Compras online crescem 31% uma semana antes da black friday

Compras online crescem 31% uma semana antes da Black Friday

Avatar of lucas gomes
O número se destaca para compras em e-commerce, uma preferência dos usuários, mesmo em outros períodos. Veja sobre a pesquisa

Que a Black Friday é um dos eventos mais aguardados do ano, ninguém duvida, e os números não mentem. Desde a semana que antecedeu esse dia 26 de novembro de 2021, as compras online crescem, ultrapassando a faixa dos 30%, apontando para um possível aumento durante o próprio dia de Black Friday.

Black Friday: 2020 x 2021

Um dos principais motivos pelos quais houve essa elevação nas compras, mesmo antes do dia em si, se dá pelo cashback que as empresas fornecem para compras em seus sites e/ou aplicativos. O cashback é um método de fidelização que confere ao cliente algum tipo de recompensa ao finalizar alguma compra. A recompensa pode ser uma porcentagem da compra de volta como bônus, que é cumulativo e pode ser utilizado em outras compras, ou até mesmo convertido em alguma moeda específica da loja, que pode ser usada como desconto em futuras aquisições.

Um dos resultados mais expressivos, foi a da semana passada, sendo que durante os dias 18 e 24 de novembro, houve um montante de R$ 2,8 milhões, apenas para as vendas em e-commerce. De acordo com a NielsenIQ|Ebit, responsável por consultoria de análise de comércio eletrônico, comparado ao mesmo período do ano passado, houve então este aumento de 31% em vendas online.

Compras online crescem em relação ao mesmo período do ano passado. Reprodução: showmetech
Compras online crescem em relação ao mesmo período do ano passado. Reprodução: Showmetech

Essa mesma pesquisa da NielsenIQ|Ebit também mostra que houve um aumento no número de pedidos, sendo esses em 11% maiores, correspondentes a 51 milhões de pedidos, bem como o valor médio dessas compras também aumentou, agora em 14%, na faixa de aquisição de R$ 533. Durante a semana que foi analisada pela NielsenIQ|Ebit, o destaque ficou para o dia 18, quinta-feira, chegando a alta de 53% de faturamento, seguido pelo dia anterior, quarta-feira, com aumento de 46% no faturamento.

O único dia que não alcançou nenhum avanço nas vendas foi no dia 22, segunda-feira, tendo na verdade um recuo de 16%, quando comparado ao mesmo dia da semana do ano passado. Ainda sobre a semana analisada, o destaque ficou para a categoria de eletrodomésticos, que chegou aos 22% de faturamento total. Ainda assim vemos resultados em compras de smartphones (19%), casa e decoração (13%), eletrônicos (9%), informática (9%), moda e acessórios (5%), perfumaria e cosmético (3%) e também esporte e lazer, com 3% do faturamento total.

Maiores buscas e compras

Compras online crescem 31% uma semana antes da black friday. O número se destaca para compras em e-commerce, uma preferência dos usuários, mesmo em outros períodos. Veja sobre a pesquisa
Reprodução: Showmetech/Ebit

Aliado ao pesquisa da NielsenIQ|Ebit, o Google também apresentou algumas informações sobre esses dias que antecederam a Black Friday. A empresa realizou uma análise no comportamento dos consumidores, identificando os atributos que mais lhe chamavam atenção no momento de pesquisar algum produto que querem adquirir durante o período. Os dados a seguir refletem as buscas e compras feitas entre 14 e 20 de novembro:

  • Cashback: 38%;
  • Cupom: 7%;
  • Retire na loja: 6%;
  • Frete grátis: 3%;
  • Promoção: -4%;
  • Frete rápido: -17%.

Vemos as duas pontas: o frete rápido perdeu o diferencial porque a barra subiu. Todo mundo já correu para entregar rápido, portanto, o cliente já espera isso. O diferencial passa a ser outros benefícios, como o cashback. Essa mecânica de ter de volta parte do valor investindo vem se consolidando

Thomas Suzaki, líder de insights de mercado do Google, sobre os resultados apresentados sobre compras online durante os dias que antecedem a Black Friday 2021

Outras buscas que foram realizadas, exclusivamente no dia 25, quinta-feira, apontam para os seguintes produtos:

  • Roupas: +237%;
  • Relógios inteligentes: +208%;
  • Notebooks: +165%;
  • Lâmpadas inteligente: +162%;
  • Máquina de café: +158%;
  • Vinho: +154%;
  • Tênis: +154%;
  • Cômoda para bebê: +153%;
  • Chapéu: +148%;
  • Smart TV 4K: +148%.

Ainda de acordo com o IGBE, nesse dia 25, quinta-feira, houve a prévia da inflação para novembro, mostrando uma alta de 1,17% em novembro, frente a outubro, um resultado expressivo, pois é o maior para o mesmo mês, desde 2022, quando foi visto em 2,08%. Apesar dos resultados, o esperado é que a Black Friday 2021, assim como costuma ser em outros anos, aumente expressivamente o número de vendas, sendo elas online ou não, mostrando o alto poder que a data oferece para aquisição aos clientes.

Diante da inflação percebemos que as pessoas estão buscando bons preços, elas querem achar a melhor promoção e estão mais focadas. Por isso, a parte financeira e o que o cliente ganha com a compra vem sendo o diferencial

Rodrigo Chamorro, head de insights e analytics do Google, dizendo que as compras online crescem mas não é somente esse lado que deve ser analisado neste contexto

Veja também:

Reunindo tudo num lugar só, veja só o que o Showmetech preparou pra você aproveitar a Black Friday 2021:

Fonte: InfoMoney.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados