Blizzard: conheça os principais games da criadora de Warcraft

blizzard
Conheça a história da Blizzard, a desenvolvedora norte-americana de games responsável por grandes classicos como World Of Warcraft, StarCraft, Overwatch e muitos outros

A Blizzard é uma desenvolvedora e editora de jogos eletrônicos com sede em Irvine, Califórnia, Estados Unidos. Ela foi fundada em 1991, por três recém graduados pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA): o cientista da computação Allen Adham, o engenheiro eletricista Michael Morhaime e o programador Frank Pearce. 

Na época, recebeu o nome de Silicon & Synapse Incorporated. A empresa se concentrou em produzir games junto com outras desenvolvedoras já estabelecidas no mercado, participando do desenvolvimento de grandes clássicos como J.R.R. Tolkien’s The Lord of the Rings, Vol. I e Battle Chess II: Chinese Chess, lançados pela Interplay Productions em 1990.

A mesma parceria publicou em 1992, o clássico absoluto The Lost Vikings para Mega Drive, Super Nintendo e Windows e no ano seguinte, lançaram Rock n’ Roll Racing para as mesmas plataformas.

Em 1993, os responsáveis resolveram mudar o nome da empresa para Chaos Studios. Nenhum game foi lançado com este nome. Seis meses depois mudaram o nome mais duas vezes, para Ogre Studios e finalmente para Blizzard Entertainment.

Michael Morhaime, um dos co-fundadores da Blizzard, disse à PC Gamer em 2016 que o nome Silicon & Synapse era “um pouco confuso, ninguém sabia direito o que significava”. Já Allen Adham, também co-fundador disse que muitas vezes o nome Silicon era confundido com “silicone”, usado em implantes mamários. 

Como explicam os fundadores, “Silicon” era uma referência ao material usado para produzir chips de computadores e “Synapse” (sinapse, em português), uma referência ao trabalho dos neurônios do cérebro humano. “Mas ninguém entendeu”, completa Morhaime.

Em dezembro de 2017 foi anunciado que a distribuidora de games norte-americana, Activision estaria interessada em comprar as operações da Blizzard. A operação foi concluída em julho de 2018 e a Blizzard passou a se chamar Activision Blizzard.

Sede da Blizzard, em Irvine, Califórnia, EUA.
Sede da Blizzard, em Irvine, Califórnia, EUA. Foto: KennethHan / Domínio Público.

Blizzard: principais games

Embora alguns achem que o nome Silicon & Synapse seja mais legal, foi sob o nome de Blizzard que a empresa lançou seus games mais importantes, como as sagas Warcraft, Diablo e StarCraft, assim como o MMORPG World of Warcraft e outros.

Warcraft (1994)

Para os anos 90, Warcraft já era um jogo promissor e por isso, logo no ano seguinte foi lançada sua primeira continuação Warcraft II: Tides of Darkness. Nesse momento, a Blizzard já tinha uma infinidade de fiéis jogadores.

Mas a série Warcraft ficou realmente conhecida após o lançamento de Warcraft III: Reign of Chaos, de 2002 e logo depois sua expansão The Frozen Throne de 2003. Warcraft III é a verdadeira obra de arte da Blizzard. O game é revolucionário e até hoje, quase 18 anos depois, ainda vemos suas influências no modo como são feitos games modernos.

Warcraft III é um jogo de estratégia de guerra em tempo real que se passa em um universo fantástico habitado por orcs, humanos, elfos e monstros. Isso tudo já era simplesmente demais pra a época. Como se não fosse o bastante, Warcraft III foi lançado com a possibilidade de jogar online (de graça) com amigos pela internet, através da plataforma interna da Blizzard, a Battle.net. Isso ainda em 2002. 

A possibilidade de jogar online foi fundamental para o crescimento exponencial que o game teve. Assim como muitos outros jogos antigos da Blizzard, Warcraft III é jogado até hoje, devido a sua originalidade, complexidade e genialidade.

Em janeiro de 2020, a empresa lançou Warcraft III: Reforged, um remake do clássico de 2002. No entanto, o relançamento atualizado do game foi considerado um desastre entre muitos fãns da saga. No site Metacritic, plataforma de críticas e avaliações de games, música, filmes e livros, Warcraft III: Reforged tem uma pontuação de 0,6 e uma infinidade (mais de 28 mil) de comentários negativos. 

Em Warcraft III os jogadores controlam "heróis" com habilidades especiais, que podem evoluir, ficar mais forte e carregar ítens, assim como unidades básicas que não possuem essas características.
Em Warcraft III os jogadores controlam “heróis” com habilidades especiais, que podem evoluir, ficar mais forte e carregar ítens, assim como unidades básicas que não possuem essas características. Foto: Divulgação.

Diablo (1997)

Mais uma saga importantíssima da Blizzard é Diablo. Até hoje foram lançados 3 edições do game, assim como uma expansão para cada uma delas. O primeiro jogo da saga, Diablo I foi lançado em 1997, com uma expansão chamada Hellfire no mesmo ano. Diablo II foi lançado em 2000 e sua expansão Lords of Destruction em 2001. 

A essa altura Diablo já era um hit do estilo RPG hack and slash. De acordo com a revista Gamespot, Diablo II vendeu cerca de 184 mil cópias somente no primeiro dia de venda. Em poucos meses chegou a marca de venda de 1 milhão de cópias.

Demorou 12 anos para a empresa lançar mais uma edição da série e Diablo III chegou às lojas em maio de 2012. Sua expansão Reaper of Souls é de 2014.

Durante a convenção anual Blizzcon 2019, a empresa anunciou que começou a desenvolver mais uma edição do game, o Diablo IV. Ainda não foi divulgado data de lançamento do game, mas a cada trimestre a Blizzard publica um relatório com o que já foi e está sendo feito no game.

A maior parte de Diablo acontece dentro de dungeons, que possuem diversos andares para baixo.
A maior parte de Diablo acontece dentro de dungeons, que possuem diversos andares para baixo. Foto: Divulgação.

StarCraft (1998)

Outro grande exemplo de sucesso da Blizzard é a saga StarCraft. O primeiro StarCraft é de 1998 e possui uma mecânica muito parecida com a de Warcraft. No entanto, ao invés de orcs, mortos vivos e temática fantástica, StarCraft se passa em um universo espacial, cheio de aliens, campanhas intergaláticas e elementos de ficção científica.

StarCraft II: Wings of Liberty foi lançado em 2010 e até hoje disputa o cenários dos games competitivos com outros grandes títulos mais novos. De acordo com o site Esports Earnings, StarCraft II conta com mais de 2070 jogadores profissionais, além de já ter distribuído mais de U$ 33 milhões entre os 5900 campeonatos que o jogo teve, se tornando o quinto jogo mais bem remunerado no universo dos e-sports.

StarCraft II é famoso por ser um game que exige que seus jogadores pensem e tomem decisões em muito pouco tempo, além de conhecimento técnico das metas do jogo e uma habilidade física assustadora para controlar as unidades e realizar movimentos. Veja como os jogam os jogadores profissionais do game:

World of Warcraft (2004)

World of Warcraft (WoW) é um MMORPG lançado 2004 que se passa no mesmo universo fantástico de Warcraft. No entanto, sua mecânica de jogo é completamente diferente. Diferente do Warcraft onde há partidas com um vencedor e um perdedor, no WoW, os jogadores controlam unidades em tempo real e podem continuar evoluindo seus personagens e explorando o extenso mundo do game pelo tempo que desejarem.

Desde seu lançamento, World of Warcraft teve oito expansões: 

  • The Burning Crusade (2007)
  • Wrath of the Lich King (2008);
  • Cataclysm (2010);
  • Mists of Pandaria (2012)
  • Warlords of Draenor (2014);
  • Legion (2017);
  • Battle for Azeroth (2018);
  • Shadowlands (outubro de 2020).

Em 2009, WoW foi reconhecido como o MMORPG mais popular do mundo, com quase 10 milhões de jogadores, com direito a menção no famoso livro dos recordes, o Guinness World Records 2009.

De acordo com o Polygon, em 2014, a Blizzard contabilizou mais de 100 milhões de contas registradas, e em 2017 já tinha faturado mais de US$ 9 bilhões, já que o acesso do jogo é pago através de um plano de assinatura mensal. Ainda hoje, WoW conta com uma infinidade de jogadores online e continua sendo uma das principais fontes de renda de sua desenvolvedora.

Um dos co-fundadores da empresa, Frank Pearce, revelou que antes do WoW, a Blizzard tinha “apenas” 500 funcionários. Sete anos depois, em 2012 a empresa chegou a ter 4.700 funcionários.

World of Warcraft fez tanto sucesso que era comum ver jogadores perderdendo seus empregos, reprovando na escola ou terminando relacionamentos para jogar sem parar.
World of Warcraft fez tanto sucesso que era comum ver jogadores perderdendo seus empregos, reprovando na escola ou terminando relacionamentos para jogar sem parar. Foto: Divulgação.

Hearthstone (2014)

Após um período de quase 10 anos sem lançar jogos originais, a Blizzard voltou a produzir novos títulos em 2014, dessa vez com o lançamento de Hearthstone, o primeiro game de graça da companhia. Assim como World of Warcraft, Hearthstone também se passa no universo fantástico de Warcraft, mas nesse caso é um jogo de cartas, também muito popular entre o universo dos jogadores profissionais.

Partida competitiva de Hearthstone durante o Taipei Game Show 2019. Foto: Xuan Shi Sheng via Flickr.
Partida competitiva de Hearthstone durante o Taipei Game Show 2019. Foto: Xuan Shi Sheng via Flickr.

Overwatch (2015)

Overwatch é o primeiro game em primeira pessoa desenvolvido e publicado pela Blizzard. O jogo é do tipo “hero shooter” e uma partida tradicional conta com 12 jogadores, 6 para cada time. Dentro do jogo, os jogadores podem escolher entre os 30 heróis disponíveis, cada um com seu estilo e habilidades únicas.

Assim como StarCraft II e Hearthstone, Overwatch também é muito popular no mundo dos e-sports. De acordo com o Esports Earnings, já foram mais de US$ 22 bilhões distribuídos entre 740 campeonatos do game.

Overwatch inovou misturando elementos de outros games nos tradicionais jogos de tiro em primeira pessoa (FPS). Foto: Divulgação Blizzard.
Overwatch inovou misturando elementos de outros games nos tradicionais jogos de tiro em primeira pessoa (FPS). Foto: Divulgação.

Blizzard: multiplayer, DotA e o começo do MOBA

Além de ser a responsável por 4 franquias importantíssimas no mundo dos games, a Blizzard ainda tem muita influência indireta no gênero MOBA, um dos gêneros competitivos mais importantes até hoje. Influência indireta pois o primeiro game do gênero foi desenvolvido como um mapa para Warcraft III.

Warcraft III oferece ainda a possibilidade do jogador criar seus próprios mapas customizados, através de uma aplicação de criação de mapas que usa a mesma engine do game, com possibilidade de customização quase que completa, indo desde configuração do terreno, até posicionamento de inimigos e eventos especiais. Praticamente tudo pode ser customizado nessa aplicação.

Foi com esse editor de mapas, extremamente versátil que foi criado o mapa amador Defense of the Ancient: Allstars (DotA Allstars ou só DotA). DotA é o primeiro jogo do estilo Multiplayer Online Battle Arena (MOBA). 

No DotA os jogadores não controlam unidades básicas, somente seus heróis, mas há alguns ítens ou habilidades específicas que dão ao jogador possibilidade de controlar essas unidades por um tempo curto.
No DotA os jogadores não controlam unidades básicas, somente seus heróis, mas há alguns ítens ou habilidades específicas que dão ao jogador possibilidade de controlar essas unidades por um tempo curto. Foto: Reprodução/Youtube.

Neste mapa, os criadores conseguiram modificar até mesmo a mecânica do jogo e não era mais necessário controlar um exército ou uma grande quantidade de unidades, mas somente o seu herói. Sua missão é defender o “Ancião”, edificação que fica na base de cada time. São 5 heróis para cada um dos dois times. 

Os heróis enfrentam criaturas orgânicas do jogo (incontroláveis pelo jogador) chamadas de “Creeps” para ganhar dinheiro, comprar equipamentos e duelar entre si. Cada vez que alguém morre, é penalizado. Ganha o time que derrubar o Ancião do inimigo.

De uma hora pra outra, a Battle.net estava infestada de “doteiros”. Os direitos sobre o DotA foram vendidos para a Valve e em 2013 foi lançado o Dota 2, exclusivo da Steam. No entanto, a notoriedade e importância do DotA é indiscutível. 

DotA é responsável pela criação do gênero Multiplayer Online Battle Arena (MOBA), influenciando grandes títulos como League of Legends, Heroes of Newerth e Strife. Até mesmo a Blizzard resolveu se arriscar no MOBA e em 2015 lançou Heroes of the Storm, onde é possível jogar com os 3 vikings perdidos do clássico da desenvolvedora The Lost Vikings.

Essa é a história da Blizzard e dos seus principais games. Mas e para você, qual é o seu jogo preferido da Blizzard? Deixe sua resposta para a gente nos comentários e aproveite para ler mais sobre o mundo dos games na nossa página de games!

Fontes: PC Gamer; Activision Blizzard; Metacritic; Gamespot; Esports Earnings; Polygon e Gamasutra.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter