Apple aumenta vendas de iphone em 50% e contorna crise global

Apple aumenta vendas de iPhone em 50% e contorna crise global

Avatar of bruno martinez
Com receita de US$ 81,32 bilhões, Apple surpreende e encerra o primeiro semestre do ano em alta mesmo com a crise dos chips

Em uma apresentação de seus lucros no último trimestre, Apple aumenta vendas de iPhone, Mac e iPad mesmo durante a atual crise dos chips que alastra diversas companhias de todos os portes no mundo. Os resultados divulgados ultrapassaram a expectativa de Wall Street e a empresa conseguiu se destacar nesse encerramento de semestre.

Com a falta de peças e semicondutores, as corporações de tecnologia estão sofrendo mais para montar seus produtos e disponibilizá-los à venda. Porém, a empresa de Tim Cook consegue contornar a situação. Os dados apresentados são de uma receita de US$ 81,32 bilhões. Wall Street esperava US$ 73,3 bilhões da companhia.

“Nós caracterizaríamos isso como um desempenho de ‘medalha de ouro’ da Apple durante o trimestre, especialmente quando se considera a falta de chips”

Daniel Ives, analista de tecnologia no Wall Street, a respeito do destaque da Apple em meio à crise de semicondutores.

Vendas de iPhone impulsionaram a Apple

O aumento de 50% nas vendas de iPhone em relação ao ano passado foi essencial para que a Apple conseguisse atingir esse marco. A receita da linha de celulares subiu de US$ 26 bilhões para US$ 39,57 bilhões. Tim Cook declarou no relatório que a empresa teve como foco a comunicação e a integração das pessoas no meio digital em meio à pandemia, usando seus recursos de tecnologia de ponta. “Neste trimestre, nossas equipes construíram um período de inovação incomparável, compartilhando novos produtos poderosos com nossos usuários, em um momento em que usar a tecnologia para conectar pessoas em todos os lugares nunca foi tão importante”, disse.

Apple aumenta vendas de iphone em 50% e contorna crise global
Vendas de iPhone foram responsáveis por grande parte do aumento da receita total da Apple nos últimos três meses. (Imagem: Apple/Reprodução)

O CEO havia dito para a CNBC que a crise dos chips poderia afetar a produção de Macs e iPads, mas a empresa obteve sucesso em mitigar parte dos custos contra a escassez de matéria-prima, estimados em US$ 3 a US$ 4 bilhões. Em relação à prestação de serviços — isto é, Apple Music, Apple TV, Apple Store, entre outros — a Apple registrou US$ 17,48 bilhões, o que representa 33% de crescimento com base nos lucros da mesma época no ano passado.

Com resultados financeiros tão satisfatórios, a Apple promete continuar crescendo e expandir ainda mais o seu domínio. Espera-se que no segundo semestre o iPhone 13 seja lançado, o que deve gerar uma enorme receita para a empresa. Tim Cook se diz otimista com o futuro: “Continuamos avançando em nosso trabalho para infundir em tudo o que fazemos os valores que nos definem — inspirando uma nova geração de desenvolvedores a aprender a codificar, nos aproximando da nossa meta do meio ambiente de 2030 e se engajando no trabalho urgente de construir um futuro mais justo”, concluiu.

Veja também

Acesse outras notícias relacionadas no showmetech, como a conferência da Tesla, de Elon Musk, que fechou o primeiro semestre de 2021 com US$ 1,1 bilhão de lucro, o maior já registrado pela empresa de automóveis.

Fontes: Business Insider | TechCrunch

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados