Conecte-se conosco
Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

GADGETS

Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

Segundo informações do Valor Econômico, a divisão brasileira da Amazon já tem data para vender eletrônicos em seu site

Sem título 1 720x425 - Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

Atualmente, operação brasileira se limita a livros e leitores eletrônicos

Segundo informações do jornal Valor Econômico, a Amazon passará a vender eletrônicos no Brasil a partir de 18 de outubro, 5 anos após sua chegada no país.

Atualmente, por aqui, a gigante se limita à venda de livros, digitais e físicos, além dos seus próprios leitores eletrônicos, os Kindles. Já nos EUA e em demais mercados pelo mundo, como Japão e Reino Unido, a empresa opera como um dos maiores web-varejistas do mundo, oferecendo uma enorme gama de produtos e serviços.

De acordo com a matéria do Valor, a intenção é que a Amazon brasileira ofereça essa mesma variedade de produtos, contudo, devido às dificuldades logísticas dessa expansão, a empresa começará vendendo apenas eletrônicos. A longo prazo, o catálogo deve ser estendido e abarcar outros itens.

Negociações antigas

amazon 1 720x360 - Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

A Amazon chegou ao Brasil há pouco mais de cinco anos, em 2012. No início, a empresa vendia apenas livros eletrônicos, passando a trabalhar com livros físicos apenas dois anos depois.

Também foi nessa época que a Amazon introduziu o seu marketplace no país, permitindo que outros varejistas utilizassem o site da empresa para vender os seus produtos.

Nos últimos anos, essa técnica de marketplace começou a ganhar força por aqui. Atualmente, empresas como a BW2, responsável pelas Lojas Americanas e pelo Submarino, já permitem que outros varejistas anunciem em seus sites.

fba3 - Amazon brasileira venderá eletrônicos em breve, afirma jornal

A Amazon foi uma das primeiras a adotar este método por aqui. Porém, até então, só fazia isto com livros.

O que muda agora é que, segundo o que relata o jornal, a loja retomou as negociações com varejistas independentes, e aqueles que se habilitaram para vender na Amazon até receberam um ‘Manual do Vendedor‘, onde são encontradas dicas de como utilizar a plataforma de vendas e preparar o seu catálogo.

“A forma como você apresenta os seus produtos na Amazon influencia na decisão de compra dos clientes. Ofereça informações claras e concisas sobre o produto, de forma consistente, para atrair mais compradores”, diz o documento.

Neste modelo de negócios, a loja não atua como vendedora direta dos itens, ficando responsável apenas por estocar, anunciar e entregar as mercadorias.

Dentre os produtos já aceitos no marketplace, o Valor declara que há TVs, caixas de som, acessórios para celular, câmeras, smartphones, monitores, computadores e até consoles de videogame. A intenção é que tudo vá ao ar em 18 de outubro, na próxima quarta-feira.

A Amazon ainda investirá pesado em campanhas de marketing, principalmente durante a Black Friday que se aproxima.

Continue lendo
Advertisement

19 anos, brasiliense, acadêmico de Direito e apaixonado por tecnologia, informação e entretenimento.

Comentários
Subir