Início » Geral » É OFICIAL: O HOMEM VAI PARA MARTE
Geral

É OFICIAL: O HOMEM VAI PARA MARTE

Viagem para Marte
O Senado americano destinará US$ 19 bilhões para esta empreitada.
Cinquenta e cinco anos depois que o presidente Kennedy desafiou os EUA colocar um homem na Lua, o Senado americano está desafiando NASA para colocar humanos em Marte. Saiba sobre essa jornada épica.
Mars Science Laboratory 720x405 - É OFICIAL: O HOMEM VAI PARA MARTE
Viagem a Marte: um sonho da ficção científica, deve se tornar realidade.

Parece que republicanos e senadores democratas americanos estão igualmente empenhados em salvaguardar programas espaciais da dos Estados Unidos. E a humanidade pode ganhar muito com isso.

Comitê Americano do Senado para o Comércio, Ciência e Transportes aprovou uma lei bipartidária dando à NASA, a agência espacial americana, fundos na ordem de 19,5 bilhões de dólares para continuar a trabalhar em uma missão a Marte. Na iniciativa, também está incluso o suporte para a continuação do programa para enviar astronautas em foguetes privados para a Estação Espacial Internacional (ISS), a partir de solo americano, até 2018.

“Nós vimos no passado a importância da estabilidade e previsibilidade na NASA e na exploração espacial – que sempre que se tem uma mudança na administração, vimos o caos que pode ser causado pelo cancelamento de grandes programas“, afirmou o senador republicano Ted Cruz, principal patrocinador do projeto de lei. “O impacto em termos de empregos perdidos e o impacto em termos de dinheiro desperdiçado tem sido significativo [em razão deste caos].”

O Ato de Transição e Autorização da NASA de 2016 (tradução livre do termo em inglês “NASA Transition Authorization Act of 2016”) inclui um nível de autorização global de US$ 19,508 bilhões para o ano fiscal 2017, mas ainda precisa ser aprovada pelo Senado como um todo, é claro. O ato condiz com o que já foi proposto pela administração Obama.

journey to mars 720x405 - É OFICIAL: O HOMEM VAI PARA MARTE
Uma jornada épica

O Senado não está dando dinheiro à NASA apenas por uma questão de necessidade de seguir com qualquer exploração espacial. É também um desafio, um mandato, na verdade. A lei exige que a NASA torne o Ato uma meta oficial para enviar missões tripuladas a Marte nos próximos 25 anos.

O projeto destina recursos para componentes diferentes: US$4.5 bilhões de dólares em exploração, quase US$ 5 bilhões para operações espaciais, e US$ 5,4 bilhões para a ciência. Ele também não descartar planos controversos da NASA para enviar homens à asteroides e recolher amostras até 2021. No entanto, exige-se da agência que envie regularmente relatórios ao Congresso americano, o que justifica o seu custo de US$ 1,4 bilhões.

“Cinquenta e cinco anos depois que o presidente Kennedy desafiou a nação a colocar um homem na Lua, o Senado está desafiando NASA para colocar humanos em Marte. As prioridades que temos estabelecidos para a NASA neste projeto de lei marcam o início de uma nova era de vôo espacial americano”, disse, otimista, o senador Bill Nelson, democrata sênior no painel de Comércio.

O apoio bipartidário por trás do novo projeto de lei mostra que a exploração espacial é um problema que todas as partes podem concordar é vital para o nosso crescimento da nação americana e da espécie.

Torcemos para que esse tipo de união possa ser vista também em outros países. E, por que não o Brasil?

Fonte: Futurism.

Comentários do Facebook

NOTÍCIAS POR E-MAIL

Receba as notícias do Showmetech direto na sua caixa de entrada.

Yey! Parabéns, você receberá notícias incríveis!

Ops! Acho que não deu certo. Vamos tentar novamente?

NOTÍCIAS POR E-MAIL

Receba as notícias do Showmetech direto na sua caixa de entrada.

Yey! Parabéns, você receberá notícias incríveis!

Ops! Acho que não deu certo. Vamos tentar novamente?

Você gosta do nosso trabalho? Então, que tal curtir a gente? ;)

Compartilhe com um amigo