Apple glasses pode projetar imagens direto na retina

Apple Glasses projetará imagens direto na retina

Avatar of otávio queiroz
Rumor diz ainda que o óculos poderá embarcar tecnologia inédita de refração de luz

Novos rumores sobre o Apple Glasses têm, mais uma vez, ocupado as manchetes mundo afora. Dessa vez, o site AppleInsider divulgou uma nova patente que evidencia as novas tecnologias que poderão ser utilizadas pelo óculos AR da Apple. Segundo as informações disponibilizadas, o novo gadget será capaz de projetar imagens diretamente na retina dos olhos, sem a necessidade de qualquer tipo de tela.

Na patente divulgada, a Apple afirma que ter uma tela bem em frente aos olhos pode ser um tanto quanto incômodo e desorientador, pelo fato do usuário assimilar que está vendo tudo através de uma simples tela. Efeitos colaterais do uso prolongado também são destacados e vão desde fadiga ocular, até dores de cabeça e náuseas. Com a nova tecnologia todos esses pontos são contornados.

Direct retinal projector revela nova tecnologia no apple glasses
Patente foi divulgada pelo site Apple Insider

Apesar da novidade só ter sido revelada agora, parece que a Apple está trabalhando nisso há pelo menos quatro anos, a julgar pelo ano em que esta patente foi registrada, que data para janeiro de 2017. Chamada de “Direct retinal projector”, o documento ainda revela uma outra tecnologia que será capaz de saber para onde o usuário está olhando, fazendo o uso de espelhos para refletir luz de uma forma mais precisa.

Embora a descrição da tecnologia tenha aparecido, ainda não é claro qual será o design adotado pela Apple. Os rumores indicam que os Apple Glasses serão anunciados oficialmente em 2022, por um preço de US$ 499. No entanto, tudo não passa de meras especulações.

Não é a primeira vez

Apple glass é esperado para 2022
Inúmeros rumores sobre o Apple Glasses já surgiram na Internet desde o seu anúncio

Desde que a fabricação do Apple Glasses veio à tona, por inúmeras vezes a internet viu rumores relacionados ao novo dispositivo da maçã surgir. No final do ano passado, por exemplo, um novo pedido de patente do Apple Glasses revelou lentes que se ajustam à iluminação ambiente, diminuindo seletivamente o brilho do mundo real para aumentar a imagem gerada pelo gadget.

Uma outra patente apareceu no início de 2021, retratando um recurso onde o Apple Glasses desbloqueia automaticamente outros gadgets da Apple. Este é um recurso que muitos wearables já possuem, servindo como um dispositivo de autenticação remoto seguro.

A Intel já tentou

Intel vaunt
Vaunt foi descontinuado no mesmo ano do seu anúncio

Toda essa novidade divulgada pelo AppleInsider, na verdade, não é tão novo assim. Em 2018, a Intel informou que estaria trabalhando em um óculos inteligente capaz de enviar informações visuais diretamente à retina, sem risco de desfoques. O Vaunt estava sendo construído com o design de um par de óculos comum.

Na época, a tecnologia funcionava da seguinte maneira: um laser de baixa potência, posicionado ao lado direito dos óculos, emitia uma imagem monocromática em vermelho no refletor holográfico da lente direita. Esse refletor então exibia uma imagem em resolução 440×150 diretamente na retina do usuário.

Apesar de todo o esforço, pouco tempo depois a companhia anunciou que estaria abandonando o projeto e, desde então, nenhuma novidade sobre o Vaunt surgiu novamente. Para nós, fãs de tecnologia, só nos resta torcer para que a Apple tenha mais sorte em sua jornada.

Veja também:

Em setembro, a Xiaomi também anunciou o seu mais novo óculos inteligente. A intenção da empresa é fazer com que esta tecnologia substitua os atuais smartphones.

Fonte: AppleInsider

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
26
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados