El salvador é o primeiro país a adotar o bitcoin como moeda legal

El Salvador é o primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda legal

Avatar of lucas gomes
Com 62 votos dos 84 deputados, foi aprovada a lei que torna o Bitcoin como moeda legal no país, além do dólar americano. Confira os impactos da nova medida

O presidente Nayib Bukele, de El Salvador, realizou uma proposta para que fosse adotado o bitcoin como moeda legal no país. Essa proposta foi acatada pela maioria do Congresso e o país da América Central agora possui, além do dólar, o Bitcoin como moeda legal para transações.

A lei foi aprovada nesta terça-feira (08) pelos legisladores de El Salvador, mesmo com uma certa preocupação sobre como seriam os potenciais impactos deste acordo em relação ao FMI (Fundo Monetário Internacional). O presidente Bukele enalteceu o uso do Bitcoin como sendo uma alternativa ao dólar, que continuará seu funcionamento legal no país, e a possibilidade de utilizar da moeda para que salvadorenhos que vivem no exterior possam enviar remessas de volta para casa.

El salvador é o primeiro país a adotar o bitcoin como moeda legal
46º presidente de El Salvador, Nayib Bukele

O Bitcoin costuma ser utilizado por investidores e para transações maiores mundo afora, já em El Salvador será uma alternativa ao uso do dólar americano, podendo ser utilizado por pessoas físicas sem trazer riscos aos seus usuários. O governo também garante a conversibilidade para dólar no momento das transações, através de uma ferramenta desenvolvida pelo banco local, BANDESAL.

Esta nova lei prevê a obrigatoriedade de aceitação da criptomoeda pelas empresas que oferecem bens ou serviços. Dessa maneira, as contribuições fiscais também ficam disponíveis para serem pagas via com o Bitcoin. Em três meses o uso corrente da moeda se dará início, conforme a cotação definida no mercado.

A dolarização é um grande problema para a estabilidade macro e financeira em muitos mercados emergentes e pode piorar se a digitalização facilitar o acesso a moedas estrangeiras

David Hauner, diretor-gerente em assuntos relacionados aos Mercados de Emergentes no Bank of America

Uso do Bitcoin em El Salvador facilita o envio de dinheiro do exterior

El Salvador é um país que acaba dependendo do dinheiro que é enviado por trabalhadores que estão no exterior. Chegando a mais ou menos um quinto do PIB, essa quantia representa cerca de 6 bilhões de dólares, uma das taxas mais altas do mundo. Com a possibilidade de realizar transações via Bitcoin, esse número poderá melhorar, assim como a possível facilidade na entrega das remessas dos trabalhadores que vivem no exterior. Essas remessas são enviadas por firmas específicas para garantir a segurança da transação e, por enquanto, a utilização de bitcoins para esta finalidade ainda é irregular.

Com tanta facilidade de acesso às transações, também há seus riscos. Para alguns legisladores e especialistas financeiros, essa medida pode abrir precedentes para usos ilícitos da criptomoeda, inclusive lavagem de dinheiro.

El salvador é o primeiro país a adotar o bitcoin como moeda legal
Bitcoin se junta ao dólar como moeda legal em El Salvador

Desde quando houve o anúncio sobre esta nova medida em El Salvador, o valor do Bitcoin cresceu em 6%: saltando de US$ 32.590 para US$ 35.000. Para conseguir Bitcoins, ou como é dito no meio tecnológico, “minerar” Bitcoins, é necessário um investimento um tanto alto no que se refere ao consumo de energia elétrica. Para conseguir um único Bitcoin, é utilizado cerca de 1.600 kWh e 746kg de dióxido de carbono, quantidades consideradas altas e comprometedoras ao meio ambiente.

Veja também:

Por outro lado, a China deve proibir a mineração de bitcoin. Confira!

Fonte: Ars Technica e PCMag.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados