Conecte-se conosco
Café

Ciência e Tecnologia

Futuro da mobilidade urbana: Ônibus movidos a café

Empreendedor de Londres avança em projeto para abastecer os famosos ônibus vermelhos de dois andares com combustível produzido a partir do café

O empreendedorismo verde anda a todo vapor em todo o mundo. Londres, capital cosmopolita e com sérios problemas ambientais, ganhou uma nova e interessante ideia para melhorar a sustentabilidade da frota de ônibus urbanos da cidade.

A ideia veio de Arthur Kay, empreendedor responsável pela startup Biobean, cujo trabalho é utilizar resíduos de café para produzir combustível líquido. O biocombustível de café seria usado primordialmente nos famosos ônibus vermelhos de dois andares londrinos. Marca registrada da cidade e da Inglaterra.

As primeiras demonstrações de veículos movidos a café devem ser apresentados pela empresa nas próximas semanas.

ônibus vermelho

Biodiesel de café lançado comercialmente por startup londrina

Os ônibus movidos a café

Que a cafeína é um importante estimulante para boa parte da humanidade, não há dúvidas. Há até mesmo aqueles que costumam dizer: No coffee, no work,  tamanha a importância da bebida como combustível humano.

Ser usado no transporte público urbano é que é uma novidade ainda por vingar. E como é uma commodity produzida em larga escala e consumida em todo o mundo, matéria-prima é o que não falta para o novo biocombustível da Biobean. A empresa já conta com quatro produtos baseados em resíduos de café em seu portfólio:

  • Coffe Logs: Uma espécie de carvão sustentável para ser usado em lareiras, churrasqueiras e fogões;
  • Pellets de biomassa: Uma alternativa à madeira e carvão usados para aquecimento e geração de energia;
  • Biodiesel: Combustível líquido produzido a partir  de resíduos de café, em fase final de desenvolvimento;
  • Bioquímicos: Produtos bioquímicos para uso comercial diverso. Ainda em fase de pesquisa e desenvolvimento;

Os primeiros ônibus movidos a café devem ser exibido entre o final do mês de junho e início de julho.

Carvão de café

Carvão a base de resíduos de café. Créditos: Biobean

Como é produzido biodiesel de café

O método para produzir o combustível líquido a partir do café é patenteado. Sabe-se porém que o processo bioquímico de produção utiliza a chamada “Extração de hexano”.

Cerca de 15 a 20% de óleo vegetal é extraído, com o restante da massa de café sendo transformada em pellets e briquetes. Segundo Kay, o Reino Unido consome algo como 500 mil toneladas de café todos os anos. Se tudo fosse usado para a produção de energia, seria suficiente para abastecer uma cidade como Manchester.

Biodiesel de café no Brasil

O Brasil é uma comum referência quando o assunto é biocombustíveis. O etanol de cana-de-açúcar foi pioneiro na área e já está consolidado como um combustível alternativo e competitivo. Parte não desprezível da energia elétrica do país também já é proveniente da cogeração feita com biomassa de cana.

Mas o café também já foi usado como matéria-prima aqui no Brasil. Embora não haja registro que tenho sido lançado comercialmente, como faz agora a Biobean, uma pesquisa na USP de 2011 também desenvolveu combustível a base de café. A Universidade de Nevada foi outra instituição a desenvolver diesel a base de produtos da cadeia produtiva do café (veja aqui). Será possível uma cidade como Londres ter seus famosos ônibus movidos a café? Tecnologias para isso já estão amadurecendo, resta saber se a é viável comercialmente e se irá vingar de fato.

Referêncais: Will buses be run on Coffee?

Engenheiro eletro-eletrônico. Apaixonado por eletrônica, programação e ciências em geral. Escritor e redator por paixão à escrita.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Advertisement

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

Recomendado para você



Subir