Google Maps: atualização mostra radares e limites de velocidade em mais de 40 países

Google Maps ganha recursos de visualizar radares e limites de velocidade
Atualização do Google Maps para Android e iOS vai trazer funcionalidade de visualizar radares e identificar limites de velocidade no mundo todo

O Google Maps possui há muito tempo a função de rotas, que você pode verificar quais os melhores caminhos para sair de um lugar e ir a outro. O que ele não mostrava antes eram informações de trânsito, como radares e limites de velocidade em suas rotas.

Anteriormente, a tecnologia estava disponível em apenas algumas regiões pré-selecionadas. Agora esse novo recurso estará disponível em mais de 40 países, incluindo Reino Unido, Estados Unidos e Canadá. A função terá como utilidade mostrar no canto inferior esquerdo os limites de velocidade disponíveis ao longo da rota.

Ele será lançado em uma atualização do Maps para iOS e Android, porém os usuários que usam Android terão acesso a mais possibilidades da função. O recurso irá permitir que os usuários possam colocar as informações e locais de radares não catalogados, podendo compartilhar essa informação com outros usuários. Os usuários da Apple não poderão utilizar esse recurso, podendo apenas visualizar tudo o que foi catalogado.

Google Maps Agora é possível ver a velocidade no canto inferior esquerdo do aplicativo
Agora é possível ver a velocidade no canto inferior esquerdo do aplicativo

A dúvida mesmo está sendo sobre o CarPlay. O serviço da Apple, um sistema do tipo Internet das Coisas (IoT), é um assistente de bordo criado para incorporar as funcionalidades do iPhone aos veículos. Ele permite ao usuário fazer ligações, escrever e enviar mensagens de texto, acessar a internet, ouvir músicas por aplicativos como Spotify e iHeartRadio, acessar agenda telefônica e outras atividades. Esse serviço utiliza o Google Maps para navegação.

Os usuários do Waze, comprado em 2013 pelo Google, também terão acesso aos novos recursos. Ainda assim, o Google está expandindo suas informações, estabelecendo seu lugar no mercado e competir com diversos sistemas de GPS que já utilizam, de forma nativa, essas informações de velocidade e radares.

Como o Google Maps funciona

 O Google Maps utiliza informações dos próprios usuários para gerar dados
O Google Maps utiliza informações dos próprios usuários para gerar dados

Disponibilizado desde 2005, o Google Maps vem sendo utilizado em diversos sistemas operacionais, como Android e iOS. Em parceria com o governo local, o Google também conseguiu incluir rotas com sistema de transportes públicos, o que torna a vida do usuário mais fácil em seu deslocamento. O mapeamento é feito por satélite, mas como ele consegue obter a informação de que uma área está congestionada para repassar essa informação nas rotas?

A informação é oferecida pelos próprios usuários. O Google acompanha o movimento de pessoas carregando seus telefones através do Android. Em outras palavras, eles rastreiam os dados estatísticos que mostram onde os usuários do Android estão no momento, bem como sua velocidade.

Em termos práticos, o Google sabe que o celular está em movimento, mas em uma velocidade abaixo do que o normal de um carro. Juntando todos esses dados, gerados anonimamente, o aplicativo pode prever quais lugares estão tendo ou não engarrafamentos, bem como informar notícias de acidentes e prever engarrafamentos.

O quanto esses novos recursos vão ajudar os motoristas a andarem com mais seguranças nas ruas? Deixe nos comentários a sua opinião.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: