Apple pede desculpas por polêmica com iPhones e anuncia novas medidas

Apple pede desculpas por polêmica com iPhones e anuncia novas medidas; iPhone
Após admitir que deixa os iPhones mais lentos conforme suas baterias se desgastam, a empresa pediu desculpas por decepcionar seus consumidores

Apple pede desculpas por polêmica com iPhones e anuncia novas medidas; iPhone

Em uma espécie de ‘carta pública‘ destinada aos seus consumidores, a Apple pediu desculpas por toda a polêmica envolvendo os iPhones mais antigos e suas respectivas baterias. Há aproximadamente uma semana, a empresa indignou usuários do mundo todo ao admitir que, propositalmente, deixa os aparelhos mais lentos conforme suas baterias envelhecem.

“Nós entendemos que alguns de vocês estão decepcionados com a Apple. Pedimos desculpas.”

No mesmo texto, a empresa alega que nunca tentou – e que nunca tentaria – reduzir a vida útil de qualquer um dos seus produtos, mas que baterias são componentes consumíveis e, com o passar do tempo, perdem sua eficiência inevitavelmente.

Assim como afirmou à justiça, a empresa explicou que “Uma bateria desgastada não consegue suprir demandas energéticas mais altas”, como quando o processador precisa de mais energia.

Para evitar que o dispositivo simplesmente desligue nessas situações (o que seria o comportamento mais natural da bateria), a empresa implementou um sistema que monitora a saúde da bateria e, caso ela esteja desgastada, limita a potência do processador.

Apple pede desculpas por polêmica com iPhones e anuncia novas medidas; iPhone

“Há cerca de um ano atrás, no iOS 10.2.1, atualizamos o nosso gerenciamento de energia para evitar desligamentos inesperados no iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone SE, iPhone 6S e iPhone 6S Plus. Com a atualização, o iOS gerencia dinamicamente o consumo energético de certos componentes, evitando que o aparelho desligue inesperadamente.”

Segundo a Apple, a intenção era fazer isso sem que o usuário percebesse, mas algumas reduções pontuais na performance, como um maior tempo para abrir aplicativos, poderiam ocorrer. Na época, como o feedback da atualização foi positivo por parte dos usuários, a empresa decidiu manter o sistema.

Corte de preço em novas baterias

Apple pede desculpas por polêmica com iPhones e anuncia novas medidas
O iPhone 7 também passou a ter sua bateria monitorada no iOS 11.2

Numa tentativa de recuperar a sua imagem com “qualquer um que tenha duvidado das intenções da Apple“, a empresa também anunciou as seguintes medidas:

  • Para qualquer iPhone 6 ou superior (fora da garantia), um desconto de US$ 50 na troca por novas baterias, reduzindo o preço de US$ 79 para US$ 29;
  • Uma atualização de software para que o iOS seja ‘mais claro’ a respeito do gerenciamento de energia. Incluindo avisos sobre quando a performance do aparelho for afetada pelo desgaste da bateria;
  • Aprimoramento constante do gerenciamento de energia do iOS. Que continuará evitando que os smartphones desliguem inesperadamente conforme as baterias envelhecem.

Embora a empresa prometa fornecer mais detalhes em breve, é possível que alguns consumidores não vejam o desconto tão cedo: nos EUA, a medida passa a valer em janeiro, mas pode demorar até dezembro de 2018 para chegar ao mundo todo.

No Brasil, a troca da bateria de um iPhone 6 fora da garantia pode custar até R$ 449. A já citada atualização do iOS, por sua vez, foi prometida para o início de 2018.

Apesar de ser muito cedo para afirmar se as palavras e atitudes da empresa serão eficazes em limpar sua imagem, é possível afirmar que o vácuo de confiança entre Apple e seus usuários deve continuar, ao menos por um tempo.

Isto porque, para grande parte dos que abriram ações judiciais contra a empresa, a atitude mais reprovável não foi reduzir a velocidade dos iPhones, mas alterar o comportamento dos aparelhos sem o consentimento dos seus donos.

Embora todas as atualizações de software já façam isso, seja no iOS, no Android ou no Windows, os consumidores da empresa sempre se sentiram mais seguros que os demais. Contudo, desta vez, eles se sentiram invadidos.

Fonte: Apple

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Share via