Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira

Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira 4
Apelidado de "Zen brasileirinho", o novo Zenfone Max Shot é exclusivo para o Brasil e o primeiro no mundo a receber o SiP.

Asus apresentou nessa quarta-feira (13), em São Paulo, o primeiro smartphone desenvolvido para os brasileiros e com a nova tecnologia SiP, o Zenfone Max Shot, em parceria com a Qualcomm, e o Zenfone Max Plus M2 em território brasileiro.

Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira
Smartphone é o primeiro do mundo com novo processador SiP

“Eu estou muito entusiasmado em lançar esse produto especialmente para o Brasil”.

S.Y. Hsu – presidente da Asus.

O zen brasileirinho é resultado de uma pesquisa da Asus com 5.700 participantes, que identificou as principais necessidades do consumidor brasileiro com um smartphone. A pesquisa constatou que a realidade do brasileiro é um celular básico, não um topo de linha. 42% dos participantes não trocam o celular há 3 anos e 70% gastaram menos de mil reais para comprá-lo.

A principal novidade é que o Zenfone Max Shot é o único smartphone no mundo a receber o SiP (System-in-Package), chip brasileiro da Qualcomm. O SiP é um super chip que reúne em uma única peça todos os principais componentes para a fabricação de um smartphone, faltando apenas a tela, bateria e câmera.

Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira
Corpo do aparelho é totalmente de metal

Cristiano Amon, presidente da Qualcomm, afirmou que esse lançamento é um passo importante para o setor brasileiro. A missão da Qualcoom para os próximos 30 anos é conectar tudo a rede, equipamentos e pessoas.

“O Brasil não precisa ficar atrás de nenhuma nação.”

Cristiano Amon, presidente da Qualcoom

Zenfone Max Shot

Zenfone Max Shot quer tirar o brasileiro do básico. Equipado com a potência do Snapdragon SiP 1, a Asus e a Qualcomm conseguiram torná-lo um smartphone poderoso e ao mesmo tempo acessível. Ele já está a venda por R$1.349,00.

É o primeiro smartphone do mundo a receber o Snapdragon SiP 1. Com tela Full HD+ de 6,26 polegadas,  as são cores realistas e vivas. A qualidade de áudio foi um dos aspectos focados e a bateria de 4000mAh que dura até 2 dias, segunda a empresa.

Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira
Tela enorme Full HD+ exibe cores vibrantes

Uma das principais demandas dos brasileiros que participaram da pesquisa é uma boa câmera em um smartphone. Pensando nisso, o Zenfone Max Shot recebeu três câmereas traseiras.

Uma wide angle de 120º, 8MP, com modo embelezamento e modo retrato. A segunda foi pensando especialmente para o modo retrato com fundo desfocado. A última câmera, e a principal, possui sensor sony, 12MP, f1.8, e capta até 50% mais luminosidade.

Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira

As câmeras podem tirar fotos ao mesmo tempo no modo retrato e possuem detecção de cena com inteligência artificial, são 13 tipos diferentes de cena. Já a câmera frontal tem 8MP com flash, modo embelezamento e modo retrato.

O Zenfone Max Shot vem com um slot triplo: 2 nanoSIM 4GB e 1 microSD. A IA também está presente no zen brasileirinho. O smartphone sabe quando você está olhando para a tela, por exemplo, e mantém a tela acessa até você parar de olhar. A bateria também aprende com o uso e otimiza a bateria para melhor gerenciamento.

Ele possui acabamento em metal, 180g de peso, 8,49 de espessura, 3GB de RAM e 32GB de armazenamento. As cores que serão comercializadas são: prata, preto, azul e vermelho.

Zenfone Max Plus M2

A Asus também lançou o Zenfone Max Plus M2. Ele possui algumas diferenças em relação ao Zenfone Max Shot, começando pelas duas câmeras traseiras, diferente das três do irmão brasileiro, 3GB de RAM e uma versão com 32Gb de armazenamento e outra de 64GB. A versão com 32GB está à venda por R$1.299.

Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira

SiP, o chip brasileiro

Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para América Latina, explicou que a ideia do SiP surgiu anos atrás quando os engenheiros da Qualcomm indagaram: “por que não integrar todos os componentes em um módulo único,indivisível e pequeno?”

“É o lançamento mundial de uma tecnologia nova que não existe em nenhum lugar do mundo”.


Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para América Latina

O SiP ou  System-in-Package (“sistema emum pacote”, em tradução livre), um circuito eletrônico completo encapsulado em um chip.

Ele será produzido inicialmente apenas no Brasil com a tecnologia de fabricação da USI. Ele ocupa menos espaço e facilita a produção de um novo aparelho. A Qualcomm espera estimular a indústria nacional de eletrônicos trazendo o SiP para ser desenvolvido e fabricado aqui.

Dentro dele tem o processador, GPU, modem X9, conectividade wireless, bluetooth e memória. São 400 componentes, mas a principal vantagem é a miniaturização. Ele é menor do que os chips convencionais, ou seja, sobra mais espaço para outros componentes, como por exemplo, a bateria. Por ser menor, o SiP proporciona mais espaço para outros componentes, como a bateria.

Toda a complexidade de um smartphone e radiofrequência está nesse módulo. Com ele, o tempo e o esforço de desenho e fabricação de um smartphone reduz drasticamente. Quase todos os semicondutores do Brasil são importados, gerando altos gastos para as empresas. O país chega a gastar 20 bilhões de reais.

Para Julio Semeghini, secretário executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o Brasil precisa atualizar as leis para acompanhar os avançõs tecnológicos. “O governo tem uma responsabilidade muito grande para manter e estimular essas inovações. Precisamos remodelar nossas leis para acompanhar as mudanças. Nós temos desafios e mudanças pela frente”.

“Como engenheiro, e como alguém que acompanha esse setor há 30 anos, é muito gratificante ver isso se realizando por aqui. Tenho muito orgulho em ver um brasileiro a frente de um projeto como esse. O Brasil hoje dá um salto muito grande”

Julio Semeghini, secretário executivo do MCTIC
Asus anuncia Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2; confira 5

Qualcomm havia assinado uma parceria com a Universal Scientific Industrial (USI), no início de 2018, para o desenvolvimento de design e manufatura de módulos e componentes para smartphones no Brasil. A fábrica será instalada na cidade de Jaguariúna, interior de São Paulo, e deve começar as operações em 2020.

O SiP é a tecnologia do futuro. Acredito que o SiP tenha a capacidade de ser a base para a indústria.


Rafael Steinhauser, presidenteda Qualcomm para América Latina

Especificações técnicas:

Zenfone Max Shot

  • Processador: Snapdragon SiP 1, octa core 1,8 GHz;
  • Tela: 6,26 polegadas, Full HD+ (1080×2280);
  • Bateria: 4000 mah;
  • Memória: 3GB ou 4GB de RAM;
  • Armazenamento: 32GB;
  • Câmera: 3 câmera traseiras, principal com sensor Sony IMX486 de 12MP e abertura F1.8, a secundária de 5MP para modo retrato e a terceira câmera wide-angle de 120° e 8MP. Câmera frontal de 8MP;
  • Cores: preto, prata, azul e vermelho;
  • Preço: R$1349.

Zenfone Max Plus (M2)

  • Processador: Snapdragon SiP 1, octa core 1,8 GHz;
  • Tela:6,26 polegadas, Full HD+ (1080×2280);
  • Bateria: 4000 mah;
  • Memória: 3GB de RAM;
  • Armazenamento: 32GB ou 64GB;
  • Câmera: 2 câmeras traseiras, a principal traz sensor Sony IMX486 de 12MP e abertura F1.8 e a secundária de 5MP para modo retrato;
  • Cores: preto, prata, azul e vermelho;
  • Preço: R$1299 (32GB)

Zenfone Max Shot foi lançado exclusivamente para o Brasil e já está disponível nas principais lojas brasileiras. Seu preço sugerido é de R$ 1.349,00 nas cores prata, azul, vermelho e preto. Já o Zenfone Max Plus M2 está disponível em duas versões que diferem apenas na memória (32GB ou 64GB). A versão menor tem o preço sugerido de R$ 1.299,00.

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Share via