Comitê Olímpico postergará Olimpíadas de Tóquio para 2021

Olimpíadas 2020
De acordo com um membro do Comitê Olímpico Internacional, as Olimpíadas de 2020 serão adiadas e devem acontecer em algum momento de 2021

Aquilo que muitos esperavam pode estar mesmo prestes a acontecer, já que tudo indica que as Olimpíadas de 2020 serão mesmo canceladas devido à pandemia do COVID-19. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (23) por Dick Pound, um dos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI), para o jornal USA Today.

Não é possível cravar a informação com certeza absoluta porque o Comitê Olímpico ainda não respondeu a nenhum questionamento sobre se a informação dita por Pound está mesmo correta, mas é difícil imaginar que um membro do Comitê confirmaria essa informação para um jornal sem o assunto já estar decidido internamente.

Por enquanto, não se sabe ainda qual será o futuro do evento, mas segundo Pound o mais provável é de que ele seja adiado para 2021. De acordo com ele, a única coisa que já está decidida pelo Comitê é que a pandemia do COVID-19 não terá chegado ao fim até o dia 24 de julho (data em que a competição deveria ser iniciada) e que o adiamento para o próximo ano era a melhor saída.

A fala ecoa o que Yasuhiro Yamashita, presidente do Comitê Olímpico do Japão (país sede das Olimpíadas que se realizariam este ano) disse à Reuters nesta segunda (23), quando afirmou estar considerando o adiamento do evento como a melhor opção para todos.

Mas e se as Olimpíadas não fossem adiadas?

Comitê Olímpico postergará Olimpíadas de Tóquio para 2021
Evento deste ano deveria reunir mais de 11 mil atletas de 206 países

Mesmo que o Comitê Olímpico Internacional escolhesse ignorar a pandemia e manter os Jogos Olímpicos acontecendo normalmente, a edição deste ano provavelmente seria bem desfalcada, isto porque alguns países já afirmaram que não fariam parte da competição se ela realmente acontecesse.

No dia 20 de março, o time de natação dos Estados Unidos já havia enviado para o Comitê Olímpico e Paralímpico do país uma carta pedindo para que o evento em Tóquio fosse adiado, e é possível que muitos atletas da modalidade se recusassem a participar do evento caso ele viesse a ocorrer normalmente.

Medidas mais drásticas foram tomadas pelo Comitê Olímpico e Paralímpico do Canadá, que no dia 22 de março anunciou veementemente que nenhum atleta do país participaria dos Jogos Olímpicos de Tóquio caso o evento não fosse adiado. Logo após, o Comitê Olímpico da Austrália tomou a mesma decisão, e em votação unânime decidiu que nenhum atleta do país participaria do evento se ele ocorresse este ano.

Um dos principais motivos de tantos pedidos por adiamento é que o Japão, sede dos Jogos Olímpicos deste ano, é um dos países com maior número de casos de COVID-19, e há um enorme receio entre atletas e dirigentes de que não há como prevenir que o vírus não seja contraído durante o evento.

Quarta vez na história

olimpiadas 2020 adiado
Esta será a primeira vez que uma Olimpíada é adiada por um motivo diferente de uma guerra (Imagem: EFE)

Está não é a primeira vez que uma Olimpíada é cancelada ou adiada por conta de um desastre em nível mundial, mas é a primeira em que o motivo não foi uma guerra. As outras três vezes que o evento foi cancelado foram em 1916 (por causa da Primeira Guerra Mundial, em 1940 e em 1944 (ambos por causa da Segunda Guerra Mundial).

Com a confirmação de 206 países competindo em 339 eventos, os Jogos Olímpicos deste anos contariam com a presença de mais de 11 mil atletas no total, além de alguns milhões de espectadores que sairiam de todos os cantos do mundo para ir ao Japão ver a competição de perto. Com tanta gente envolvida, fica claro porque um período de pandemia talvez não seja o melhor momento para um evento deste porte.

Fonte: CNet


Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter