Afinal, dá para jogar uma bomba nuclear num furacão?

Furacão
Algumas pessoas realmente acreditam que jogar uma bomba nuclear num furacão poderia "resolver" o problema, mas nada é tão simples assim
Afinal, dá para jogar uma bomba nuclear num furacão? 4
Imagem de 10 de setembro, quando o furacão Irma atinge a Flórida. No canto esquerdo, o furacão José.
(Créditos: NASA/NOAA GOES PROJECT)

As devastações do furacão Irma uma área enorme do território do continente americano. Com isso, muitas pessoas se perguntam: “Por que não podemos jogar uma bomba nuclear no furacão e explodir ele?” A National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), que ouviu essa indagação, explica que não é bem assim.

Durante cada temporada de furacões, surgem sugestões como essa de que alguém poderia simplesmente usar armas nucleares para destruir as tempestades“, diz a sessão de FAQs da NOAA. “Tirando o fato que isso não pode nem afetar a tempestade, essa ideia negligencia o problema que a radioatividade que restaria da explosão iria cair rapidamente para as áreas afetadas pelo furacão, causando efeitos ainda mais devastadores no meio ambiente. Sem falar que isso é uma péssima ideia.

Portanto, se um furacão causado apenas por fatores naturais já causa um estrago tremendo, um furacão radioativo pode elevar as proporções a níveis inimagináveis. Mas, de acordo com os cientistas da NOAA, o cenário causado por tentar explodir o Irma com uma bomba nuclear poderia ser ainda pior, mesmo para os Estados Unidos, país que já explora esse campo de estudo desde os anos 40.

Afinal, dá para jogar uma bomba nuclear num furacão? 5
O furacão deixou um rastro de destruição pelo Caribe

Um tornado comum possui quantidades ridiculamente enormes de energia, em torno de 1.5 trilhão de joules de rotações por segundo, o que não é nada comparado aos 600 trilhões de joules que eles liberam durante as tempestades. Se ele continuasse por 24 horas, a energia liberada seria em torno de 824,914 pequenas bombas nucleares.

De acordo com os cálculos da NOAA, os furacões conseguem imitar “a liberação de calor equivalente a uma bomba nuclear de 10 megatons explodindo a cada 20 minutos.” Ou seja: a destruição causada pelo furacão Irma não seria em nada comparada à que o furacão causaria se fosse irradiado com tanta energia nuclear liberada pela bomba na tentativa de explosão da tempestade.

Afinal, dá para jogar uma bomba nuclear num furacão? 6

O fenômeno natural Irma

O furacão de categoria 5, considerado o mais poderoso que já passou pelo Atlântico, deixou um rastro de destruição pelo Caribe e depois avançou pela Flórida, nos Estados Unidos, onde chegou pouco tempo depois.

Com ventos de até 295km/hora, o furacão deixou o sul dos EUA em alerta, fazendo milhares de pessoas evacuarem suas casas e limparem as prateleiras dos supermercados de modo a acumularem muitos suprimentos.

Em meio a tanto devastação, alguns tentam rir para não chorar, como é o caso de um professor estadunidense que, ao explicar sobre o furacão para sua sala, usou a forma da tempestade para desenhar o Rick, de Rick e Morty, numa alusão ao episódio em que o cientista se transforma em um pickles.

Afinal, dá para jogar uma bomba nuclear num furacão? 7
“Então meu professor tentou melhorar o humor de todo mundo a respeito do furacão”

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Share via