Áustria impõe lockdown para quem não se vacinou contra covid-19

Áustria impõe lockdown para quem não se vacinou contra COVID-19

Avatar of lucas gomes
Medida foi aplicada pois os índices de infecção e morte estão em alta nos últimos dias, entenda o caso.

A corrida pela vacinação no mundo todo não para, e dia após dia, vemos mais pessoas sendo imunizadas contra a COVID-19. Entretanto, nem todos os países estão levando a melhor, e como medida para tentar aumentar o número de vacinados no país, a Áustria impõe lockdown especificamente a pessoas que não se vacinaram. A medida é um reflexo do crescente número de infecções e mortes ao redor do país nos últimos dias.

Lockdown para não vacinados

Iniciado à meia noite desta segunda-feira, 15 de novembro, o lockdown na Áustria para pessoas não vacinadas já está em vigor. A medida visa pressionar pessoas não vacinadas a se vacinarem o quanto antes. Essa restrição está valendo para pessoas de 12 anos ou mais, mas não afeta atividades consideradas básicas, como trabalhar, ir à farmácia, fazer caminhada e, claro, se vacinar. Pessoas que recentemente se recuperaram da COVID-19 também não estão inclusas nessa nova medida.

"fique em casa, pare a disseminação". Reprodução: willowpix
“Fique em casa, pare a disseminação”. Reprodução: Willowpix

É nosso trabalho como governo da Áustria proteger o povo. Portanto, decidimos que a partir de segunda-feira haverá um bloqueio para os não vacinados. O movimento visa reduzir o contato entre vacinados e não vacinados. Precisamos aumentar a taxa de vacinação. É vergonhosamente baixa.

Alexander Schallenberg, Chanceler austríaco

A Áustria impõe lockdown em pelo menos 2 milhões de pessoas, número alto considerando que o país comporta quase 9 milhões de habitantes. A vacina não é aplicada a crianças menores de 12 anos, pois estas ainda não são oficialmente reconhecidas para a vacinação contra a COVID-19. No início da semana passada, a Áustria já havia proibido que indivíduos não vacinados visitassem restaurantes, hotéis e teatros.

A princípio esse lockdown durará dez dias, sendo que a polícia local patrulhará a área para confirmar se os transeuntes estão, de fato, vacinados contra a COVID-19. O Chanceler Schallenberg ainda afirma que, se necessário, equipes adicionais de seguranças serão acionadas. Caso alguém seja autuado, neste caso, deverá pagar multa de 1.450 euros, algo equivalente a R$ 9.000.

Vacinação na áustria

Cerca de 65% da população total do país está completamente imunizada, o número mais baixo encontrado dentre os países da Europa Ocidental. Nas últimas semanas o país vem enfrentando alguns picos de infecção e morte. Apenas neste último domingo, mais de 11 mil casos de infecções foram confirmadas, sendo um número ainda maior que o da semana anterior: cerca de 8550, com índice semelhante de mortalidade. Neste mesmo domingo, 17 mortes foram confirmadas por COVID-19, sendo, ao todo, desde o início da pandemia, 11.706 mortes pela infecção.

Novos casos a cada sete dias estão na faixa de 775,5 para cada 100 mil habitantes, número bastante elevado quando comparado com a Alemanha,que se encontra com 289 novos casos para cada 100 mil habitantes. A Alemanha já está tomando, também, suas medidas sanitárias para frear este número crescente.

Áustria impõe lockdown para não vacinados, medida começou na madrugada dessa segunda-feira. Reprodução: cbs 42
Áustria impõe lockdown para não vacinados, medida começou na madrugada dessa segunda-feira. Reprodução: CBS 42

Houve uma implementação de um “passe oficial de COVID-19” na Áustria, para facilitar a movimentação de pessoas em alguns lugares dentro do país, estabelecimentos como salões de beleza, cafés, teatros e outros lugares públicos e com a medida implementada na semana passada, pessoas não vacinadas já começaram a serem barradas nestes locais. E conforme reitera o Chanceler do país, reforços para aumentar este bloqueio e afiar a segurança da Áustria, poderão serem vistos.

O Chanceler Schallenberg também afirma que o número de infectados já vacinados, a cada sete dias, chega a ser incomparável em relação às pessoas não vacinadas. O número de pessoas não vacinadas e que são infectadas, num período de sete dias, chega a 1.700, enquanto as vacinadas ficam em torno de 380 pessoas. Estes números surpreenderam as autoridades que precisaram se movimentar para tentar frear essa quantidade de mortos e infectados, e por consequência, aumentar o número de vacinados no país. E o chamado para a dose extra também está acontecendo no país.

Resposta da oposição

Áustria impõe lockdown para quem não se vacinou contra covid-19. Medida foi aplicada pois os índices de infecção e morte estão em alta nos últimos dias, entenda o caso.
Protestantes em movimento contra a vacinação que combate a COVID-19. Na faixa diz: “sem vacinação compulsória”. Ato ocorreu em Vienna, Áustria, em 14 de novembro, após crise causada pela pandemia assolar o país. Reprodução: GEORG HOCHMUTH/APA/AFP VIA GETTY IMAGES

Em todo local — inclusive no Brasil — há muitos cidadãos contrários à vacinação contra a COVID-19. Neste caso, foi visto um movimento na Áustria pelo qual este grupo afirma que as medidas restritivas criarão uma “segunda classe” de cidadãos. Apesar disso, há também protestos sobre pessoas que querem se vacinar. Não somente na Áustria, mas cidadãos de muitos países europeus também são bastante céticos quanto à eficácia da vacina contra a COVID-19.

Veja também:

Você sabia que existe uma luminária que te ajuda a prevenir a COVID-19 dentro de casa? Confira agora!

Fonte: CBS News.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados