Falta de chips

Falta de chips afetará o mercado global até 2022

Avatar of bruno martinez
Grupo de tecnologia Foxconn alerta que a falta de chips se prolongará ao menos até o próximo ano

Componente eletrônico essencial para a fabricação de carros a computadores, a falta de chips afeta os mais diversos setores industriais e vem paralisando a cadeia de suprimentos desde o início da pandemia de COVID-19. De acordo com previsões mais otimistas do grupo taiwanês de tecnologia Foxconn, a chamada “crise dos chips” só estará resolvida a partir de 2022.

Foxconn é fornecedora de componentes de empresas como hp, google, microsoft e apple
Foxconn é fornecedora de componentes de empresas como HP, Google, Microsoft e Apple

Responsável pela fabricação de chips para gigantes do Vale do Silício como Apple e Google, a Foxconn admitiu já não ser capaz de fornecer os suprimentos necessários aos seus clientes, o que está impactando o calendário de lançamentos de produtos como iPhone 12 e Playstation 5.

Quem também fez um alerta aos seus investidores foi a sul-coreana Samsung, admitindo que mesmo com este sério desequilíbrio ocasionando pela falta de chips, tem se preparado para lidar com a atual escassez global que afeta toda a indústria de semicondutores.

Já na indústria de consoles, Sony e Microsoft mencionaram que a falta de chips já vinham afetando seus produtos, sendo impossível encontrar nas prateleiras o PlayStation 5.

Indústria automotiva é a mais afetada com a "crise dos chips", com linhas de montagens paralisadas esperando pelo componente
Indústria automotiva é a mais afetada com a “Crise dos Chips“, com linhas de montagens paralisadas esperando pelo componente

Quanto a indústria automotiva, a que mais sofre com a falta de chips, já não resta outra alternativa que não seja dispensar funcionários, paralisando linhas de montagem, aguardando a normalização na produção de semicondutores. Ford, Nissan, Volkswagen e Toyota são algumas das que precisaram fechar fábricas de caminhões e carros em diversas partes do globo por conta da escassez de peças.

Fonte: The Verge, Foxconn e Samsung

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados