Imagem ilustrativa para eleições de 2022

Busca do Google atualiza informações úteis para as eleições de 2022

Avatar of victor pacheco
Os resultados da Busca do Google serão focados em oferecer informação de qualidade, com apoio do TSE. Veja todas as ações para as eleições de 2022

Antes da Copa do Mundo e festividades de final de ano, os brasileiros possuem um compromisso com a cidadania. As eleições de 2022 para escolhermos um novo presidente, governador e deputados federal e estadual estão chegando e um dos grandes receios é como as fake news podem influenciar este processo de forma negativa.

O Google é o mecanismo de pesquisa mais utilizado no Brasil e a empresa sabe disso. Pensando em explicar como o buscador atuará para evitar que informações falsas e demais dados incorretos sejam exibidos para os usuários, desenvolvemos esta matéria especial. Confira agora mesmo!

Como funciona a parceria do Google com o TSE?

Desde 2014, o Google Brasil fechou uma parceria com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com foco em entregar as melhores informações possíveis para os usuários. Além de agir para que as notícias falsas circulem durante muito tempo, a empresa ofereceu capacitação para os colaboradores do órgão que regulamenta e fiscaliza a eleição presidencial e outros cargos.

Imagem ilustrativa para google em eleições de 2022
Google está focado em ser apoio para eleições desde 2014 (Foto: Reprodução l Google Brasil)

Todos os conteúdos relacionados às eleições de 2022 e política em geral, que geralmente são extraídos de sites que publicam matérias sobre o assunto, agora serão exibidos em painéis especiais, logo no topo dos resultados de uma pesquisa. Um detalhe importante: o TSE realiza toda a curadoria antes das informações serem exibidas para quem fez uma pesquisa.

É uma forma de garantir que as pessoas terão acesso à informação correta sem precisar rolar a página ou acessar diversos sites que podem ter sido pagos para divulgar conteúdo que pode levar a algum erro.

Como ficarão os anúncios na eleição presidencial?

Durante outubro do ano passado, o Google anunciou que todos os anúncios eleitorais precisarão atender a novos requisitos para serem aprovados e exibidos para os usuários. Este é um modelo de “bom anúncio” definido pela empresa:

Exemplo de bom anúncio do google  para eleição presidencial de 2022
Anúncios terão que seguir novo modelo para serem aprovados por equipe e aparecerem na Busca do Google (Foto: Reprodução l Google Brasil)

A aprovação via algoritmo ainda acontecerá, mas uma pessoa também fará a revisão para garantir que os anúncios estão dentro do que foi definido como boa ação pelo Google. Mas o que seria isso? Veja:

  • Será necessário identificar que o anúncio em específico é uma propaganda eleitoral, logo no começo do texto;
  • O CPF ou CNPJ do candidato também deve constar no anúncio que for enviado para aprovação;
  • Obrigatório desde 17 de novembro, as pessoas que desejarem promover conteúdos (e candidatos) relacionados à política precisam informar seu CPF ou CNPJ para serem aprovados.

Até o final do primeiro semestre deste ano, todos os investimentos em anúncios políticos realizados no Brasil serão exibidos em um relatório de transparência, para que os cidadãos possam observar as pessoas e quais estados estão investindo mais em propaganda na internet.

O recurso já está disponível na Austrália, Reino Unido e União Europeia, índia, Austrália, Estados Unidos, Israel, Nova Zelândia e Taiwan. Confira os investimentos nestes países:

A busca do Google prevenirá fake news?

Enquanto redes sociais como Twitter, Facebook, Instagram, WhatsApp e até mesmo o YouTube fecharam parcerias com o TSE para que as notícias falsas circulem menor tempo possível, o Google atuará como uma ferramenta para que a melhor informação seja postada pelos veículos de imprensa.

Além de dar prioridade para informação checada por veículos, a empresa vai oferecer capacitação gratuita para jornalistas associados à ABRAJI (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). De acordo com o Google, mais de 3 mil profissionais de 23 estados brasileiros já se qualificaram no curso que deve ter abertura de novas inscrições neste mês.

Logo do google
Empresa disponibilizará cursos e ferramentas para jornalistas realizarem apuração de fatos (Foto: Reprodução/Internet)

A página do Google Trends voltada apenas para o conteúdo político, que está disponível desde 2020, será atualizada também durante as eleições de 2022. Isso garante que as informações de qualidade sejam visualizadas pelos cidadãos brasileiros, e apesar de ter sido lançada há dois anos, é possível realizar o acesso aos dados até hoje.

Outra forma de ajudar os profissionais responsáveis por produzir notícias é um canal que garante informação apurada. Os jornalistas precisarão apenas enviar um e-mail para newslabstrends@google.com, informando data de entrega da matéria, termos de interesse e período de análise. As mesmas informações poderão ser solicitadas pelo imprensa@google.com.

Painel ensinando como votar

O TSE também atuará com o Google para que a informação correta seja entregue ao máximo de pessoas possível. Todas as informações sobre título eleitoral, o que pode e não pode ser levado no dia das eleições de 2022 e muito mais, serão escritas pelo Tribunal Superior Eleitoral e configuradas pelo Google para que nenhum outro dado atrapalhe os resultados.

Este é um exemplo de informações sobre o título de eleitor que será exibido:

Novo resultado de busca do google
Busca do Google será aprimorada para divulgação de informação correta (Foto: Reprodução l Google Brasil)

É claro que resultados de sites que escreveram sobre o assunto ainda serão exibidos, mas como as pessoas preferem ler os primeiros resultados, a empresa e o órgão esperam que o painel ensinando como votar seja útil.

Destaques na Google Play

A Justiça Eleitoral Brasileira possui 8 aplicativos disponíveis para usuários de Android e iOS, e durante as eleições de 2022 todos estes receberão destaque na loja de aplicativos do Google para que o download correto seja realizado.

Aplicativos da justiça eleitoral brasileira para android
Aplicativos oficiais ganharão destaque na loja de aplicativos do Google (Captura de tela: Victor Pacheco/Showmetech)

Além do e-Título, que já está sendo promovido para quem precisa tirar o título de eleitor pela primeira vez ou regularizar o documento para que possa votar sem problemas, os apps Resultados e Pardal (para denúncia de crimes eleitorais) também serão promovidos na página inicial da Google Play. Treinamentos com funcionários do TSE também estão sendo desenvolvidos para que todos façam o melhor uso de todas as tecnologias disponíveis.

Ao longo do ano, vamos anunciar mais atualizações sobre os nossos esforços para apoiar as eleições brasileiras.

Google sobre novidades para as eleições de presidente e outros cargos

Como tirar título de eleitor?

Todas as pessoas com mais de 16 anos ou quem terá até o dia 02 de outubro podem solicitar o documento pela internet e sem sair de casa. O portal TítuloNet pode ser utilizado em todo o processo e depois de seguir os passos indicados, basta enviar os documentos comprovando que você é dono dos dados.

Símbolo para tirar título pela internet
Como tirar o título de eleitor pela internet. Reprodução: Lucas Gomes, Showmetech

Quando tudo estiver concluído, basta acompanhar o processo pela seção Acompanhar requerimento e depois fazer login no aplicativo e-Título com os mesmos dados informados no processo. Para ter acesso à identificação por biometria, será necessário comparecer ao cartório eleitoral de seu município, mas isso não lhe impede de votar em outubro.

O Showmetech já fez uma matéria completa para ajudar quem precisa tirar o título de eleitor, não deixe de conferir.

Como encontrar a minha zona eleitoral?

O TSE permite que todas as pessoas que já possuem um título eleitoral façam uma pesquisa online para saber o local e seção que deve se dirigir para votar. Para isso, basta acessar o site sobre dados para Eleitor, rolar a tela até o final da página e depois clicar em Título e local de votação – Consulta por nome.

Site do tse para consulta de zona eleitoral
TSE disponibiliza opção para consulta de zona eleitoral (Captura de tela: Victor Pacheco/Showmetech)

Em seguida, basta estar com seu número de CPF em mãos, pois esta informação será solicitada, assim como sua data de nascimento e nome da mãe. Após preencher cada um dos campos, a informação será exibida na tela. Vale a pena tirar uma captura de tela ou anotar as informações em um papel para não ter problemas no dia da votação.

Site do tse para consulta de zona eleitoral
Depois de digitar seus dados, basta esperar pelo resultado do sistema (Captura de tela: Victor Pacheco/Showmetech)

A informação sobre zona eleitoral também está disponível no aplicativo e-Título.

Quando acontecerão as eleições de 2022?

O momento de volta para as urnas tem uma data certa: o dia 02 de outubro deste ano foi definido pelo TSE para que todos os brasileiros aptos a votar possam exercer sua cidadania. Caso seja necessário realizar segundo turno para a escolha de um novo governador e Presidente da República, o dia 30 de outubro foi definido pelo TSE.

Lembre-se de se programar para não perder o dia. Todas as pessoas podem ir votar entre as 08h e 17h pelo horário de Brasília, independente do fuso horário aderido pelo estado onde moram.

Quais os cargos definidos na eleições deste ano?

Além de um novo presidente de República, os moradores do Brasil precisarão escolher um novo Governador para passar a cuidar do estado onde vivem. Os cargos de deputado estadual e deputado federal também precisam ser escolhidos no dia 02 de outubro de 2022.

Como decidido pelo TSE, um possível segundo turno para definir o governador e Presidente da República deve acontecer no dia 30 de outubro do mesmo ano. Não há a possibilidade de segundo turno para deputados federais e estaduais.

O que você achou de todas as ações do Google para permitir que as eleições de 2022 tenham a maior assertividade? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

Confira as novas soluções do YouTube para combater desinformação durante o período eleitoral

Fonte: Blog do Google l Agência Brasil

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados