Carro voador decola na vertical. Créditos: phractyl/divulgação

Carro voador decola na vertical | Showmetech TRIO

Avatar of lucas gomes
Além dessa notícia, ainda falaremos sobre a terceira viagem comercial da Blue Origin e da copa do mundo de Excel. Confira!

No Showmetech TRIO desta semana (13/12/2021), as notícias da vez são sobre o Macrobat, um carro voador com design de pássaro que pode decolar quase verticalmente. Também vamos comentar sobre a terceira viagem ao espaço da empresa Blue Origin, que levou seis pessoas na tripulação, número inédito. E, por fim, mas não menos importante, falaremos sobre a Financial Modeling World Cup, a copa do mundo de Microsoft Excel, que oferece um prêmio de mais de R$ 55.000. Venha conferir o seu conjunto de notícias tecnológicas da semana!

Carro voador decola na vertical

Os NVTOL, também conhecidos como “near vertical take-off and landing” ou “veículos de pouso e decolagem quase verticais”, em tradução livre, são os modelos automotivos mais modernos dos últimos tempos. Eles trazem um conceito de carro futurista visto em filmes e séries de ficção científica, bem como em alguns videogames também. Hoje falaremos um pouco sobre o Macrobat, um NVTOL que foi baseado em pássaros em toda sua concepção — um pouco mais do que os aviões comuns, diga-se, que já tem inspiração neles.

Feito pela phractyl, conheça o macrobat. Reprodução: interesting engeneering
Feito pela PHRACTYL, conheça o Macrobat. Reprodução: Interesting Engineering

Este veículo foi construído pela PHRACTYL, sigla para “PHRontier for Agile Complex Technology sYstem evoLution”, algo como “Fronteira para a evolução do sistema tecnológico Agile Complex”, em tradução livre. Após o sucesso que outros NVTOL tiveram em desenvolver a tecnologia, essa foi a vez da empresa testar o seu próprio modelo, e apesar da inspiração em pássaros não ser incomum, dessa vez houve foco na aplicação anatômica em suas asas e trem de pouso.

Tecnologias e especificações

A inspiração da natureza não fica somente no design deste NVTOL, ela também envolve a parte tecnológica, com suas asas feitas para funcionarem como propulsores elétricos. Além disso, o Macrobat ainda conta com um par de patas, também semelhante às de pássaros, que são usadas para auxiliar em decolagens e pousos, se articulando conforme a necessidade de movimento.

Proporção de um humano adulto para o macrobat, carro voador que decola na vertical reprodução: interesting engeneering
Proporção de um humano adulto em relação ao Macrobat. Reprodução: Interesting Engineering

O Macrobat pesa cerca de 150 kg, tem uma autonomia de 150 km e ainda pode alcançar uma velocidade máxima de 180 km/h. Suas “patas” também oferecem uma melhor oportunidade para pousos, mesmo em terrenos desnivelados, possibilitando que a manobra seja feita da forma mais leve e devagar possível, evitando acidentes.

E apesar do Macrobat ter sido construído para acomodar um piloto, também é possível manuseá-lo à distância, através de um controle, como os drones atuais. Todos os materiais utilizados, de acordo com a PHRACTYL, são reutilizáveis. Com tantas vantagens, só nos resta aguardar para que estes veículos se tornem cada vez mais populares.

Terceira viagem da Blue Origin

Neste último sábado, 11 de dezembro, a Blue Origin, empresa espacial de Jeff Bezos, realizou sua terceira viagem espacial, desta vez com o número inédito de seis tripulantes. Entre as pessoas que viajaram a bordo do New Shepard, temos Laura Shepard Churchley, a filha mais velha de Alan Shepard, o primeiro americano a a ir para o espaço, e também Michael Strahan, apresentador do Good Morning America, tradicional programa matinal dos Estados Unidos.

Viagens comerciais ao espaço estão caminhando para sua popularização. Reprodução: the verge
Viagens comerciais ao espaço estão caminhando para sua popularização. Reprodução: The Verge

A viagem durou cerca de 10 minutos e subiu a mais de 105 quilômetros de altitude, que já fica além da fronteira do espaço. Após passar algum tempo fora da Terra, a cápsula que guardava a tripulação voltou ao local de origem, na base de Van Horn, no Texas.

Sobre a tripulação

Além de Strahan e Churchley, as outras quatro pessoas foram Evan Dick, engenheiro e investidor; Lane Bess, fundador da Bess Ventures and Advisory; seu filho Cameron Bess, tornando-os os primeiros pai e filho a viajarem ao espaço; e também Dylan Taylor, CEO da Voyager Space Holding, outra empresa do ramo espacial. Enquanto todos eles pagaram, Strahan e Churchley foram convidados de honra, realizando a viagem gratuitamente.

Da esquerda para a direita: dylan taylor, lane bess, cameron bess, laura shepard churchley, michael strahan e evan dick. Reprodução: blue origin
Da esquerda para a direita: Dylan Taylor, Lane Bess, Cameron Bess, Laura Shepard Churchley, Michael Strahan e Evan Dick. Reprodução: Blue Origin

Perguntado sobre a experiência, Strahan disse que quer viajar ao espaço novamente, mas Bezos brincou dizendo que, na próxima, deverá pagar pela viagem. Aparentemente essa será a última vez que veremos uma condecoração com o pequeno broche (“Astronaut Wings”, ou “emblema de astronauta”, em tradução livre) que é dado às pessoas que foram ao espaço nos Estados Unidos. A popularização desse tipo de viagem acabou fazendo com que a prática fosse revisada. Até o momento, os seis tripulantes da terceira viagem da Blue Origin serão os últimos a receber a honraria.

Financial Modeling World Cup

Realizada todo ano, a Financial Modeling World Cup é uma competição onde seus concorrentes demonstram habilidades no Microsoft Excel, valendo um prêmio de US$ 10.000, ou seja, mais de R$ 55.000 na cotação atual. Terror para muitos, o Excel não é um programa normalmente usado como entretenimento. Seja pelas fórmulas complicadas ou formato confuso para alguns, a ferramenta de planilhas também tem sua copa do mundo.

Como funciona a copa do mundo de Excel

Os especialistas em Excel competem entre si até chegar à final, na qual dois finalistas devem apresentar uma planilha contendo até cinco abas que apresentam problemas da vida real e suas soluções. Quanto mais complexos forem os problemas e suas respectivas soluções, mais pontos o participante consegue. Apesar de ser uma proposta um tanto quanto diferente, esse tipo de campeonato faz com que haja cada vez mais aprimoramentos no programa.

Captura de certo momento na live de transmissão da financial modeling world cup, a competição de excel mundial. Reprodução: the verge
Captura de tela da live de transmissão da Financial Modeling World Cup, a copa do mundo de Excel. Reprodução: The Verge

E se você acha que assistir a essa copa pode ser algo chato, não é bem assim. Assim como qualquer outro esporte, como futebol ou corrida, o torneio de Microsoft Excel também conta com anunciantes, comentaristas e placar de pontos, bem como um sistema de ranking, que elenca os melhores usuários de Excel do mundo. O pódio atual inclui o campeão Diarmuid Early, de Nova Iorque, seguido por Anup Agarwal, da Índia, e Andrew Ngai, da Inglaterra.

E aí, você encararia um duelo de planilhas?

Veja também:

E se você perdeu o Showmetech TRIO da semana passada, confira agora!

Fontes: Interesting Engineering | The Verge [1] | [2]

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
33
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados