Ataques russos ameaçam fornecimento de água e luz nos Estados Unidos

170707 hackers nuclear plants feature - Ataques russos ameaçam fornecimento de água e luz nos Estados Unidos
Os ataques estariam visando além de espionagem, sabotagem da infraestrutura do país norte americano, segundo o FBI

Os ânimos entre os Estados Unidos e a Rússia parecem estar cada vez mais acirrados. Após a Casa Branca anunciar sanções a dezenove pessoas e cinco grupos russos, incluindo os serviços de inteligência de Moscou, por questões de interferências nas eleições presidenciais de 2016, o país norte americano agora faz algumas acusações sérias em relação a ataques cibernéticos.

Segundo o governo dos Estados Unidos, a Rússia vem, desde março de 2016, realizando diversos ataques visando fragilizar a infraestrutura do país. Os alvos seriam empresas de energia, de tratamento de água, usinas nucleares e sistema de aviação. O comunicado foi feito pelo FBI em conjunto com o Departamento de Segurança Nacional.

nuclear threat 796x419 720x379 - Ataques russos ameaçam fornecimento de água e luz nos Estados Unidos

Ataques constantes

Rick Perry, secretário de energia dos Estados Unidos, afirma que esses ataques são diários e numerosos, sempre mirando empresas que fazem parte da infraestrutura do país. O objetivo não é apenas o de colher dados, e sim, principalmente, o de sabotar, fazendo com que o fornecimento de água e energia seja interrompido para milhões de americanos.

A forma de atacar seria o de primeiro mirar em alvos mais fáceis, como os fornecedores de softwares dessas empresas grandes. Uma vez que eles contam com uma segurança mais frágil, fica mais fácil primeiro penetrar em suas defesas para a partir daí implantar os malwares nos alvos principais.

JTA graphic 720x606 - Ataques russos ameaçam fornecimento de água e luz nos Estados Unidos
Screenshot de uma interface gráfica acessada por hackers russos

Além desses malwares que têm capacidade de roubar dados, os russos também estariam utilizando campanhas de phishing para ganhar acesso remoto as redes de setores de energia. No comunicado eles não citaram nomes de empresas que estariam sendo afetadas e nem qual seria o nível de sucesso desses ataques.

Energia nuclear segura

A única informação a respeito disso foi a de que os sistemas de energia nuclear estão bastante seguros. Segundo o governo americano, os sistemas centrais de usinas de energia nuclear ainda utilizam em tecnologias que não possuem elementos digitais, mesmo que atualizadas. Por isso, não há chances de que aconteça qualquer tipo de controle remoto.

Mas isso não faz com que as outras estruturas estejam mais seguras, e por isso os ataques ainda são perigosos e podem se tornar um problema para o país. Principalmente se eles estiverem mesmo voltados para manipular e impedir o fornecimento de serviços básicos para a população.

Com o anúncio veio o alerta para que todas as grandes empresas dos setores citados reforcem sua segurança e melhorem a proteção dos seus sistemas.

No ano passado, os países assinaram um acordo para construir primeira estação lunar, como mostramos aqui.

Comentários do Facebook

Receba Notícias por E-mail:

Share via