Amazon entra no mercado de pulseiras fitness e anuncia a Amazon Halo

Amazon entra no mercado de pulseiras fitness e anuncia a Amazon Halo
Novo produto tem a capacidade de identificar emoções na voz e cria um modelo 3D que exibe teor de gordura do usuário: Amazon Halo chegou ao mercado em caráter experimental
Anúncio
Amazon entra no mercado de pulseiras fitness e anuncia a Amazon Halo

Buscando competição direta com a Mi Band, Gear Fit e outros produtos do gênero, a Amazon anunciou hoje o lançamento da Amazon Halo, a sua pulseira fitness gerenciada via aplicativo de smartphone. O produto ainda não está completamente disponível no mercado, sendo liberado pela empresa nos EUA, em formato de teste para público seleto.

A Amazon Halo traz algumas diferenças que prometem colocá-la à parte de suas concorrentes, usando recursos de inteligência artificial (IA) para determinar, com maior precisão, o teor de gordura corporal dos usuários, bem como identificar níveis de estresse por meio de análise do seu tom de voz.

“Mesmo com o crescimento nos serviços digitais de saúde na última década, nós não enxergamos nenhum aprimoramento correspondente no bem-estar da população dos EUA. Nós estamos usando a profunda expertise da Amazon em inteligência artificial e machine learning para oferecer aos clientes uma nova forma de descobrir, adotar e manter hábitos personalizados de saúde. Isso é muito mais do que o número de passos que você dá num dia ou quantas horas você dorme. O Amazon Halo combina as mais novas ciências médicas, dados altamente precisos por meio dos sensores da Halo Band e IA de ponta para trazer uma abordagem aprofundada, aprimorando sua saúde e bem-estar”

Dr. Maulik Majmudar, Principal Medical Officer, Amazon Halo

Amazon Halo: Produto e Serviço

Segundo a Amazon, há dois pilares pertinentes ao lançamento: o primeiro é a própria pulseira fitness, enquanto o segundo é um serviço de assinatura exclusivamente criado para esse produto.

A Amazon Halo Band, nome oficial da pulseira, não contém nenhum display, sendo mais focada em sensores de alta potência que “podem entregar dados altamente precisos”, segundo a empresa, além de conter um acelerômetro, um sensor de temperatura, monitor cardíaco, dois microfones, um LED indicativo de funcionamento e, finalmente, um botão físico para acionamento dos microfones e outras funções. A pulseira traz resistência à água e uma bateria de duração de até sete dias, com recarga completa de 90 minutos.

Amazon Halo Band: as três principais cores (Imagem: Divulgação/Amazon)
Amazon Halo Band: as três principais cores (Imagem: Divulgação/Amazon)

Falando na pulseira, serão dois formatos: uma de silicone, mais esportiva; e outra mais texturizada. Ambas trazem 15 variações de cor — sendo as principais ônix, azul claro e rosa-salmão. As outras custarão US$ 15,99 (R$ 89,14 na cotação atualizada) para cada modelo esportivo, enquanto pulseiras mais trabalhadas sairão por US$ 19,99 (R$ 111,44).

Já a plataforma em si consiste de um serviço por assinatura mensal: além do preço de US$ 99,99 (R$ 557,64 na cotação atualizada) — US$ 69,99 (R$ 390,33) neste período de teste e nos primeiros seis meses –, você ainda terá que desembolsar outros US$ 3,99 (R$ 22,25) para a plataforma Amazon Halo, que confere o acesso às funções mais avançadas de todo o pacote.

A Amazon Halo Band também contará com pulseiras extras, vendidas separadamente (Imagem: Divulgação/Amazon)
A Amazon Halo Band também contará com pulseiras extras, vendidas separadamente (Imagem: Divulgação/Amazon)

Tudo isso é gerenciado por meio de um aplicativo de smartphone, que se concentra em cinco pilares específicos:

  • Activity refere-se às rotinas físicas e exercícios, analisando suas informações com base nas diretrizes estabelecidas pela Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês) bem como as mais recentes pesquisas clínicas. O objetivo é conferir pontos baseados na intensidade e duração dos movimentos. Em outras palavras: você ganha pontos por caminhar, mas ganha mais pontos por correr. Fora isso, um ponto será deduzido por hora dentro de um ciclo de oito horas sem treino
  • Sleep é o pilar que mede a qualidade do seu sono, analisando seus movimentos, ritmo cardíaco e temperatura para medir tempo em sono profundo versus o tempo acordado. Os sensores da pulseira conseguem avaliar o usuário continuamente, sem a necessidade de recarga diária. Pela manhã, a Amazon Halo Band vai pontuar o usuário de 0 a 100, exibindo um relatório compreensivo de informações.
  • Body é a função que emprega a inteligência artificial da Amazon para estabelecer um valor mais preciso do teor de gordura corporal do usuário. Segundo a empresa, essa medida é mais clinicamente indicada como um parâmetro de saúde do que o Índice de Massa Corporal (IMC), que possui diversas interpretações. A Amazon alega que ferramentas clínicas de medição de gordura são caríssimas e, geralmente, de uso exclusivo de médicos, porém a Amazon Halo Band promete entregar um valor próximo ao que você teria em uma consulta.
  • Tone é o emprego da inteligência artificial da Amazon para analisar o tom de voz do usuário, em busca de sinais de estresse, positividade e flutuações de humor a fim de melhor compreender e aprimorar sua comunicação e relacionamentos — com a capacidade de criar relatórios de episódios de curto e longo prazo. Por exemplo: uma reunião particularmente estressante de um dia até então satisfatório seria marcado como um “episódio” que justificaria uma queda de positividade e bem-estar.
  • Labs é o aspecto de “gamificação” da Amazon Halo Band, onde a pulseira estabelece uma série de desafios para que o usuário cumpra em busca de uma rotina mais saudável. Tais desafios são criados utilizando as métricas obtidas nos outros pilares, daí a vantagem do usuário ter uma série de “missões” especificamente desenhadas para ele. Por exemplo: a pulseira pode identificar o uso de cafeína em certas horas do dia e recomendar que você reduza esse consumo em um certo período de tempo.
Um aplicativo de smartphone, compatível com aparelhos iOS e Android, controla a visualização e relatório dos dados da Amazon Halo Band (Imagem: Divulgação/Amazon)
Um aplicativo de smartphone, compatível com aparelhos iOS e Android, controla a visualização e relatório dos dados da Amazon Halo Band (Imagem: Divulgação/Amazon)

A grosso modo, a ideia da Amazon Halo Band é um pouco mais detalhada do que outras pulseiras fitness do gênero: enquanto suas concorrentes estabelecem métricas com base nas atividades físicas, mas não vão muito mais longe que isso, a Amazon quer ser um parâmetro de mudança de rotina, incentivando usuários a adotarem hábitos mais saudáveis dentro do seu dia a dia.

Ainda assim, a empresa afirma que a Amazon Halo Band não é um dispositivo médico, usando isso como justificativa para que ela não tenha que passar pela aprovação de organismos públicos de controle de saúde, como a Food and Drug Administration Agency (“FDA”, na sigla em inglês).

Um dos recursos da Amazon Halo Band é usar a inteligência artificial para traçar um modelo mais preciso da gordura corporal do usuário (Imagem: Divulgação/Amazon)
Um dos recursos da Amazon Halo Band é usar a inteligência artificial para traçar um modelo mais preciso da gordura corporal do usuário (Imagem: Divulgação/Amazon)

Finalmente, as informações dos usuários são protegidas e seguem privadas, podendo ser baixadas e apagadas pelo próprio consumidor conforme ele sentir a necessidade. O programa também oferece integração com aplicações de terceiros, como a entidade WW (anteriormente conhecida nos EUA como “Weight Watchers”, a versão americana dos nossos “Vigilantes do Peso”). A Amazon não afirmou quando a Halo Band estará completamente disponível, nem confirmou se há planos de levar o produto a mercados internacionais. Usuários não pagantes ainda poderão usar a pulseira, com acesso limitado apenas às funções básicas de monitoramento (ou seja, igual a qualquer outra fitness band do mercado).

Fonte: Amazon

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter