França vai rotular produtos com índice de reparabilidade

França vai começar a marcar produtos com índice de reparabilidade
França irá incluir um "índice de reparablidade" nos produtos elétricos e eletrônicos

Na quarta-feira passada (25/11), o Parlamento Europeu votou a favor de uma nova política que visa desenvolver e introduzir uma rotulagem obrigatória nos produtos eletrônicos. O objetivo desse novo rótulo é fornecer informações claras, imediatamente visíveis e fáceis de entender aos consumidores sobre a vida útil estimada e a capacidade de reparo de um produto no momento da compra. O rótulo é chamado de “índice de reparabilidade”.”

O novo índice de reparabilidade

A votação do novo “índice de reparabilidade”, que passou com 395 votos a favor, 94 votos contra e 207 abstenções, apóia o chamado “Direito de Reparação dos consumidores”. Essa legislação tem como objetivo aumentar o nível de proteção do consumidor e alertá-lo sobre a durabilidade e o quão “reparável” um produto eletrônico é. Ugo Vallaury, co-fundador do projeto de lei, comenta sobre esse índice:

“O que se espera com essa nova rolutação é que ela se traduza em uma ação rápida para trazer um índice de pontuação de reparabilidade obrigatório para todos os produtos elétricos e eletrônicos vendidos em toda a União Europeia, a fim de ajudar os consumidores a comprar com confiança.”

Sendo assim, partir de janeiro a França começará a lançar tags de reparos para smartphones, laptops e outros eletrônicos. A Áustria também reduzirá os impostos sobre serviços de reparo e oferecerá subsídios para reparos ao consumidor. A etiqueta terá uma pontuação de reparabilidade que varia de 0 (sem reparos ou durabilidade extremamente baixa) até 10 (todos os tipos de reparos garantidos e alta durabilidade).

Rótulo do índice de reparabilidade
O índice de reparabilidade vai variar de 0 à 10

A esperança é que essa classificação ajude os clientes a priorizar produtos que são mais fáceis de consertar. Em uma pesquisa realizada em 2014 em um relatório intitulado Atitudes dos Europeus em Relação à Gestão de Resíduos e Eficiência de Recursos, 77% dos europeus pesquisados ??preferem consertar os dispositivos do que substituí-los. Além disso, 79% dos pesquisados ??concordam que os fabricantes devem facilitar o reparo de seus aparelhos e a reposição de peças.

Fonte: GSMARENA

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário