Samsung fala sobre o futuro dos wearables em 2022

Samsung fala sobre o futuro dos wearables em 2022

Avatar of bruno martinez
Empresa compartilhou detalhes sobre relógios inteligentes, fones de ouvido Bluetooth e o que esperar de lançamentos para ano que vem

Ao lado da Apple, a Samsung é uma das empresas que estará moldando o futuro dos wearables (relógios inteligentes, pulseiras e até mesmo fones de ouvido Bluetooth) não apenas em 2022, mas com certeza nos anos seguintes. Em uma conversa exclusiva com o Showmetech, os representantes da marca no Brasil compartilharam o que podemos esperar da Samsung no ano que está chegando, com um destaque especial para o mercado de relógios inteligentes.

Para o lançamento do Galaxy Watch4 e Watch4 Classic, a empresa se uniu ao Google para que, juntas, pudessem colocar um novo modelo com Wear OS no mercado, e sabe-se que esta indústria não para de crescer. Confira os detalhes agora mesmo.

Galaxy Watch4 e Watch4 Classic

Apresentados em agosto deste ano, a Samsung anunciou dois de seus modelos de relógios inteligentes que contam com sensores para fornecerem informações sobre a saúde dos usuários: o Galaxy Watch4 e o Galaxy Watch4 Classic. Vendido no Brasil desde o mesmo mês que foi apresentado mundialmente, a grande novidade fica não apenas por conta do sensor de bioimpedância, mas também por meio do sistema Wear OS, que foi originalmente desenvolvido pelo Google.

Galaxy watch4 e watch4 classic da samsung
Modelos foram apresentados em agosto de 2021 e contam com sistema operacional criado pelo Google. (Foto: Samsung/Divulgação)

Dessa forma, além de entregar uma atualização, a Samsung espera que os modelos estejam cada vez mais presentes no dia a dia dos consumidores. O futuro do wearables da empresa deve seguir com a versão do Google, já que esta parceria gerou altos lucros para a Samsung.

Design explica diferença de preço entre modelos

A Samsung tem o desejo de conseguir atingir dois tipos de públicos ao lançar suas novas versões de seus relógios inteligentes. O primeiro foco é aquele tipo pessoa que precisa de um modelo para ter informações sobre sua saúde, preferindo um design mais simples.

Como pode imaginar, o outro foco da empresa é justamente dar opções para quem gosta bastante de ter um relógio com uma aparência mais bem trabalhada. No mercado, é possível encontrar o Galaxy Watch4 por R$ 1.599 e o Galaxy Watch4 Classic por R$ 2.999.

Novos galaxy watch4 e galaxy watch4 classic da samsung
Modelos são extremamente parecidos, mas coroa giratória no Galaxy Watch4 e outros detalhes fazem diferença. (Foto: Samsung)

Estes dois modelos de relógios inteligentes são extremamente parecidos, com os mesmos sensores e configurações tanto no Galaxy Watch4 quanto no Galaxy Watch4 Classic. A diferença fica no acabamento, uma vez que o modelo mais tradicional não conta com acabamento em aço inoxidável e o principal: a coroa giratória do modelo Classic. A Samsung se surpreendeu com a aceitação do modelo que é vendido a um preço maior, tanto ao redor do mundo, quanto no Brasil.

“Primeiramente, pensamos em realizar um posicionamento de marca para estes lançamentos, optando por uma unificação dos nomes Galaxy Active e Galaxy Watch, tudo com apenas um nome. O Galaxy Watch4 Classic, como o próprio nome diz, é mais voltado para o consumidor que gosta de um design mais clássico sofisticado e premium.”

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Em comparação aos lançamentos anteriores, a Samsung melhorou seus novos modelos de relógios inteligentes, entregando uma melhor performance em questão de hardware, com mais bateria, melhor display e processador interno. Mas a grande inovação fica por conta dos sensores que mostram dados de saúde. O trabalho feito nos dois últimos anos também foi essencial para que a inovação pudesse ser entregue aos clientes.

“Com uma série de funções que estavam nos modelos anteriores, o grande destaque inovador dos modelos Galaxy Watch4 é a bioimpedância. Contávamos com serviços de bem-estar e suporte à saúde, como eletrocardiograma e medição de oxigênio no sangue, mas com certeza, a principal inovação fica por conta do sensor de bioimpedância, que marca este novo lançamento.”

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Confiança dos sensores de wearables da Samsung

Os modelos de relógios inteligentes da Samsung contam com um kit de três sensores (PPG + EGC + Bia) que leva o nome de leitor corporal, permitindo que o usuário tenha informações de seu corpo em tempo real. Isso vale para especificações do corpo (peso, água, músculo), além da detecção automática de atividades e dos recursos já conhecidos, como batimentos cardíacos e acompanhamento de treino.

Função de rastreio de sono do galaxy watch4
Além de sensor de informação sobre seu corpo, modelo de relógio inteligente da Samsung rastreia o sono. (Foto: CNET)

O Galaxy Watch4 também pode ser utilizado para monitoramento do sono, fornecendo informações sobre a noite assim que o usuário acorda. É possível detectar roncos, oxigenação sanguínea e marcar a pontuação da qualidade do sono. A Samsung trabalhou neste ponto para que a melhor informação possível fosse entregue para quem comprasse um dos modelos de seu relógio inteligente que foi lançado neste ano.

“Durante o processo de desenvolvimento, procuramos fazer a checagem de assertividade e em 90% dos casos, a medição foi dentro do esperado. Sempre recomendamos que ao realizar uma medição, o usuário faça isso ao acordar, sem ter ingerido nenhum alimento ou bebida. Mas a medição pode ser considerada confiável de acordo com o tamanho do sensor que consta no modelo. Antigamente, era necessário o uso de diversos produtos mais robustos, como uma balança, mas hoje isso está no pulso do consumidor.”

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Como ficam as pulseiras dos relógios inteligentes?

Trazendo seus modelos de smartwatches para o Brasil há um tempo, a Samsung segue disponibilizando uma ampla gama de pulseiras que permitem uma personalização de acordo com o gosto do usuários. Para o lançamento da terceira geração, foi optado pelo lançamento com pulseiras de couro, mas, em 2021, isso passou a ser um acessório à parte. A empresa justificou esta escolha como uma forma de permitir que o cliente fique mais livre para escolher o que gosta.

Samsung fala sobre o futuro dos wearables em 2022. Empresa compartilhou detalhes sobre relógios inteligentes, fones de ouvido bluetooth e o que esperar de lançamentos para ano que vem
Samsung fala sobre o futuro dos wearables em 2022

A partir desta semana, 40 modelos de pulseiras serão disponibilizadas no site da empresa para que você que tem um Galaxy Watch4 ou está pensando em comprar um dos modelos possa ter um amplo catálogo. Acesse:

Lançamentos anteriores estão saindo do mercado

Como ação natural de toda empresa que lança novos modelos de um produto, a Samsung está colocando todas as suas forças de venda nos modelos de relógio inteligentes que foram lançados este ano. Ainda é possível encontrar as versões anteriores (Watch3, Watch Active2 e Galaxy Fit2), mas a fabricante deixou de fabricar seus modelos lançados há dois, três e quatro anos, para que os clientes tenham acesso aos modelos mais atualizados.

Estamos realizando o fade in e fade out, tirando os produtos anteriores e abastecendo com novos modelos. Isto é um ciclo que leva alguns meses para ser concluído. O foco agora é realmente a linha Galaxy Watch4.

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Os modelos que ainda estão no mercado deixaram de ser fabricados como parte da estratégia global da empresa para que apenas a opção lançada em setembro deste ano estivesse disponível no mercado na hora do consumidor procurar por uma opção de relógio inteligente da Samsung.

Uso dos Galaxy Watch4 em celulares de outras marcas

Por mais que deseje ter apenas um modelo de relógio inteligente da Samsung, ainda é possível que você faça um bom uso mesmo que não tenha um celular da marca da empresa coreana. Um ponto de atenção é que seu smartphone precisa ter pelo menos a versão 6.0 do Android e pelo menos 1GB de memória RAM. A empresa não oferece suporte para iPhones e demais dispositivos que foram fabricados pela Apple.

Samsung galaxy watch4 ao lado de iphone
Modelos são compatíveis com outros aparelhos Android de outras marcas, mas o mesmo não vale para iPhones.
(Foto: Screen Rant)

A Samsung segue tendo como principal foco de mercado, as pessoas que utilizam o Android em seu dia a dia. Atualmente, a versão do sistema operacional da Google que mais está presente nos celulares é a 10, então pelo menos 25% de todos os modelos disponíveis com Android são compatíveis.

A parceria da Samsung com o Google

Para o lançamento do Galaxy Watch4, a Samsung se uniu ao Google para que seus modelos chegassem ao mercado com melhor sistema disponível. Até o lançamento da terceira versão, o SO utilizado era o Tizen, que por sinal, foi desenvolvido pela própria empresa coreana. Mas para os novos modelos, o Wear OS foi a escolha da companhia.

“Este é um trabalho que foi desenvolvido pela equipe global nos últimos dois anos e a ideia era que a gente pudesse juntar o melhor dos dois mundos. Obviamente, a plataforma do Google, especialmente em mobilidade, é a principal, especialmente em serviços. E a Samsung é a marca que está trazendo soluções de bem-estar e saúde, então há uma tradição muito forte do Galaxy Watch. O primeiro lançamento foi em 2013 e estamos aprendendo bastante com tudo o que é disponibilizado. Esta parceria é simplesmente focada em entregar o melhor dos dois mundos.”

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Todas as plataformas disponibilizadas pela empresa seguem disponíveis, mesmo com um novo sistema. As pessoas ainda podem realizar o uso do Samsung Health, Samsung Pay, Bixby e demais serviços. Mas com a parceria do Google, quem comprar um dos modelos de relógios inteligentes lançados neste ano pode ter acesso ao ecossistema da empresa que todos conhecemos, o que inclui YouTube Music, Google Maps e demais serviços.

Parceria entre samsung e google como futuro dos wearables
Samsung e Google se uniram para que lançamento do Galaxy Watch4 )Foto: Samsung)

A Samsung também espera que com esta parceria mais desenvolvedores se sintam engajados para desenvolver aplicativos para seu relógio inteligente, agora que as limitações do Tizen foram deixadas de lado. A plataforma Samsung Health está aberta para que qualquer profissional realize o desenvolvimento de aplicativos e o projeto possa ser enviado para submissão.

É importante lembrar que a versão do sistema operacional no Galaxy Watch4 não é a mesma presente em outros modelos fazem o uso do Wear OS. A Samsung deixou uma “marca registrada” antes de colocar os modelos no mercado, aplicando sua própria interface e pré-instalando alguns aplicativos antes que o modelo saia da fábrica.

Crescimento de vendas após uso do Wear OS

Com o mercado de relógios inteligentes em alta devido às pessoas estarem mais preocupadas com a saúde, a Samsung afirma que sim, mais modelos da nova geração foram vendidos no momento de lançamento em relação às gerações anteriores.

Já realizamos o dobro de vendas em relação à geração anterior, mas estamos indo super bem, com confiança de que em 2022, o crescimento continue. É importante falar que a categoria, apesar de estarmos desenvolvendo-a com o passar dos lançamentos, percebemos que a adesão está maior. A demanda dos consumidores e a indústria estão maiores.

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Globalmente, a indústria de relógios inteligentes cresceu mais de 20% com esta indústria já sendo única e completamente independente. Para 2022, falando sobre o futuro dos wearables a nível global, se espera que cerca de 100 milhões de unidades sejam vendidas.

Possível concorrência entre duas empresas

Um dos grandes rumores que não foram confirmados em 2021, mas deve se concretizar em 2022, é que o Google pode estar entrando no mercado de relógios inteligentes por meio do lançamento de um produto fabricado por ela mesma, da mesma forma que faz com os smartphones da linha Pixel.

Possível imagem do pixel watch
Google deve entrar no mercado de smartphones no próximo ano.
(Foto: The Verge)

Isso causaria a entrada de mais uma empresa para disputar a liderança do mercado com a Samsung. Mas o porta voz não vê este lançamento como uma ação que provoque problemas.

“Este é um mercado que cresce bastante e é natural que mais empresas venham a lançar produtos próprios. Não chega a ser um problema, mas teremos mais um grande player de mercado. Como cada uma das empresas conseguem trabalhar no mercado de smartphones com uma parceria, acredito que iremos seguir na mesma tendência.”

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Diferenças entre Galaxy Buds

Atualmente, a Samsung possui três modelos que devem estar presente no futuro dos wearables da empresa: Galaxy Buds Pro, Galaxy Buds Live e Galaxy Buds 2. Cada um deles é focado em entregar um tipo único de experiência de acordo com o usuário.

Fones de ouvido galaxy buds da samsung
Samsung possui três modelos para futuros dos wearables em 2022 (Foto: Samsung)

O Galaxy Buds Pro pode ser definido como modelo premium dentre as três opções que a Samsung possui no mercado, com as melhores configurações disponíveis para os clientes. Tal definição vale para a proteção contra pingos e suor, assim como os melhores microfones que a empresa pode colocar em um modelo de fone de ouvido Bluetooth. O Showmetech já fez um review completo do modelo, não deixe de conferir.

Fones de ouvido galaxy buds da samsung
Modelos se destacam por oferecer opções para todos os perfis de usuários. (Foto: Samsung)

O Galaxy Buds Live é um modelo que não é in-ear (que não vai dentro de seu ouvido, como os os famosos fones de borrachinha), mais focado para este tipo de público que prefere que o modelo não fique dentro do canal auditivo. A opção segue sendo Bluetooth, mas não entrega a mesma potência que vemos no Galaxy Buds Pro. Fechando as opções, temos o Galaxy Buds 2. O modelo chegou ao Brasil em setembro, e sua principal característica é ser um modelo in-ear, mas que é minimalista.

“O mercado é gigante, mas pequenos detalhes importam. Tem gente que gosta do Galaxy Buds Live e tem gente que não se adapta. O Galaxy Buds 2 possui este aspecto menor, onde conseguiram desenvolver uma ergonomia mais confortável, sem que a qualidade de áudio fosse deixada de lado. Todos os três modelos possuem cancelamento de ruído sistêmico. Os Buds 2 e Buds Live podem ser considerados modelos intermediários para os dois tipos de usuários.”

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

Venda conjunta de fones de ouvidos com smartphones

Se você é uma pessoa antenada nas promoções de lançamento da Samsung, com certeza já percebeu a empresa realiza a criação de combos que incluem o smartphone mais recente e um acessório, que pode ser o próprio Galaxy Watch4 ou um par de fones de ouvido. Apesar disso ser bem famoso, a empresa compartilhou que a venda separada ainda é grande maioria, por mais que algumas pessoa optem pela venda conjunta.

A venda stand-alone, com a pessoa realizando a aquisição separada ainda é mais optada. Isso vale para compras em lojas oficiais da Samsung e parceiros como a Vivo e Claro. Mas muitos consumidores consideram que o momento de comprar um wearable é quando está fazendo a compra de um novo smartphone. Então fazemos algumas promoções em lançamentos e datas mais sazonais, como dia das Mães e dia dos Namorados. Mas a grande maioria das vendas é feita de forma separada e este é um dos motivos que o mercado está crescendo.

Bruno Freitas, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Wearables e Acessórios da Samsung Brasil

De janeiro a outubro do ano passado, 17% de todas as vendas de headsets foram de produtos True Wireless (sem fio), isso falando a um nível global. Em 2021, durante o mesmo período, o número passa de 50%. Os modelos da Samsung ainda não possuem um serviço de otimização como o Snapdragon Sound da Qualcomm, mas há chances de vermos isso no futuro dos wearables da empresa em algum momento de 2022.

Futuro dos wearables na CES 2022

Como o principal evento do primeiro trimestre sobre o mercado de tecnologia, a Samsung prepara novidades para o mercado de relógios inteligentes e fones de ouvidos, mas o momento de revelação acontece apenas entre os dias 05 e 08 de janeiro de 2022, diretamente de Las Vegas.

Fechando nossa entrevista especial, Bruno Freitas ressaltou que ótimos produtos devem ser lançados no ano que está chegando. Se espera que agora em janeiro o Galaxy S21 FE seja finalmente lançado, assim como podemos saber mais informações sobre o Galaxy S22 no mês seguinte. O que você espera sobre o futuro dos wearables da Samsung e mais fabricantes? Diga pra gente nos comentários!

Veja também

Confira o que já sabemos sobre o Galaxy S21 FE (Fan Edition) e Galaxy S22:

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados