Como os AirPods tornaram-se símbolo dos millennials?

AirPods é item de consumo e escárnio
Lá em 2016, os fones de ouvidos wireless AirPods foram motivo de chacota, mas parece que o jogo virou

Millennials parece uma palavra superestimada. Nascidos no início dos anos 90, os pioneiros da era de Aquário testemunharam a virada do século e a transição do analógico para digital. O nascimento da Pixar e a derrocada da TV Globinho. Viram a Lady Gaga estourar como cantora e estourar como atriz. Consumiram sua música em CDs, em mp3 e em streaming.

E, assim como a tudo isso, receberam e assimilaram os AirPods a ponto de tornaram-se seus. E por seus dizemos que o tornaram o que sabe fazer de melhor: em memes.

Mas o que torna os AirPods diferentes de todo o resto? Recebidos inicialmente com zombaria pela indústria de tecnologia em 2016, hoje foram incorporados na rotina millenial de tal maneira que hoje um é referência do outro.

De fato, à primeira vista, os Airpods entregam uma fórmula que tem tudo para dar errado: fones de ouvido sem fio? Aos desavisados e distraídos parece item de descarte, fáceis de serem perdidos. Na prática, a máxima é muito diferente do esperado em primeiro momento. Isso porque o bom humor, e seu valor pouco proporcional o seu setor, são os maiores trunfos. 

AirPods: o meme

AirPods popularizaram-se com os virais
Memes tornaram-se o marketing orgânico ideal para os fones wireless da Apple

Uma imagem da Mona Lisa, com seu sorriso enigmático e fones de ouvido sem fio colados nos ouvidos, é um meme para a geração do milênio. É uma das centenas de memes sobre AirPods, os fones de ouvido de $159 dólares que você compra para mostrar aos seus amigos.

Um par regular de fones de ouvido pode custar apenas $10 dólares, e um conjunto de fones de ouvido sem fio saem pela não tão bagatela assim de $40 dólares. Mas os AirPods, os dito brincos millennials custam o suficiente para angariar inveja e piadas virais.

E no final, é isso que eles significam ao final do dia: status. Design? Não são exatamente bonitos, e tampouco egornomicamente confortáveis para justificar tamanha quantia. Isso não importa. Praticidade? Até vai. Mas no final do dia… isso não importa nem um pouco.

Para se ter uma ideia, basta aplicar o seu alcance em números: mesmo que a Apple não divulgue números brutos de vendas de AirPods, o Google Trends, o índice interno do mecanismo de busca, em contrapartida, mostrou que o interesse em AirPods em termos de buscas do Google foi mais de nove vezes maior no Natal do que em 2016, logo após o seu lançamento. O resto é história. E com a história veio a influência na cultura pop. Sendo assim, material para memes.

No fim, tudo é piada

AirPods são material para memes
Tradução: Abandonando todos os meus amigos que não possuem AirPods em 2018

É aquela coisa, se está na internet, é verdade. Tem uma máxima mais millennial que isso? E, verdade seja dita, o alvo da piada não são os AirPods em si, mas a riqueza e o status das pessoas que os usam. Tal como o ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani, que o usa de cabeça para baixo.

Tweet viralizou ao listar as 10 pessoas mais ricas do mundo. Entre elas estão os usuários de Airpods

Um meme, de um homem sendo guiado por uma rainha, apresentava a legenda: “Usuários do AirPod recebendo novos membros que os receberam no Natal.” Tudo isso agora ficou conhecido como “AirPod flexing” – com a implicação de que mostrar os fones de ouvido seja mais do que um dispositivo, um status social. Mas isso é justo?

“O problema é que os AirPods nem são os fones de ouvido sem fio mais caros do mercado”, diz Katy Leeson, diretora da agência de marketing de mídia social Social Chain.

Dito isso, as piadas sobre eles não podem ter ferido a Apple – na realidade, foi marketing instantâneo e orgânico, e as pessoas zombando do produto acabaram por levar a um aumento nas vendas.

“As pessoas que consomem memes – millennials e assim por diante – são realmente difíceis de alcançar através da publicidade tradicional”, disse um executivo de marketing digital.

Esta conversa online cria uma “conveniência” própria. E, com rumores de AirPods 2 a caminho, parece que os pequenos fones de ouvido estão aqui para ficar.

E você? O que acha dos Airpods? Conte-nos a sua opinião nos comentários.

fonte: The Guardian

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta