Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa

Capturar - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa
De negociação de bitcoins a pagamento com selfies, veja o que é novidade nas startups de serviços financeiros.
thumbnail Premiação foto com todos 720x480 - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa
Foto com os representantes das cinco startups junto de Hilton Menezes, cofundador da Kyvo, em evento do dia 24 de outubro.

Na última terça-feira (24) aconteceu o encerramento do Track, programa de aceleração de startups fintech realizado pela Visa em parceria com a GSVLabs e implementado pela consultoria brasileira Kyvo Design-Driven Innovation.

O programa recebeu 180 inscrições e selecionou cinco startups, que passaram por períodos de imersão, bootcamp e elaboração de estratégias. Durante seis meses, sendo três de aceleração e mais três de incubação, os projetos selecionados foram acelerados em São Paulo (Brasil) e no Vale do Silício (EUA).

Se interessou pelo assunto? Pode entender melhor sobre o que são as Fintechs clicando aqui.

Conheça as vencedoras:

BeeTech

 

beetech e1508945394932 - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa

 

A BeeTech, criada pelo economista Fernando Pavani e o administrador Stefano Milo, nasceu em 2014 como uma plataforma para facilitar a troca de moedas estrangeiras utilizando recursos tecnológicos e digitais. Hoje, é uma empresa do segmento fintech focada em desenvolver soluções digitais para serviços financeiros cross border.

A empresa oferece dois produtos: o BeeCâmbio, focada no câmbio online de moedas estrangeiras; e o Remessa Online, primeira plataforma independente e completamente online, autorizada pelo Banco Central do Brasil, destinada a transferências internacionais.

No evento do dia 24 Stefano Milo revelou que a BeeTech está em negociação com um banco, que não pôde divulgar o nome, para criar o primeiro banco de câmbio totalmente online do Brasil.

Dataholics

dataholics - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa

A Dataholics é uma empresa que desenvolveu uma tecnologia muito precisa para captação de informações online. Essa tecnologia utiliza dados que deixamos público nas redes sociais e na web para três análises: descobrir qual nossa renda média, baseando a pesquisa em profissão, cargo, empresa e escolaridade; medir nosso nível de engajamento digital; e confirmar nossa identidade, checando a autenticidade do nome, e-mail, celular, legitimidade de perfis nas redes sociais e uma comparação de imagens de documentos ou selfies com as fotos públicas na web.

Essas e outras informações são vendidas para empresas que querem descobrir mais sobre seus clientes, por exemplo, um banco que deseja saber se um indivíduo é ou não confiável para receber crédito. Segundo Daniel Mendes, CEO da Dataholics, todo o processo é legalmente protegido, pois são utilizadas apenas informações que já estão públicas.

Foxbit

 

 

foxbit social network share - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa

 

A Foxbit é uma bolsa de bitcoins, onde vendedores encontram compradores da moeda. É a única empresa brasileira que deixa público seu endereço de carteira quente e fria, provando a existência dos recursos que são negociados na plataforma.

A Foxbit diz ter a maior liquidez do mercado brasileiro e ser a corretora mais ágil do país no processamento de saques e depósitos.

Felipe Trovão, sócio da empresa, disse que em 3 anos receberam apenas 2 reclamações. Além disso, a Foxbit investe em educação sobre bitcoin. Eles oferecem cursos online e vídeos explicativos no Youtube.

NextOne

 

 

nextone 2 720x137 - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa

 

 

A NextOne é uma startup focada em aumentar a receita de segmentos, desburocratizando e simplificando a comercialização de seguros e serviços. A plataforma permite que seja feita uma cotação de seguro para o cliente de acordo com o perfil dele.

Após essa etapa, uma equipe de consultores analisa o pedido e, se tiver alguma inconsistência, entram em contato para ajustá-lo. São seguros desenhados sob medida para cada segmento, cada um de acordo com uma necessidade.

Segundo eles, a plataforma permite que o cliente tenha sua própria corretora de seguros on-line. Hoje, após o programa Track, a empresa está construindo uma sede em São Francisco.

Saffe

 

AAEAAQAAAAAAAAUwAAAAJDVlZGVhODU0LTljODUtNGJjZi05YTgwLWY4ZmFlZDNmOWQyYg - Conheça as 5 fintechs ganhadoras do Track, programa de aceleração da Visa

 

A Saffe foi criada pelo especialista em mercado financeiro, André Coelho, e pelo cientista da computação, Giovani Chiachia. Ela busca desenvolver métodos seguros de pagamento. Hoje, funciona como um aplicativo de pagamento mobile que aproveita a tecnologia de reconhecimento facial para fazer pagamentos de forma rápida e segura.

Funciona em três passos: primeiro, o comerciante insere o valor da compra em seu smartphone, depois entrega o celular ao consumidor, que irá digitar sua senha. Então a câmera do celular irá ligar e o comprador deve tirar uma selfie apertando no botão “pay”. A selfie será comparada com outras no servidor e se houver correspondência o pagamento é efetuado.

Segundo Coelho, a tecnologia de reconhecimento facial que eles utilizam consegue detectar se a imagem é real ou se foi tirada de um vídeo, por exemplo. A ideia é que as pessoas não precisem mais andar com cartão.

Quer saber mais? Leia o texto abaixo:

Fintechs já estão na vida de 74% dos brasileiros: conheça as principais

Comentários do Facebook

Receba Notícias por E-mail:

Share via