Quer conhecer o MasterClass? Confira o masterWiki, que oferece os cursos de graça no estilo WikiHow

destaque masterwiki
De como fazer ovos mexidos com Gordon Ramsay a como criar mundos fictícios com Neil Gaiman, cursos do MasterClass estão disponíveis de graça no masterWiki

Como produzir um filme independente? E ser o seu verdadeiro “eu”? No MasterClass, você aprende isso em cursos ministrados por celebridades, como o diretor Spike Lee e a drag queen RuPaul. No masterWiki, também.

A diferença é que para você ter acesso a essas aulas no MasterClass custa uma assinatura anual de US$180 (R$966,60, na cotação atual). Já no masterWiki, é de graça.

Só que no MasterClass, as aulas têm qualidade cinematográfica (e muitas vezes os “professores” também são personalidades cinematográficas). No masterWiki, por outro lado, os cursos são disponibilizados no formato da WikiHow, com listas de passo-a-passo simplificadas e ilustrações…”estilo WikiHow”, digamos.

O que é MasterClass?

Imagem da plataforma MasterClass
MasterClass traz cursos online ministrados por celebridades

Resumidamente, é uma plataforma de cursos online que são ministrados por pessoas (muito) famosas em suas respectivas áreas. Para você ter uma noção, o catálogo da plataforma traz nomes como o ator Samuel L. Jackson, Tony Hawk, Tom Morello e Martin Scorsese.

Por mais que a internet esteja repleta de plataformas desse tipo, o diferencial do MasterClass é justamente vender esse acesso exclusivo a celebridades ministrando lições sobre as áreas em que fizeram sucesso.

Os vídeos das aulas parecem mini documentários, durando entre 10 a 20 minutos e trazendo entrevistas com os famosos e algumas demonstrações práticas sobre os assuntos.

Só que esse formato gera um pouco de ceticismo sobre sua eficácia. No caso do repórter Rhett Jones, do Gizmodo, que ganhou de presente uma assinatura ao MasterClass, ele descreveu a experiência como “mais tipo uma rede muito cara de podcasts do que plataforma de cursos”.

Inclusive, o site The Atlantic publicou recentemente um mergulho aprofundado no catálogo do MasterClass para desvendar o que realmente é vendido e entregue ao usuário nesses cursos.

Se você também gostaria de dar um mergulho nesse “catálogo premium” de cursos online mas o orçamento está apertado, agora existe uma esperança: o masterWiki.

O que dá para aprender no masterWiki?

Ilustrações do masterWiki
MasterWiki traz cursos do MasterClass de graça

Atualmente, o site disponibiliza 20 cursos “roubados do MasterClass, republicados como WikiHow” (o próprio site define dessa forma). 

O conteúdo todo está em inglês, então você precisa ter conhecimento intermediário da língua ou não ligar de usar bastante o Google Tradutor na hora de explorar a lista de cursos. Além dos exemplos já citados nessa matéria, o masterWiki tem uma série de outros cursos interessantes para dar uma olhada. 

Por mais que o formato seja cômico, dá para tirar dicas interessantes de cursos que nem “Como pensar cientificamente”, do cientista Neil deGrasse Tyson, e “Como aperfeiçoar seu arremesso”, do Stephen Curry, jogador da NBA. Você vai rir e, provavelmente, aprender uma coisa ou outra nessa experiência.

Cursos da masterWiki

Veja abaixo uma lista de 10 cursos legais para conferir no masterWiki:

O pequeno catálogo de 20 cursos serve como uma degustação do conteúdo que é oferecido no MasterClass, com uma pontinha de criticismo aqui e ali aos cursos online das celebridades. E se você quiser continuar aprendendo online, o Showmetech preparou uma lista com 1.422 cursos em português com certificado gratuito.

Mentes por trás do masterWiki

Quem desenvolveu o site foi o coletivo criativo MSCHF. A empresa, que fica no Brooklyn, em Nova York, é conhecida por criar projetos polêmicos e cômicos, geralmente com alguma crítica social embutida nas entrelinhas, que “hitam” na internet.

No ano passado, repercutiu aqui no Brasil quando a empresa lançou um “tênis de Jesus”, que era um modelo Nike Air Max 97 customizado com água benta injetada na sola, um pingente dourado de um crucifixo pendurado no cadarço e um versículo costurado. Na época, o tênis foi vendido por US$1.424 (que hoje custaria R$7.646,88, na cotação atual).

Modelo personalizado de tênis da Nike
‘Tênis de Jesus’, modelo personalizado pela MSCHF

Só que logo depois do lançamento, Daniel Greenberg, chefe de comércio da MSCHF que elaborou o conceito do tênis, explicou que a ideia era uma brincadeira. “Queríamos fazer uma declaração sobre como a cultura de colaboração se tornou absurda”, disse Greenberg ao New York Post.

Será que o masterWiki também é uma brincadeira inspirada em alguma situação atual considerada absurda pelo coletivo? Fica o questionamento.

O que você vai tentar aprender no masterWiki? Conte pra nós aqui nos comentários!

Fontes: Gizmodo, masterWiki, New York Post e The Verge

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter