Apple Music ultrapassa Spotify em número de assinantes nos EUA

Apple Music logo
A forte presença do iPhone no mercado americano pode ter ajudado a impulsionar o serviço da Apple

A batalha entre os serviços de streaming de músicas segue forte no mundo todo e o Apple Music parece ter obtido uma vitória significativa sobre seu principal rival, o Spotify, no início desse ano.

Segundo o The Wall Street Journal, a fabricante do iPhone ultrapassou a companhia sueca em número de assinantes pagantes nos Estados Unidos, o maior mercado da indústria fonográfica global.

Segundo a publicação, o Apple Music possui mais de 28 milhões de assinantes americanos, enquanto o Spotify Premium tem 26 milhões. Esses números não levam em consideração usuários que estão no período gratuito de testes (que o Apple Music oferece por 3 meses) e nem contas grátis com anúncios (disponíveis apenas no Spotify).

Spotify ainda é o líder norte-americano e global em número total de ouvintes
Spotify ainda é o líder norte-americano e global em número total de ouvintes

Apple Music vs. Spotify

As fontes do WSJ também apontam que tanto nos Estados Unidos quanto globalmente a taxa de crescimento mensal no número de assinantes do Apple Music é mais alta que a do Spotify:


Estados UnidosGlobal
Apple Music2.6 a 3%2.4 a 2.8%
Spotify1.5 a 2%2 a 2.3%

Apesar disso, quando somados os usuários gratuitos do Spotify, a quantidade de usuários desse serviço aumenta significativamente e os suecos assumem a liderança do mercado.

Briga na Europa

No mês passado o Spotify entrou com uma representação contra a Apple na Comissão Europeia, por supostas práticas desleais da empresa que violariam leis antitruste europerias.

Segundo o Spotify, a Apple abusa do controle que detém sobre a App Store para prejudicar concorrentes no mercado de streaming e promover o Apple Music, que já conta com a vantagem de ser pré-instalado em um bilhão de iPhones e iPads ao redor do mundo.

Apple Music está disponível para iOS, macOS, Android e Windows
Apple Music está disponível para iOS, macOS, Android e Windows

A Apple exige 30% do valor de todas as assinaturas realizadas através da App Store, inclusive de apps terceiros, por isso serviços como Spotify e Netflix removeram a opção de seus respectivos aplicativos e direcionam os usuários aos sites oficiais para realizar assinatura.

Caso veja mérito na denúncia, a Comissão Européia abrirá uma investigação contra a Apple que pode render penalidades financeiras significativas, bem como mudanças na forma que a App Store lida com apps de concorrentes da Apple. Contudo, esse processo ainda deve levar anos para chegar à uma conclusão.

Aposta em serviços

O aparente sucesso do Apple Music deve dar fôlego à aposta da Apple em serviços, que a empresa tem se dedicado à expandir. Além do Music, a companhia oferece o iCloud (armazenamento em nuvem), Apple Pay (pagamentos), o novo Apple News+ (assinatura de revistas e jornais) e em breve contará com o Apple Arcade (games on-demand) e o Apple TV+ (canal de filmes e programas de TV que estreia no final do ano).

Fonte: MacRumors


Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Receba nossas notícias:

Receba nossas notícias:

[widget id="jackmail_widget-2"]
Holler Box