Início » TECNOLOGIA » Ciência e Tecnologia » Desenvolvedor critica interesses da Cyanogen Inc.
Android Ciência e Tecnologia Geral MOBILE Tablets & e-Readers Temas, ROMS e MODs

Desenvolvedor critica interesses da Cyanogen Inc.

Cyanogen Inc - Desenvolvedor critica interesses da Cyanogen Inc.
Nem tudo parecem ser flores no surgimento da Cyanogen Inc.! O quanto isto é bom para a comunidade Android? O que você acha da CyanogenMod saindo do underground para ser apenas mais uma ROM comercial?

Cyanogen Inc - Desenvolvedor critica interesses da Cyanogen Inc.

Enquanto muitos comemoravam o surgimento da Cyanogen Inc. e a possibilidade de ter um aparelho rodando o CyanogenMod nativo, um importante desenvolvedor de aplicativos resolveu revelar um lado menos glamoroso da história.

Guillaume Lesniak (@xplodwild no XDA-Developers), desenvolvedor do aplicativo de câmera Focal que fazia parte do pacote de aplicações mais recentes das ROMs CyanogenMod, foi o primeiro a se desligar do quadro de desenvolvedores da empresa e levar consigo o aplicativo que agora é distribuído de forma independente e gratuita na Play Store.

Lesniak explicou os motivos em uma longa publicação no perfil dele no Google Plus. O desenvolvedor afirma que os interesses da Cyanogen Inc. são puramente comerciais e a empresa iria lucrar com o trabalho de terceiros em projetos feitos com outros propósitos, muitos criados por hobby. Projetos, aliás, que  possuem a licença GPL que se baseia na permissão para se executar o programa para qualquer propósito. A licença permite ainda a adaptação do aplicativo de acordo com as necessidades através de um código-fonte acessível e com cópias liberadas. O GPL propicia também ao usuária liberdade para aperfeiçoar o aplicativo.

A revolta Guillaume Lesniak cresceu quando ele foi procurado por Steve Kondik e Koushik Dutta, dirigentes da Cyanogen Inc. Eles queriam que fosse feita uma licença comercial para o app Focal que seria comercializado com a ROM. Assim, eles teriam mais autonomia para modificar o aplicativo e mantê-lo protegido, premissas que fazem parte dos requisitos do CTS Google (Compatibility Test Suite). A Cyanogen Inc. terá de seguir estas regras após o lançamento do Oppo N1, aparelho que já vem de fábrica com a ROM CyanogenMod nativa e que poderá ser personalizado pelas operadoras telefonia celular.

Considerando as adaptações das ROMs CyanogenMod para seguir as diretrizes da Cyanogen Inc. e seguir os requisitos do CTS Google, a função “Configurações Avançadas” (Advanced Settings) desapareceu das versões mais recentes da ROM, assim como a opção de salvar para o SD externo (nem mesmo o aplicativo da câmera consegue salvar as imagens no SD externo). O acesso root também deverá ser completamente removido nas próximas versões da ROM, mas poderá ser baixado como pacote separado caso o usuário deseje.

O quanto isto é bom para a comunidade Android? O que você acha da CyanogenMod sair do mundo underground para ser apenas mais uma ROM comercial?

Comentários do Facebook