Deepfake da Rainha Elizabeth faz sua própria mensagem de Natal

Deepfake da rainha
Em uma paródia à tradicional mensagem de Natal da monarca, o Channel 4 produz um deepfake da Rainha alertando sobre os perigos da desinformação e fake news

Uma tradição natalina no Reino Unido é a mensagem de Natal feita pela Rainha Elizabeth II, feita todos os anos pela BBC e transmitida a toda a nação, como retratado na série The Crown, na Netflix. Este ano, o Channel 4 decidiu inovar e criou sua própria versão da mensagem de Natal, utilizando um deepfake da Rainha. Este pronunciamento alternativo de Natal pretende avisar a população sobre a desinformação e as fake news que se propagaram e amplificaram durante a pandemia da COVID-19.

O deepfake da Rainha é protagonizado pela atriz Debra Stephenson, que faz as voz e os movimentos, e é tratado então com efeitos especiais da Framestore.

Atriz debra stephenson encena o deepfake da rainha elizabeth ii
Atriz debra stephenson encena o deepfake da rainha elizabeth ii

O vídeo, que dura em torno de quatro minutos, traz a Rainha tratada digitalmente falando sobre a saída do príncipe Harry e sua esposa Meghan Markle do Reino Unido, além do escândalo em torno do príncipe Andrew — o Duque de York — e o milionário Jeffrey Epstein, condenado na Justiça por abuso sexual de menores. O caso foi relatado na série Jeffrey Epstein: Poder e Perversão, na Netflix.

Deepfake da rainha fala sobre a ligação do príncipe andrew e jeffrey epstein
Polêmicas como a ligação entre o príncipe andrew e o acusado de abuso sexual jeffrey epstein são tratados no vídeo do channel 4

O deepfake da Rainha também brinca com assuntos contemporâneos, fazendo uma performance do TikTok e falando sobre o quanto ela gosta de “Netflix and Phil“, uma alusão ao termo “Netflix and chill” que se refere a assistir filmes e séries da Netflix para descansar, e ao príncipe Phillip, esposo da Rainha Elizabeth.

Deepfake da rainha faz performance de tiktok
Na paródia, a rainha elizabeth sobe na mesa e faz uma performance

O vídeo termina com as imagens digitais desaparecendo, revelando então o fundo verde usado para posicionar as imagens do Palácio de Buckingham de mentira, deixando claro aos espectadores que não se trata da própria Rainha Elizabeth nesta esquete. O Palácio de Buckingham diz não ter comentários sobre o vídeo, enquanto as mídias sociais fizeram duras críticas à encenação “desrespeitosa” e “inapropriada” da Rainha.

Deepfake da rainha com o fundo falso digital
Final do vídeo mostra que tudo não passa de uma montagem, e nada é real — nem mesmo a rainha

O deepfake da Rainha representa perigo?

A tecnologia utilizada para fazer os deepfakes vem sendo cada vez mais aprimoradas, a ponto de cópias verdadeiramente convincentes de políticos e pessoas famosas serem tomadas como reais. Deepfakes famosos de personalidades como o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e o bilionário Elon Musk ficaram famosos pela verossimilhança.

A tecnologia de deepfakes é a preocupante nova fronteira na batalha entre desinformação e a verdade. A Mensagem de Natal Alternativa deste ano — transmitida por uma das mais familiares e confiáveis figuras da nação — é um poderoso lembrete de que não podemos mais confiar apenas nos nossos olhos.

Ian Katz, diretor do Channel 4

Por outro lado, empresas de tecnologia do mundo inteiro estão tomando ações para identificar a veracidade de um conteúdo. A Microsoft já trabalha em uma ferramenta de detecção de deepfakes para combater a desinformação.

Fonte: Channel 4

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter

Gostou? Ajude a gente