Biden revoga decisões polêmicas de trump

Biden revoga decisões polêmicas de Trump. Veja quais

Avatar of bruno martinez
Biden revoga decisões polêmicas de Trump e assina novas medidas priorizando o controle a pandemia, questões ambientais, equidade racial e de gênero, além da retomada econômica

Em seu primeiro dia de mandato, o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assina novas medidas executivas para reverter as políticas adotadas durante o governo do ex-presidente Donald Trump. Biden revoga decisões polêmicas de Trump a construção do muro na fronteira entre EUA e México, a suspensão da saída do país da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Além disso, Joe Biden assina novas medidas de combate a COVID-19, anula decretos anti-imigração e insere os EUA, novamente, no Acordo de Paris, sobre mudanças climáticas. Joe Biden revoga decisões polêmicas de Trump em relação aos imigrantes. Entre as ações prioritárias, constam medidas para promover a equidade racial e de gênero, que foram deixadas de lado no governo anterior. A seguir, confira mais detalhes sobre as ações anunciadas após a posse de Joe Biden como presidente e Kamala Harris como vice-presidente.

Biden revoga decisões polêmicas de Trump e mostra mudanças políticas em primeiro dia na Casa Branca

Sem dúvidas, o presidente eleito agiu rapidamente para reverter decretos do governo do seu antecessor, Donald Trump. Uma das medidas adotadas por Joe Biden foi o retorno dos Estados Unidos ao Acordo de Paris, um tratado mundial cujo principal objetivo é reduzir o aquecimento global. Biden também suspendeu a licença do projeto Keystone XL, da TC Energy’s, que levaria oleoduto do Canadá até o Texas, atravessando estados de norte a sul dos EUA. Além de suspender o projeto, Biden também proibiu a exploração de gás e óleo na reserva Refúgio Nacional de Vida Selvagem, no Ártico. 

A pauta ambiental está na lista de prioridades do novo governo e pode refletir no Brasil. Durante a campanha presidencial Joe Biden deixou claro que não concordava com a política ambiental adotada pelo governo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido). Durante alguns debates, Biden chegou a oferecer US$ 20 bilhões para conter o desmatamento na Amazônia e afirmou que se o governo de Bolsonaro continuar mantendo a política ambiental atual, poderia sofrer retaliações. 

Biden revoga decisões polêmicas de trump
Biden revoga decisões polêmicas de Trump, assina novas medidas de combate a COVID-19 e presta homenagem às vítimas junto com vice-presidenta Kamala Harris

Na pauta de direitos humanos, Biden revoga decisões polêmicas de Trump como as obras de construção do muro na fronteira com o México. O presidente também anulou o veto que proibia a entrada de cidadãos de 11 países, em sua maioria mulçumanos, aos Estados Unidos. Biden enviou ainda um projeto de reforma imigratória que pretende facilitar que imigrantes ilegais obtenham documentos legais dentro dos EUA.

O projeto prevê ainda a reunificação das famílias imigrantes ilegais separados na fronteira com o México. Joe Biden propôs uma medida para promover a equidade racial e de gênero. A proposta do presidente é permitir que todos os cidadãos tenham acesso aos serviços e benefícios do governo federal independente de sua origem. A medida também proíbe que o governo federal discrimine pessoas pela identidade de gênero ou com base na orientação sexual.

Além disso, Joe Biden revoga decisões polêmicas de Trump em relação ao enfrentamento da COVID-19 e assina novas medidas de combate à pandemia de coronavírus que determinam o uso obrigatório de máscaras e distanciamento social em prédios federais. Com o retorno dos EUA à OMS, Biden anunciou ainda que vai integrar a Covax, que tem como objetivo garantir a distribuição de vacinas contra a COVUD-19 em países mais pobres. O presidente ainda pretende vacinar 100 milhões de norte-americanos durante os primeiros 100 dias de governo. Além disso, Biden anunciou um pacote US$ 1,9 trilhão para controlar a pandemia de COVID-19 e estimular a economia do país.

Joe Biden chega à Casa Branca disposto a deixar para trás a política adotada por seu antecessor, Donald Trump, e parece disposto a trabalhar para colocar em prática suas promessas de campanha.

Fonte: The New York Times; CBS; Valor Econômico; BBC 

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados