da humanidade.

Apenas um ano depois, o AlphaGo da DeepMind tornou-se a primeira inteligência artificial a derrotar um grande mestre no jogo de Go. Uma versão flexibilizada do programa, denominada AlphaGo Zero, ensinou-se a dominar o antigo jogo de tabuleiro a partir do zero. Usando o aprendizado de reforço, o sistema adquiriu literalmente milhares de anos de conhecimento humano depois de apenas três dias de jogar contra si mesmo e sem qualquer ajuda externa.

Em um torneio que uma IA enfrentou outra IA, o AlphaGo Zero derrotou o AlphaGo regular por 100 jogos contra 0, significando um grande avanço no campo. Como os pesquisadores da DeepMind declararam: “Nossos resultados demonstram de forma abrangente que uma abordagem de aprendizagem de reforço puro é totalmente viável, mesmo nos domínios mais desafiadores: é possível treinar para um nível sobre-humano, sem exemplos humanos ou orientação, dado nenhum conhecimento do domínio além das regras básicas. “Foi um pequeno passo para IA, um salto gigante para a inevitável obsolescência da humanidade.”

f1qyszdpelz5pogccox1 - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

Em maio de 2017, o AlphaGo venceu o melhor jogador humano do mundo, Ke Jie, de 19 anos, no melhor dos três mini-torneios. A vitória afirmou a posição da Alpha Go como o melhor jogador de Go do mundo. E em dezembro, uma versão modificada do programa, simplesmente chamada AlphaZero, tornou-se a entidade de jogo de xadrez mais dominante no planeta depois de derrotar o bot que anteriormente possuía esse título.

O útero artificial

Durante anos a ciência já sabia que um útero artificial era possível, mas em 2017, pesquisadores do Children’s Hospital of Philadelphia alcançaram um avanço que nos fez pensar que isso realmente acontecerá muito em breve.

Em testes, seis fetos prematuros de cordeiros foram colocados em recipientes de plástico cheios de fluido que se assemelhavam a sacos com fecho. Os cordeiros cresceram no dispositivo como fariam em um útero convencional, desenvolvendo-se em um ambiente com temperatura controlada e quase estéril.

quevba3jsn12botfjpjb 1 - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

Eles respiraram fluido amniótico, seus corações bombearam sangue através de seus cordões umbilicais para um sistema de troca de gás fora do saco e monitores mediram seus sinais vitais, fluxo sanguíneo e outras funções importantes. Os cordeiros, que estavam no equivalente ao estágio de gestação 23 a 24 semanas de fetos humanos quando entraram nos sacos, desenvolveram-se normalmente.

O avanço oferece uma maneira viável e potencialmente superior de levar os bebês prematuros a termo, mas ainda virão décadas antes de vermos a tecnologia aplicada aos seres humanos.

A revolução dos robôs

Parece coisa de filme de ficção científica mas, em 2017, o projeto ATLAS da Boston Dynamics tornou-se um programa de desenvolvimento de supersoldados ciborgues, e seu mais novo robô, Handle, se moveu e pulou – com uma destreza impressionante (e também assustadora). Enquanto isso, o cão robótico da empresa de tecnologia, Spot Mini, adquiriu um olhar mais frio, elegante e mais aterrador.

jjmewbhegkf4jfozbutb - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

Esses robôs avançados e altamente ágeis começaram a fazer suas primeiras aparições a apenas alguns anos atrás, e sua rápida taxa de desenvolvimento é nada menos que surpreendente. Na verdade, os robôs e os drones ficaram tão assustadores em 2017 que as Nações Unidas organizaram uma discussão sobre a proibição de máquinas autônomas de matar em uma conferência sobre armas convencionais.

O poder dos biohackers

Em qualquer lugar do mundo, normalmente levam de 10 a 15 anos para um remédio ir de um conceito para a prescrição do médico. E em alguns casos, como em tecnologias de edição de genes, a grande maioria dessas intervenções não é legal. Impacientes com o ritmo lento do progresso e as convenções da sociedade responsável, alguns biohackers decidiram se mexer e testar estes tratamentos experimentais neles mesmos.

Em outubro, por exemplo, o programador de 27 anos, Tristan Roberts, injetou-se com um tratamento de HIV DIY (“Do It Yourself”, Faça Você Mesmo) transmitido no Facebook Live. “Você não pode detê-lo, você não pode regular essas coisas”, ele disse enquanto se preparava para a injeção. “Mas você pode criar um ambiente onde haja transparência”.

hougwaxwc5cxbhvdsytd - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

O biohacker Josiah Zayner fez algo semelhante, injetando-se com um gene modificado CRISPR para promover o crescimento muscular frente a 150 pessoas em uma conferência de biotecnologia em São Francisco. Pacientes com câncer terminal também estão pulando no trem do tratamento DIY. Alarmado com esses desenvolvimentos, a US Food and Drug Administration já alertou os biohackers de que o que eles estão fazendo é contra a lei, e cientistas alarmados também fizeram o mesmo alerta.

Aprovação de terapias genéticas

Enquanto os biohackers experimentam a edição de genes ao modo DIY, o progresso está sendo feito na obtenção de terapias genéticas reguladas para o mercado, uma vez que o “bicho-papão” de biotecnologia, a terapia genômica é cada vez mais aceita pela medicina convencional.

Em agosto, a FDA aprovou um medicamento chamado Kymriah – a primeira terapia com células TCAR para tratar crianças e adultos jovens cuja leucemia não responde aos tratamentos padrões. Alguns meses depois, o órgão regulador aprovou outra terapia com células TCAR, uma que trata o linfoma não-Hodgkin agressivo em adultos.

As portas estão preparadas para abrir-se à medida que o FDA ativa a luz verde para outras tecnologias relacionadas com os genes, com aprovações pendentes para tratamentos de cegueira, doença falciforme e outras doenças hereditárias. Estamos realmente no meio da revolução biotecnológica.

Fato ou ficção?

A onda “fake news” (notícias falsas) que circulam periodicamente pela rede pode ficar muito pior, já que o desenvolvimento de uma IA focada na criação e disseminação desse tipo de notícia teve muitos avanços nesse ano.

A startup Lyrebird desenvolveu uma IA com uma algoritmo de imitação de voz capaz de imitar a voz de qualquer pessoa, além de ler qualquer texto com uma emoção ou entonação pré-definidas. Surpreendentemente, o programa é capaz de fazer isso depois de analisar apenas algumas dúzias de segundos de áudio pré-gravado.

De forma similar, cientistas da computação na Universidade de Washington desenvolveram uma sistema de que utiliza aprendizado de máquina para estudar os movimentos faciais de uma pessoa e renderizar movimento labial para qualquer áudio pré-existente. Um dos exemplos mais desconcertantes dessa nova tecnologia foi um vídeo em que o ex-presidente norte americano Barack Obama fala palavras selecionadas pelo programa.

Enquanto isso, pesquisadores da Nvidia desenvolveram um algoritmo com aprendizado de máquina que pode pegar um vídeo de uma paisagem country e transformar em um cenário de verão. E talvez o uso mais bizarro da IA nesse ano foi na criação de pornô falso, em que faces de celebridades femininas (incluindo atrizes como Gal Gadot, Scarlett Johansson, e Taylor Swift) substituem àquelas das atrizes pornôs.

Cérebro computadorizado

Em março, Elon Musk anunciou a Neuralink, uma startup com foco em conectar cérebros humanos a computadores. Utilizando chips implantados, essa tecnologia de “conexão neural” criaria uma interface “corticial direta” que poderia ser utilizada para inserir e baixar pensamentos para um computador, ou mesmo aumentar as capcidades cognitivas do usuário.

neuralink 640x360 - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

Tudo isso era muito hipotético, mas Elon Musk afirma que “é dificil dedicar o tempo, mas o risco é muito para não fazê-lo”. A sua esperança é utilizar a tecnologia de humanos cognitivamente melhorados como uma forma de driblar inteligências artificiais fracas e mal desenvolvidas.

Andando como um humano

Por fim, mais um feito realizado pela DeepMind IA. O programa foi capaz de criar um robô virtual bípede utilizando aprendizado reenforçado para entender como caminhar. Os resultados foram surpreendentes (além de bizarros e muito hilários). Segundo os desenvolvedores do DeepMin, a IA desenvolveu estilos de locomoção que eram “idiossincráticos”.

 dync1i6ylc2bzcjhoyuf - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

shutterstock 362297912 - Acontecimentos futuristas que realmente viraram realidade em 2017

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Receba Notícias por E-mail:

Share via