Android x iOS: 8 detalhes que os usuários do iPhone invejam

Capa-texto-Android-X-iOS
Após listar tudo o que o iOS faz de melhor, chegou a vez do robozinho: conheça 8 características do Android que causam inveja nos usuários do iPhone e iPad

Há alguns dias publicamos uma lista com 8 características do iOS que gostaríamos de ver no Android. Conforme explicamos no artigo, é normal que cada sistema tenha suas vantagens e a preferência por cada um é mera questão de gosto. No caso do iOS, boa parte de suas vantagens em relação ao SO do Google se deve ao fato de ser um sistema fechado, onde o hardware e o software são feitos por uma só fabricante e para uma só linha de dispositivos.

Por outro lado, essa mesma centralização, por si só, também representa uma grande derrota para o sistema da Apple. O Android é muito mais versátil e diverso, o que é crucial para o seu sucesso. Pensando nisso, também decidimos listar 8 truques do robozinho que estão longe de chegar ao iOS – e que causam inveja em muitos usuários de iPhone e iPad.

Abra o que quiser, como quiser

Android: passo a passo de como definir um app como padrao
Definir um app padrão no seu smartphone Android é bastante simples

Se você nunca ficou muito tempo usando um iPhone, provavelmente ficará chocado ao saber que o iOS não permite escolher um app padrão para abrir determinados itens. O conceito de aplicativo padrão derivou do Windows, mas já existe no Android há muitos anos e te permite escolher o melhor programa para abrir certos arquivos ou links. Além de poupar tempo, o recurso agrega à usabilidade, já que você não fica obrigado a usar apenas os apps que o sistema indica.

No iOS, simplesmente não há essa opção. Caso você clique num link, ele sempre irá abrir no Safari, o navegador nativo do sistema. A mesma regra vale para e-mails, que sempre são abertos no Mail – outro software do sistema. Se você tem um Android e deseja alterar um aplicativo padrão, no entanto, basta abrir as Configurações, tocar na lupa logo acima e buscar por “apps padrão” ou “aplicativos padrão“.

Google Assistente

Google-Assistente-Pixel-4
O Google Assistente está disponível no iPhone, mas não se integra tanto ao sistema

O Google Assistente está integrado à maioria dos dispositivos com Android e, tendo em vista que a própria Google gerencia boa parte dos serviços utilizados nesses aparelhos – Google Agenda, YouTube, Search, Gmail e outros – ele é capaz de interagir com boa parte do sistema. Com isso, além de ser mais capaz que a Siri, do iPhone, o Assistente também é mais inteligente, já que pode usar os poderosos mecanismos de busca do Google sempre que recebe uma pergunta.

Embora não seja tão difundido quanto poderia, o Assistente é uma ferramenta essencial para quem o utiliza: o recurso é capaz de entender o que você faz nos demais aplicativos e, com isso, dizer quando é sua próxima reunião, se o trânsito irá te atrasar, quando é seu próximo voo, responder perguntas simples e até realizar ações. Para quem tem eletroeletrônicos inteligentes em casa, o Assistente abre ainda mais possibilidades, já que é capaz de controlar alguns deles.

Tudo isso faz o assistente virtual do Android ser inegavelmente superior ao do iOS.

Modo tela dividida

Tela dividida: exemplo de como aplicativos são mostrados e detalhes de configuração
Veja o passo a passo sobre como utilizar a tela dividida no seu smartphone

O Android suporta o modo tela dividida desde 2016, quando a função apareceu na versão 7.0 Nougat do sistema. Ainda que o iPadOS já suporte o recurso, no qual é possível que as duas metades da tela exibam, cada uma, um aplicativo diferente, a mesma função não está disponível no iPhone. O fato do recurso existir num produto e não existir no outro, considerando que ambos são extremamente similares, sugere que o iPhone não tê-lo é uma ação deliberada da Apple.

Por algum motivo, a Apple parece não querer que você utilize dois aplicativos no seu iPhone. Há quem diga que a tela do aparelho é pequena demais para isso, no entanto, o iPhone 11 Pro Max tem esse nome justamente por ser direcionado a quem trabalha com o smartphone ou deseja fazer mais com ele. Nesses casos, poder utilizar dois apps ao mesmo tempo, ainda que com alguma dificuldade, certamente seria uma mão na roda.

Se você tem um smartphone Android e deseja utilizar a tela dividida, basta pressionar o botão de multitarefas no seu smartphone, pressionar o ícone do app a ser dividido e então tocar em “Abrir no modo tela dividida”. A partir daí, o app ocupará apenas uma parte da tela e você poderá abrir outro software para ocupar a parte restante. Para ajustar o tamanho que cada aplicativo ocupa, basta subir ou descer a barra que separa os dois.

Embora o procedimento seja igualmente simples na maioria dos smartphones Android, é importante lembrar que os passos acima variam de acordo com as versões do sistema e o modelo do aparelho.

Um sistema com a sua cara

Imagens de tela personalizadas em aparelhos com Android
Sistema da Apple é bem mais restritivo quando o assunto é personalização

O Android é extremamente customizável e o que limita o quanto você pode modificá-lo é apenas o quão longe você está disposto a ir para isso. Por exemplo, para os usuários que não se aventuram muito nas configurações, há os temas, com diversas opções para mudar, de uma vez só, as cores da interface, os ícones e demais elementos gráficos; já para aqueles que dominam um pouco mais do sistema é possível instalar um launcher personalizado e modificar ainda mais a tela inicial.

Se você não estiver satisfeito, você pode mudar a aparência da tela de bloqueio e do teclado, trocar as fontes do sistema, instalar papéis de parede animados e utilizar widgets: elementos que te dão acesso a algumas funções e informações de aplicativos sem que você precise abri-los, fazendo isso diretamente na tela inicial. Em suma, o Android pode ser tudo o que você quiser – até mesmo aquilo que a fabricante do seu dispositivo não gostaria que fosse.

No iOS, a história é outra: como o sistema é fechado, todas as possibilidades de personalização são oferecidas pela própria Apple. Os aplicativos da App Store não podem mudar a aparência do SO e tudo o que a Apple permite fazer é alterar a disposição dos ícones na tela inicial, bem como o seu plano de fundo e o da tela de bloqueio, além de oferecer dois temas para o sistema, um claro e um escuro.

Memória expansível

Exemplo de aparelho com sistema operacional Android com memória expansivel via cartao micro sd
Nenhum modelo de iPhone ou iPad tem memória expansível via cartão microSD, como esse aparelho Samsung

Por ser mais amigável às modificações em geral, o Android permite, inclusive, que você expanda o armazenamento do seu dispositivo. Embora nem todos os dispositivos suportem os “cartões de memória”, como são conhecidos, aqueles que suportam só são capazes disso porque o sistema permite. No iOS, mais uma vez, não importa quantos gigabytes de armazenamento tem o seu iPhone ou iPad – se você quiser mais, terá de trocá-lo por um novo.

É sensato afirmar que os cartões de memória já tiveram um papel bem maior que hoje e, com o advento dos serviços de armazenamento em nuvem, eles perderam um pouco de importância. No entanto, há usuários que trabalham com seus smartphones (nós, jornalistas, por exemplo), e que certamente ficariam felizes em ter uma forma de armazenar mais arquivos que não dependesse da internet e de assinaturas mensais.

Atualmente, já existem pendrives com uma porta Lightning e uma porta USB, o que pode ser útil para expandir o armazenamento momentaneamente, ou para transferir arquivos com mais praticidade. No entanto, eles são consideravelmente mais caros e convenhamos: não é nada prático manter um pendrive espetado no seu celular (ou tablet).

Desenvolvedores independentes

Arte com logotipo da xdadevelopers
Esse fórum reúne milhares de desenvolvedores independentes que trabalham, principalmente, em cima do Android

O Android é um sistema de código aberto. Isto é, toda a sua programação está disponível para qualquer interessado. Na prática, isto permite que desenvolvedores independentes, além de entusiastas, conheçam intimamente o sistema e trabalhem nele – desenvolvendo aplicativos, ferramentas e soluções para problemas aos quais as fabricantes não dão tanta atenção. O trabalho desses desenvolvedores é tão importante que algumas de suas criações são incorporadas pelas marcas e até pelo próprio Google.

O exemplo mais palpável dessa comunidade é o XDA Developers, um fórum inteiramente dedicado aos smartphones onde é possível encontrar discussões, aplicativos, soluções de problemas e até versões alternativas do Android para o seu aparelho. Em muitos casos, quando um determinado modelo não é mais atualizado – ou não recebe uma funcionalidade que poderia ter recebido – algum desenvolvedor do XDA se encarrega de portar o novo Android (ou recurso) para o modelo.

Tal realidade é inexistente no iOS, visto que, no caso da Apple, o sistema é fechado e todos os softwares que interagem com ele são desenvolvidos pela empresa ou, no mínimo, passam pelo seu crivo.

Seja o primeiro a utilizar novas tecnologias

Tela principal do sistema operacional Android no Samsung Galaxy Fold
Última versão do sistema do Google já suporta telas flexíveis, como a do Galaxy Fold

Ao contrário do iOS, que se concentra em poucos dispositivos de uma só fabricante, o Android é utilizado por dezenas delas, e em milhares de modelos. Tal variação permite, inclusive, que o sistema seja utilizado com as mais diversas tecnologias – algumas inéditas. Recursos como as câmeras giratórias, entalhes em diferentes formatos e telas flexíveis são alguns exemplos que levarão um longo tempo até chegar aos dispositivos com iOS, isto é, se chegarem.

Isso significa que se você tiver bolso e coragem suficientes para investir num aparelho exótico – tal qual um Mi Mix Alpha – você pode, já que o sistema é versátil o bastante para ser adaptado às mais diversas condições. No caso da Apple, a empresa demora para adotar mudanças, já que passa um bom tempo estudando a melhor forma, além da real necessidade, de adaptar novas tecnologias à sua linha.

Liberdade de escolha é o lema

Diferentes tipos de smartphones, todos com sistema operacional Android, demonstrando diversidade do SO.
O Android oferece uma enorme variedade de escolhas, no software e no hardware

Não tem jeito: o maior trunfo do Android, e de onde todas as demais vantagens do sistema decorrem, é a liberdade de escolha que ele proporciona. O fato do sistema ser open source, denominação em inglês para software de código aberto, faz com que sua programação seja disponibilizada, gratuita e livremente, a qualquer pessoa no mundo. É por isso que as fabricantes podem modificar o Android e até vender as modificações que fazem nele – sem ter de pagar nada ao Google.

Essa característica tão intrínseca do sistema é o que o permite ser extremamente customizável, tanto para as fabricantes, que adicionam diferentes recursos às suas interfaces, quanto para os usuários, que modificam o sistema a partir de configurações e aplicativos. Além disso, também é isso que permite ao Android ser tão versátil, oferecendo dispositivos com tamanhos, faixas de preço e capacidades, além de outros aspectos, tão diferentes entre si.

Apesar da centralização que marca o iOS e é seu lado positivo, como listamos no artigo anterior, é essa liberdade e diversidade que torna o Android tão único e tão querido por aqueles que o utilizam.

E você, tem um iPhone ou um Android? Acha que algum ponto importante ficou fora da nossa lista? Interaja conosco e nos dê o seu feedback utilizando o campo de comentários abaixo!

Via: CNET

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter