Entenda por que a pornografia está acabando com o sexo

casal capa
O acesso a sites pornô aumentou com o avanço da internet, mas eles estão atrapalhando casais a chegarem ao orgasmo juntos
Anúncio
Entenda por que a pornografia está acabando com o sexo

O sexo no mundo atual vem mudando através do avanço da internet. Antes existia sexo, masturbação por revistas ou canais pagos. Com o acesso cada vez mais fácil da internet, pessoas trocam intimidades à distância e masturbam-se com maior frequência por sites pornográficos.

É nesse cenário que foi notado como a pornografia tem afetado o modo como nós transamos, em especial nas relações heterossexuais. Esqueça toda a história de disfunção erétil por causa da internet, desmentida por urologistas. O sexo heterossexual não é somente sobre o homem. O quanto você se surpreenderia se soubesse que as mulheres são as mais afetadas pelo avanço da pornografia virtual?

Na internet, até o orgasmo feminino tem menor visibilidade que o masculino

É o que aponta um estudo no Journal of Sex Research. Com a ideia de que a mídia pode influenciar na prática e interpretação do sexo, os pesquisadores analisaram os 50 vídeos mais vistos de todos os tempos do PornHub. O objetivo foi procurar cenas de orgasmo, pois é nesse tipo de mídia que ele é mais explícito e acessível.

A pornografia está prejudicando o orgasmo da mulher
Os sites pornográficos mais acessados do mundo não são um ambiente igualitário, sendo um espaço para homens

Observando atos que induzem ao orgasmo feminino (como estimulação do clitóris) e as expressões sonoras, auditivas e corporais das mulheres, dados críticos foram levantados. Segundo a pesquisa, somente 18,3% da mulheres foram mostradas atingindo o orgasmo, em comparação com 78% dos homens.

Você pode justificar que não é tão fácil chegar ao orgasmo feminino. Verdade, mas em 75% dos vídeos o clitóris sequer foi estimulado! Ou seja, nem tentaram. A mídia pornográfica faz do sexo um ato para o prazer masculino, sendo o gozo do homem imperativo sobre o da mulher.

O prazer da mulher continua sendo um tabu

A pornografia está prejudicando o orgasmo da mulher
Marcos Alberti fotografou mulheres antes, durante e depois do orgasmo. Confira o projeto clicando aqui

Falar de orgasmo para os homens é assunto de qualquer momento, com risada e “sacanagem”. A sociedade não deixa que a mulher tenha essa mesma liberdade para falar sobre sua intimidade.

Não é uma situação de hoje, vem de séculos atrás. A ideia de que a mulher deve ser imaculada está disseminada na sociedade atual assim como nas passadas. Imaculada é a Virgem Maria, mãe de Jesus, símbolo cristão. Por que ser santa e “sem pecados” precisa ser tão importante para uma mulher?

Isso é refletido em nosso cotidiano. Em sites pornográficos, como o PornHub, até os anúncios são absolutamente para homens. Desde propaganda sobre disfunção erétil até “cansado de sua mulher? encontre agora mães para você transar”. É impossível não utilizar a palavra machismo, porque essa é a realidade.

A pornografia virtual tem atrapalhado o sexo para as mulheres

A pornografia está prejudicando o orgasmo da mulher
Você transa com pessoas que te deixam confortável?

Algumas mulheres nunca chegaram ao orgasmo. Por trás dessa realidade está explicações sociais e científicas, ligadas. Para a mulher chegar ao clímax não é fácil como o homem. Enquanto isso, o homem está acostumado a ver vídeos que “ele” goza e a mulher não. Assim, quando ele atinge seu ápice, o sexo acaba. E a mulher?

O reflexo disso está numa pesquisa feita pelo site The Atlantic. Segundo o estudo, a maioria das mulheres americanas perderam a virgindade aos 17 anos, mas sem orgasmo. Somente aos 20 ou 30 anos que elas conheceram seu clímax.

Na Finlândia, onde é feito censos nacionais para coletar informações de atividades sexuais desde 1971, é possível ter uma base melhor do efeito da pornografia virtual na vida das mulheres. O número de mulheres que afirmaram ter orgasmo no sexo sempre ou frequentemente caiu 10% entre 1999 (quando a internet começou a se tornar mais acessível) e 2015.

A pornografia está prejudicando o orgasmo da mulher
Mesmo casais não conseguem atingir o clímax juntos. 50% das mulheres comprometidas disseram que na maioria das vezes têm orgasmo com seus parceiros, 40% das mulheres solteiras afirmaram o mesmo, uma diferença de apenas 10%. Não podemos deixar de notar que metade das comprometidas não têm o mesmo sucesso, assim como 60% das solteiras.

Esse é um fato que contribui para afirmação do Journal of Sex Research: “Representações de orgasmo masculino e feminino na pornografia mainstream podem servir para perpetuar crenças irreais e falsas expectativas em relação ao orgasmo feminino e o desempenho sexual masculino”.

É necessário entender que para gozar, a mulher precisa mais do que movimentos estimulantes. O estudo da Finlândia aponta que para ter orgasmo durante o sexo, a mulher depende de sua autoestima sexual, o nível de intimidade com o parceiro, a técnica do parceiro, como ela se sente no quarto e reconhecer os próprios limites.

Outros problemas da atualidade também influenciam o conforto da mulher. Fadiga, estresse e dificuldade de concentração foram alguns dos fatores mencionados.

O sexo precisa ser prazeroso para os dois

A pornografia está prejudicando o orgasmo da mulher
Tenha orgasmo, seja você homem ou mulher, mas não sozinho

Apesar de todo o machismo existente na mídia, não somente pornográfica, durante o sexo faça desse momento um ato de dois corpos buscando prazer, não só o homem. A mulher precisa se sentir à vontade e também estar gostando do sexo.

Enquanto isso, lembre-se que assim como o pornografia, outros tipos de mídia propagam ideias que não devem ser somente absorvidas. A reflexão é o fato mais importante da humanidade que a fez evoluir. Aproveite esse dom!

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter