Conecte-se conosco
ikea automação doméstica

Internet das Coisas

Gigante Ikea pode massificar automação doméstica antes do que você imagina

Primeiro alvo é a lâmpada inteligente Philips Hue, que acaba de ganhar uma concorrente por uma fração do preço

A automação doméstica é um sonho antigo de entusiastas da tecnologia, mas vem caminhando a passos de cágado nos últimos anos. Apesar do esforço de empresas como Apple, Google (via Nest) e Samsung, ainda não se pode dizer que a tecnologia residencial avançou muito. No entanto, se depender da gigante sueca dos móveis Ikea, essa ideia pode enfim se tornar realidade – e com valores acessíveis.

A rede lojas lançou recentemente a sua primeira tentativa no mundo das tecnologias domésticas. A linha TRÅDFRI, uma palavra sueca para “sem fio”, estreia com um conjunto de lâmpadas inteligentes para bater de frente com a Philips Hue. Conhecida pelos preços baixos, a Ikea aposta no custo-benefício. O kit básico chega por US$ 80 (R$ 252), contra US$ 130 (R$ 410) cobrados por um pacote similar do rival.

De início, pode parecer pouco para cravar que o cenário de automação residencial vai mudar. Mas, não se engane: quando se trata da Ikea, tudo é possível. A empresa já não vende mais lâmpadas incandescentes nos EUA desde 2015, um ano antes do prazo que ela estipulou para si mesma. Em pouco tempo, as lojas da rede venderam 7,6 milhões de lâmpadas LED só nos EUA. Se tem alguma coisa que a empresa sabe fazer é mudar o hábito do consumidor.

A Ikea já está nas casas das pessoas

Foi exatamente o que aconteceu com o padrão de compra de mobília nos países onde ela atua. A Ikea é conhecida tanto pelos preços quanto pela facilidade de manusear seus móveis. É tão simples montar e desmontar os produtos que eles dispensam manuais. A empresa cresceu muito por conta do design e da atenção ao detalhe. E isso é certamente algo que ela planeja levar a cabo também na automação doméstica.

Por padrão, as novas lâmpadas inteligentes não precisam do celular para funcionar. Elas têm seu interruptor próprio na parede, alimentado por bateria – se você quiser, também pode controlar tudo via app. A promessa é tornar a tecnologia residencial tão fácil de usar quanto os móveis da marca. O próprio consumidor instala tudo sozinho e começa a usar sem ajuda especializada.

O preço baixo acaba sendo a cereja do bolo. E, ao quebrar os itens do kit individualmente, os valores ficam ainda mais atrativos. O dimmer para parede da Ikea custa US$ 13, contra US$ 25 cobrados pelo equivalente da Philips. E uma lâmpada avulsa é vendida por US$ 12, bem mais barato que uma Hue de US$ 30. Já o sensor de movimento será comercializado por US$ 30, US$ 10 mais barato do que o modelo da Philips.

ikea automação doméstica 2 720x720 - Gigante Ikea pode massificar automação doméstica antes do que você imagina

Ikea vende paineis iluminados e deve lançar mais novidades em breve

E não para por aí. A Ikea também vende paineis que substituem portas e acendem para iluminar a casa. A ideia é clara: se a primeira tentativa der certo, a empresa vai expandir e oferecer tudo o que uma casa automatizada precisa. TRÅDFRI é um nome complicado, mas o caminho da Ikea parece ser justamente o contrário. A empresa tende a ter passagem livre dominar de vez os gadgets feitos para o lar.

Continue lendo
Advertisement

É jornalista e comunicador digital por formação, gosta de tecnologia desde que se entende por gente e escreve sobre isso há bastante tempo. Como um bom nerd, gosta de séries e ficção científica, e tenta relacionar tudo isso com estudos sobre comunicação.

Comentários
Subir