Empresas poderão receber pagamentos via whatsapp. Se o novo recurso for aprovado pelo banco central, as empresas também poderão receber pagamentos via whatsapp pay

Empresas poderão receber pagamentos via Whatsapp

Avatar of bruno martinez
Se o novo recurso for aprovado pelo Banco Central, as empresas também poderão receber pagamentos via Whatsapp Pay

Representantes do WhatsApp voltaram a se reunir com o Banco Central (BC) para negociar a liberação de pagamentos via Whatsapp Pay entre pessoas físicas e jurídicas. A proposta é auxiliar pequenos empresários que começaram a utilizar o aplicativo de mensagens como uma ferramenta de trabalho, para vender e atender clientes, durante a pandemia. 

No momento, o recurso de pagamentos via Whatsapp só está disponível para pessoas físicas e permite que usuários brasileiros transfiram dinheiro para os seus contatos, por meio do chat do app, sem a cobrança de taxas. 

Pagamentos via Whatsapp para empresas não tem previsão de lançamento 

A reunião entre os representantes do WhastApp e do Banco Central aconteceu na última segunda-feira (17). Na ocasião, William Cathcart, head do WhatsApp, e Matthew Idema, chefe de operações do app, participaram de duas videoconferências com Roberto Campos Neto e João Manoel de Mello, presidente e o chefe de operações do BC, para discutir detalhes sobre o assunto. Mas ainda não há previsão para o lançamento da nova modalidade de pagamentos para as empresas.

Pagamentos via whatsapp pay
Apesar de não cobrar tarifas para transações entre CPFs, a ideia inicial é cobrar uma taxa de 3,99% das empresas que utilizarem o serviço de pagamentos via Whatsapp Pay

Vale lembrar que o processo de aprovação do sistema de pagamentos via WhatsApp começou no ano passado. O BC chegou a liberar o recurso, mas voltou atrás da decisão poucos dias depois. Tanto o Banco Central quanto o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) vetaram o lançamento do serviço, por considerar que o acordo entre o Facebook, dona do WhatsApp, e a Cielo, responsável pelo processamento das operações financeiras, poderia causar “danos irreparáveis ao  Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB)”. 

Na época, o Banco Central foi acusado de vetar a solução de pagamentos via Whatsapp para proteger o PIX, sistema de pagamentos instantâneos criado pelo BC e lançado em novembro do ano passado. Mas a instituição negou as especulações e afirmou que um dos principais motivos para o atraso na liberação foi pelo fato de o BC precisar incluir o Facebook Pay, serviço de pagamento eletrônico do Facebook, na categoria de iniciador de transações de pagamento (Pisp), o que acabou demorando nove meses. O próximo passo agora é liberar o serviço de pagamentos via Whatsapp para empresas.

Fonte: Folha; Folha de Pernambuco

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados