Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

o AMAZON DELIVERY facebook
Segundo informações do Valor Econômico, a divisão brasileira da Amazon já tem data para vender eletrônicos em seu site
Anúncio
Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal
Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal
Atualmente, operação brasileira se limita a livros e leitores eletrônicos

Segundo informações do jornal Valor Econômico, a Amazon passará a vender eletrônicos no Brasil a partir de 18 de outubro, 5 anos após sua chegada no país.

Atualmente, por aqui, a gigante se limita à venda de livros, digitais e físicos, além dos seus próprios leitores eletrônicos, os Kindles. Já nos EUA e em demais mercados pelo mundo, como Japão e Reino Unido, a empresa opera como um dos maiores web-varejistas do mundo, oferecendo uma enorme gama de produtos e serviços.

De acordo com a matéria do Valor, a intenção é que a Amazon brasileira ofereça essa mesma variedade de produtos, contudo, devido às dificuldades logísticas dessa expansão, a empresa começará vendendo apenas eletrônicos. A longo prazo, o catálogo deve ser estendido e abarcar outros itens.

Negociações antigas

Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

A Amazon chegou ao Brasil há pouco mais de cinco anos, em 2012. No início, a empresa vendia apenas livros eletrônicos, passando a trabalhar com livros físicos apenas dois anos depois.

Também foi nessa época que a Amazon introduziu o seu marketplace no país, permitindo que outros varejistas utilizassem o site da empresa para vender os seus produtos.

Nos últimos anos, essa técnica de marketplace começou a ganhar força por aqui. Atualmente, empresas como a BW2, responsável pelas Lojas Americanas e pelo Submarino, já permitem que outros varejistas anunciem em seus sites.

Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

A Amazon foi uma das primeiras a adotar este método por aqui. Porém, até então, só fazia isto com livros.

O que muda agora é que, segundo o que relata o jornal, a loja retomou as negociações com varejistas independentes, e aqueles que se habilitaram para vender na Amazon até receberam um ‘Manual do Vendedor‘, onde são encontradas dicas de como utilizar a plataforma de vendas e preparar o seu catálogo.

“A forma como você apresenta os seus produtos na Amazon influencia na decisão de compra dos clientes. Ofereça informações claras e concisas sobre o produto, de forma consistente, para atrair mais compradores”, diz o documento.

Neste modelo de negócios, a loja não atua como vendedora direta dos itens, ficando responsável apenas por estocar, anunciar e entregar as mercadorias.

Dentre os produtos já aceitos no marketplace, o Valor declara que há TVs, caixas de som, acessórios para celular, câmeras, smartphones, monitores, computadores e até consoles de videogame. A intenção é que tudo vá ao ar em 18 de outubro, na próxima quarta-feira.

A Amazon ainda investirá pesado em campanhas de marketing, principalmente durante a Black Friday que se aproxima.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter