Como ser pontual? Entenda por que as pessoas se atrasam

Como ser pontual? Entenda por que as pessoas se atrasam

Avatar of lucas hensou
Conheça características comuns em pessoas que se atrasam, e dicas que mostram como ser pontual sem muito esforço

Você já se perguntou o que se passa na cabeça das pessoas que se atrasam? Seja para se encontrar com os amigos, ir a uma consulta médica e até à compromissos de trabalho. Elas simplesmente não conseguem encontrar a resposta de como ser pontual.

Mas de que forma tudo isso é enxergado? Como um simples imprevisto ou falta de responsabilidade? Tem quem diga que pode se tratar de uma questão psicológica e até algo que possa ser benéfico à saúde. O Showmetech foi atrás de informações que pudessem responder todas essas questões. Acompanhe:

Por que as pessoas se atrasam?

Como ser pontual e o que se passa na cabeça da pessoa atrasada? Imagem do peter parker de tobey maguire correndo atrás do ónibus da escola em cena do filme 'homem-aranha' de 2002
Costume da impontualidade vem da personalidade (Imagem: SonyPictures/Divulgação)

É preciso entender como é o perfil do atrasado. Alguns pesquisadores apontam que o atraso costuma fazer parte da personalidade da pessoa. Oliver Burkeman, psicólogo social e escritor britânico afirmou em uma entrevista à BBC que a pessoa que costuma chegar atrasada em seus compromissos tende a ser uma figura controladora.

Geralmente é aquele que busca chamar atenção através de seu atraso e pode sofrer com a falta de importância dos colegas. Muitos associam este atraso intencional como um sinal de arrogância. Mas segundo o escritor são pessoas acostumadas a ter suas vontades atendidas desde muito pequenas, e por isso, merecem um pouco mais de empatia.

O que não quer dizer que todo o atraso é necessariamente calculado, já que existem aqueles que simplesmente não são planejados (ou evitados!). Em conversa ao portal parisiense Madame Figaro, Alexandra Rivière-Lecart, psicóloga clínica em Paris. Aponta a desordem comportamental como a principal causa na tendência ao atraso, podendo acompanhar consequências diretas na vida dessas pessoas.

De acordo com a psicóloga, existem algumas hipóteses que incentivam esse tipo de comportamento. Confira:

  1. Fadiga: a sensação de desgaste físico ou mental é uma das causas mais pragmáticas que Alexandra destaca como motivação no comportamento de quem se atrasa. Em uma situação como esta, a fadiga pode impedir um indivíduo, por exemplo, de ouvir o despertador.
  2. Desorganização: assim como a fadiga, a falta de organização pode influenciar no atraso. Já que a pessoa pode perder tempo tentando encontrar as chaves, carteira ou outros objetos que deveriam ser de fácil acesso, minutos antes de partir para o seu compromisso, por exemplo.
  3. A falta de assertividade: é uma causa psicológica que, segundo Alexandra, surge quando a pessoa que tende a se atrasar não consegue recusar nenhum tipo de convite. Mesmo aqueles que ocorrem em cima da hora, ou quando a sua agenda já está lotada.
  4. Imaturidade: assim como a falta de assertividade, é considerada uma questão psicológica. Pessoas imaturas não contam com o tempo de transporte e acontecimentos imprevistos da vida normal, dessa forma, estão mais sujeitas a atrasos.
  5. Perfeccionismo: algumas pessoas fazem questão de utilizar os cinco minutos que faltam para iniciar uma nova tarefa. Em um exagerado esforço de otimizar seu tempo podem acabar se atrasando para o compromisso.

Como o atraso impacta a saúde e os relacionamentos

Pessoas atrasadas são mais felizes que as pontuais segundo pesquisa: imagem de emma watson e daniel radcliff utilizando o colar vira-tempo em cena do filme 'harry potter e o prisioneiro de azkaban' de 2004
Pessoas atrasadas podem ser mais felizes que as pontuais – (Imagem: Warner Bros Pictures/HBO Max/Divulgação)

Existe uma diferença em como as pessoas atrasadas são recebidas. Por exemplo, pessoas que sempre se atrasam no ambiente de trabalho acabam sendo mal-vistas, podendo ter seu desempenho e credibilidade questionados pela empresa. Ao mesmo tempo que no círculo de amizades, a situação no máximo se torna um motivo de piada.

Através de um artigo ao Psychology Today, Alex Lickerman, clínico geral e escritor estadunidense afirma que o atraso é um grande produtor de ansiedade. Segundo ele, quando um indivíduo sabe que não chegará no horário de seu compromisso tende a sofrer com excessos de apreensão e desconforto.

Ficar agitado quando se está claro que vai se atrasar; sentir um leve grau de pavor ao pensar que seu tempo foi perdido por não fazer exatamente o que planejava; se ver apreensivo quando está prestes a finalizar uma tarefa e percebe que não terá tempo para iniciar uma nova. São algumas das situações que Lickerman compartilha em viver e entende que faz parte do que ele chama de ansiedade com o tempo.

Diferente do que uma pesquisa desenvolvida pela Faculdade de Medicina de Harvard constatou. Segundo o levantamento, pessoas atrasadas são muito mais felizes que as pontuais e ainda possuem menores índices de estresse. Ou seja, os atrasados apresentam problemas cardíacos com menos frequência.

A pesquisa ainda revela que existe um costume entre as pessoas que se atrasam. Elas vivem com um senso de calma que os levam a ser menos nervosos e mais felizes. Ao contrário daqueles que estão sempre agitados para chegar no horário de seus compromissos.

Dicas de como ser pontual

Organizar sua rotina pode te ajudar a ser pontual: imagem de henry cavil como clark kent rasgando a camisa e mostrando o traje de superman na rua em cena de 'homem de aço' de 2013
Organizar sua rotina pode te ajudar a ser pontual – (Imagem: Warner Bros Pictures/ HBO Max/Divulgação)

Você quer deixar de ser uma pessoa atrasada? o Showmetech selecionou algumas recomendações que podem complementar sua jornada em busca de como ser pontual. Confira:

  1. Chegue cedo nos compromissos: você não precisa chegar com muita antecedência, mas considere alguns minutos antes para evitar qualquer atraso.
  2. Aproveite seu tempo de espera: aconteceu de chegar 10 minutos antes? Seja produtivo! Esteja sempre acompanhado de um livro ou revista — aproveite para conhecer nossa lista de aplicativos para ler quadrinhos no celular.
  3. Tenha uma agenda e programe alarmes: é distraído? anote tudo em sua agenda. Mas evite listar muitas atividades em tempos impossíveis de se cumprir. Planeje aquilo que é prioridade e urgência com horários que você precisa atender. Em seguida, programe alarmes que vão te ajudar a não esquecer.
  4. Organize a rotina: seja racional e utilize a tecnologia a seu favor. Agende seus pagamentos com antecedência, você pode usar o app do seu banco para isso. Marque seus compromissos em calendários. Tanto físicos como em apps no seu celular.
  5. Faça uma divisão de tarefas: pense nesse método criando uma lista funcional para suas demandas com tarefas do trabalho e vida pessoal. Dessa forma, será possível depositar sua energia em cada uma delas todos os dias. Veja nossa lista com 10 apps de listas de tarefas gratuitos para te ajudar.
  6. Organize seu tempo: tente entender quanto tempo leva para resolver cada uma de suas tarefas. Assim você saberá do tempo necessário para realizá-las.
  7. Consulte o relógio: o celular pode substituir o relógio de pulso, no entanto, ele também pode ser a escolha mais fácil (e segura!) de olhar a hora sem ter que tirar o telefone do bolso ou da bolsa.
  8. Descanse adequadamente: se permita dormir pelo menos o mínimo indicado de 8 horas de sono por dia. Você precisa recarregar suas energias diariamente e esse descanso te oferece a disposição que você precisa para seguir sua rotina.
  9. Saiba dizer não: busque entender que negar um favor por estar completamente sobrecarregado não é um sinal de arrogância. Entenda que escolher não ir ao barzinho pois terá compromissos importantes na manhã seguinte não te fará menos amigo.

Gostou do conteúdo? Conte para a gente se você se considera uma pessoa atrasada!

Veja também:

É possível conciliar 2 (ou mais) empregos? Confira as motivações, dificuldades e questões jurídicas

O que é a Síndrome de Burnout? Entenda tudo sobre o distúrbio relacionado ao esgotamento profissional

Fonte: New York Times, Madame Figaro, Psychology Today, BBC News

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
5
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados