Sem fila! Como funciona o supermercado autônomo em São Paulo

Sem fila! Como funciona o supermercado autônomo em São Paulo 4
O primeiro supermercado autônomo já chegou em São Paulo. Saiba como realizar suas comprar de forma rápida e fácil

A tecnologia nos proporciona desenvolvimentos para facilitar o dia a dia e tornar alguns aspectos da rotina ainda mais fáceis. É o caso das lojas autônomas, que já são realidade em países como o Estados Unidos e China e que também já chegaram no Brasil. A Zaitt, uma startup idealizada com essa finalidade, já inaugurou o primeiro supermercado autônomo em São Paulo depois de uma experiência com piloto muito bem-sucedida no Espírito Santo.

A chegada no Brasil

Zaitt é o primeiro supermercado autônomo na América Latina, e já chegou a São Paulo
Zaitt é o primeiro supermercado autônomo na América Latina, e já chegou a São Paulo

A primeira operação nesse sentido realizada pela Zaitt foi em 2016 em Vítória, no Espírito Santo. Esse “piloto” era um espaço para eventos e vendas e um delivery de bebidas através de aplicativos. Já em 2017 ele conseguiu se desenvolver para se tornar o primeiro mercado 100% autônomo do Brasil.

Como a experiência se mostrou bastante positiva, a startup resolveu abrir mais uma filial, mas dessa vez na cidade de São Paulo, mais precisamente no bairro do Itaim Bibi. Para isso, ela tem uma parceria com a rede Carrefour, que é responsável pelo reabastecimento da unidade, assim como o suporte logístico. Paula Cardoso, CEO do Carrefour eBusiness Brasil, afirmou que a rede está apto a estreitar parcerias com empresas que tragam novas tecnologias para o setor.

“Estamos testando novos conceitos, inovações e tecnologias para melhorar a experiência de compra e alcançar novos clientes. Assim como fazemos globalmente, iremos estreitar parcerias com empresas e startups que nos tragam novas tecnologias e competências para acelerar a nossa transformação digital e gerar escala para serviços e soluções realmente inovadores”

Paula Cardoso, CEO do Carrefour eBusiness Brasil

A unidade de São Paulo é mais robusta e estruturada do que a de Vitória e funcionará 24 horas por dia para acompanhar o ritmo da cidade. Ela oferece uma diversidade de produtos, que vão de petiscos a serviços de comida, bebidas, produtos de higiene pessoal, limpeza em geral, e até produtos orgânicos e frescos para consumo no local. A loja ainda conta com um microondas que fica à disposição para quem quiser esquentar um lanche.

Facilidade do supermercado autônomo

É preciso baixar o aplicativo da Zaitt e realizar um cadastro para fazer as compras
É preciso baixar o aplicativo da Zaitt e realizar um cadastro para fazer as compras

Uma das grandes vantagens de um supermercado autônomo é a possibilidade de se evitar filas. Além disso, todo o sistema é seguro, evitando-se assim possibilidade de furtos, tanto para o estabelecimento quanto para o cliente. Isso porque para entrar é preciso ter o aplicativo, um cadastro, e realizar um reconhecimento facial, que será pedido na hora também de sair.

Como ele, o cliente guia todo o processo da compra, sem precisar de caixas. O único funcionário que trabalha no local é o repositor de estoque.

Como funciona a compra no supermercado autônomo

São 4 passos principais para comprar no Zaitt
São 4 passos principais para comprar no Zaitt

O primeiro passo para realizar as compras no supermercado autônomo é baixar o aplicativo da Zaitt, que é o centro de todo o processo. Ele pode ser encontrado tanto na Play Store para Android ou na App Store para iOS. No aplicativo é possível cadastrar um cartão de crédito que será utilizado para a cobrança dos produtos. Na primeira porta, será necessário fazer o escaneamento do QR code que fica colado no vidro.

Após baixar o aplicativo, é preciso escanear o código QR na primeira porta da entrada
Após baixar o aplicativo, é preciso escanear o código QR na primeira porta da entrada

Já na segunda porta será feito o reconhecimento facial, onde o cliente olha para uma câmera posicionada ali e tem assim seu rosto gravado para ser reconhecido na saída. Liberada a entrada basta escolher os produtos que deseja comprar ou consumir. O mais interessante é que na unidade de São Paulo a Zaitt utiliza o sistema RFID (Radio Frequency Identification), que é uma identificação por radiofrequência, ou seja, sinais de rádio.

Existe uma segunda porta de entrada, onde é realizado o reconhecimento facial
Existe uma segunda porta de entrada, onde é realizado o reconhecimento facial

Cada produto tem uma etiqueta diferenciada que pode ser lida através dessa frequência. A vantagem é que o cliente pode escolher os produtos com mais liberdade e mais rapidez, sem a necessidade de ficar registrando com código QR cada produto separadamente.

Na saída é possível escolher entre escanear outro código QR ou simplesmente olhar para a câmera e deixar que ela faça o reconhecimento facial. Assim a primeira porta é aberta. O cliente então fica entre essa porta e a segunda porta, e é nesse momento que o sistema de identificação por radiofrequência acontece nos produtos da sacola.

Eles são identificados e os valores são cobrados diretamente no cartão cadastrado no aplicativo. Existe ainda um monitor que mostra os produtos para serem conferidos, assim como os valores cobrados e em qual cartão está sendo cobrado. O processo é bastante rápido e seguro, e após toda a identificação dos produtos, a segunda porta é aberta e o cliente deixa o estabelecimento.

Tecnologia para o futuro

Com a boa resposta em Vitoria e a experiência em São Paulo, é possível que em breve esse estilo de comércio se torne cada vez mais comum no país. Por enquanto o processo é de aprendizado tanto para os empresários quanto para os próprios clientes, que estão aos poucos se acostumando com o novo estilo.

A Carrefour também já pensa em implantar o sistema autônomo em algumas das suas lojas, e começou bem com essa parceria. Rodrigo Miranda, cofundador da Zaitt diz que o projeto é um marco tanto no Brasil como no mundo.

“Compreendemos a unidade de São Paulo como um marco não só nacional, como também em âmbito global. Estamos radiantes com a oportunidade de trazer uma experiência de compra inovadora e completa aos clientes. E, claro, termos um parceiro como o Grupo Carrefour nessa jornada nos traz ainda mais energia para continuar criando formas de revolucionar o varejo”.

Rodrigo Miranda, cofundador da Zaitt

Já experimentou fazer compras em um supermercado autônomo? Como foi a experiência? Deixe nos comentários.

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba Notícias por E-mail:

Quer receber notícias no seu e-mail?
Holler Box
Share via