Menina utilizando chrome os flex em um computador da acer

Chrome OS Flex renovará Macs e PCs antigos sem custo

Avatar of victor pacheco
Novo sistema operacional foi lançado para que empresas e escolas reutilizem computadores mais antigos. O Chrome OS Flex pode ser baixado a partir de hoje

Um dos grandes problemas que PCs com Windows, computadores da Apple e até mesmo Linux mais antigos ainda causam é que, com o passar do tempo e lançamento de novas versões de sistemas operacionais, o hardware não consegue rodar as novidades. Mas o Chrome OS Flex chega para resolver isso.

Como uma solução que é voltada apenas para empresas e escolas, o maior propósito do Google com este lançamento é dar uso para máquinas que estão paradas por não rodarem as versões mais recentes do Windows, macOS e Linux. Entenda os detalhes e como realizar o teste gratuito.

Breve história do Chrome OS

Baseado no Linux, o Chrome OS é um sistema operacional como o Windows e MacOS, mas focado para pessoas que realizam horas de navegação na internet. Anunciado pela primeira vez em 2009, o software chegou ao mercado por meio de computadores específicos que foram lançados em 2011, os Chromebooks.

Na prática, é como se o navegador Google Chrome fosse o próprio sistema operacional para rodar todos os aplicativos do ecossistema da empresa, como Google Drive e Google Docs — além de ser usado para navegação na internet.

Chromebook com a tampa fechada
Sistema operacional foi lançado para oferecer produtividade em atividades mais simples (Foto: Reprodução/Internet)

Apesar de muitas pessoas fazerem a compra de dispositivos como estes para usarem em seu dia a dia, o Chrome OS também é indicado para empresas e institutos educacionais que não precisam de um hardware tão potente, e também possuem uma boa conexão disponível com a internet — o sistema operacional não possui muita utilidade se você estiver offline.

Até hoje, o Google segue atualizando seu sistema operacional, com novos Chromebooks sendo lançados por diversas empresas. A média de preço varia bastante de acordo com as especificações do dispositivo e não é necessário pagar mais do que R$ 2.000 em um modelo de entrada.

Novo sistema é novidade para escolas e empresas

Se você trabalha em uma empresa ou escola, com toda certeza conhece aquela sala onde dispositivos mais antigos ficam guardados justamente por não funcionarem como antes. O Chrome OS Flex é uma opção para ligar estas máquinas novamente, já que exige menos poder de hardware para funcionar de forma completa. De acordo com o suporte do Google, estes são os requisitos mínimos para que a nova versão do sistema operacional funcione sem problemas:

  • Arquitetura: Dispositivo compatível com Intel ou AMD x86-64 bits;
  • Memória RAM de 4GB;
  • Armazenamento interno acima de 16 GB;
  • Possibilidade de realizar boot por meio de dispositivo USB;
  • BIOS com acesso de administrador.

O Google também lembra que computadores com processadores fabricados antes de 2010 podem entregar uma experiência fora do esperado. Isso porque o sistema operacional foi desenvolvido com base em modelos lançados depois deste ano.

Imagem com chrome os flex
Nova versão de sistema operacional pode ser baixado por empresas e escolas sem pagamento adicional (Foto: Reprodução/Internet)

Outro detalhe importante é que dispositivos com hardware gráfico Intel GMA 500, 600, 3600 e 3650 não conseguem executar a opção do Google para empresas e escolas.

Compra da Neverware pelo Google

Em dezembro de 2020, a gigante dos navegadores fez uma aquisição que já indicava que o lançamento do Chrome OS Flex seria realizado em algum momento. A Neverware é desenvolvedora do CloudReady, um software que já permitia que máquinas mais antigas recebessem o Chrome OS por meio de um simples processo.

Logo da google e neverware, dona do cloudready
Em 2019, Google passou a ser dono de desenvolvedora que já permitia instalação de Chrome OS em computadores mais antigos (Foto: Reprodução/Internet)

O foco do CloudReady é justamente evitar que as pessoas e empresas não deixem computadores mais antigos desligados por conta dos dispositivos não conseguirem rodar softwares mais recentes. Como você pode imaginar, o sistema operacional do Google não exige tanto de um computador quanto o Windows, MacOS ou Linux.

Pouco se sabe sobre a aquisição da Neverware pelo Google, mas os trabalhos não sofreram mudanças drásticas desde que isso foi anunciado no site da desenvolvedora do CloudReady. As duas companhias estiveram trabalhando juntas durante os últimos dois anos e o Chrome OS Flex foi o primeiro fruto desta parceria.

Como testar o Chrome OS Flex em PCs antigos?

Já disponível para ser baixado gratuitamente por empresas e escolas que são clientes do Google, basta realizar o preenchimento do formulário na página desenvolvida com todos os detalhes sobre o Chrome OS Flex. Você ou seu setor de TI pode realizar a instalação do sistema operacional em um computador com Windows, MacOS ou Linux.

Explicação sobre a instalação do chrome os flex
Chrome OS Flex pode ser instalado em três passos (Foto: Captura de tela/Showmetech)

Será necessário um pendrive com mais de 8 GB livres para que o sistema possa ser instalado e a troca aconteça. O Google também exige que a extensão Chrome Recovery Utilit seja instalada para que todo o processo seja realizado, já que é por meio desta ferramenta que o Chrome OS Flex será baixado e configurado no pendrive de instalação.

É importante ressaltar que apesar de já estar disponível para download, o sistema operacional ainda pode apresentar bugs. Caso prefira fazer um teste antes, existe a possibilidade de rodar o Chrome OS Flex diretamente de um pendrive para saber como o funcionamento no dia a dia aconteceria.

O que achou da opção do Google para fazer com que Macs e PCs antigos voltem a funcionar? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

Conheça 30 dicas para melhorar sua produtividade com o Google Planilhas.

Fontes: The Verge l Google

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
12
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados