Google Maps lança recursos para circular de forma segura durante a pandemia

gmaps covid
Novas ferramentas do Google Maps ajudam a evitar aglomerações no transporte público, e alertam sobre restrições nos trajetos relacionados à COVID-19

O Google Maps para Android e iOS (iPhone) traz novos recursos para que o usuário possa encontrar informações úteis no seu trajeto, seja a pé, de carro ou de transporte público.

A pandemia do novo coronavírus trouxe mudanças no nosso dia a dia, e isso impacta também na maneira como nos deslocamos de um lugar a outro. Ainda que seja recomendado permanecer em casa, em algum momento será necessário sair para ir ao mercado, ao trabalho, ou algum outro compromisso importante, e não seria seguro se soubéssemos se a estação de metrô está cheia, ou se os ônibus estão circulando em intervalos maiores de tempo? Confira as novidades.

Informações importantes no seu trajeto

Quando você estabelece um trajeto, o Google Maps avalia seu ponto de partida, chegada, e todo o caminho entre eles. Utilizando informações atualizadas dos departamentos de trânsito, serão exibidos alertas para o seu trajeto, como por exemplo restrições de circulação e obrigatoriedade de uso de máscaras no transporte público. No início, estas informações estarão disponíveis para Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Colômbia, França, Índia, México, Holanda, Espanha, Tailândia, Reino Unido e EUA.

Ao cruzar fronteiras nacionais (começando nos EUA e Canadá), serão exibidas notificações sobre pontos de verificação de saúde e quais as restrições relacionadas à COVID-19 para cada país.

Google Maps Testagem
O Google Maps vai lançar alertas para entrar em contato com os centros de saúde antes de iniciar um trajeto até eles

Se você precisar ir a um centro de atendimento ou de testagem para a COVID-19, o Google Maps vai alertar para você entrar em contato antes de iniciar o trajeto, de forma a receber orientações dos profissionais de saúde. Assim, você poderá ser direcionado ao local de atendimento mais conveniente — conforme critérios das autoridades de saúde — evitando sobrecarregar o sistema de saúde. Este recurso estará disponível primeiramente na Indonésia, Israel, Filipinas, Coréia do Sul e EUA.

Google Maps ajuda a evitar aglomerações no transporte público

O Google Maps vem aprimorando a experiência do usuário de transporte público, como o recurso que prevê a movimentação de pessoas em ônibus, trens e metrôs lançada no ano passado. Essas previsões são feitas com base no histórico de pessoas utilizando o transporte. Agora, o usuário pode colaborar informando a lotação de pessoas, para que outros passageiros evitem estações e vagões cheios. Para isso basta clicar em Rotas, seguir até Informações de Trânsito e verificar a lotação, ou então compartilhar a experiência para contribuir com o sistema.

Google Maps Horario de pico transporte público
Agora, você poderá contribuir com informações para o Google Maps

Na atualização feita em fevereiro, que comemorou os 15 anos do Google Maps, a plataforma incluiu informações como temperatura, acessibilidade e segurança a bordo do transporte público, que inclui vagões reservados para mulheres. Estas informações eram fornecidas pelas empresas de transporte público, e agora os usuários também podem fazer suas contribuições, melhorando a informação disponível. Mais informações sobre acessibilidade serão disponibilizadas, como portas, assentos e botões de parada adaptados para cadeiras de rodas.

Lotacao do transporte Google maps
Com nova ferramenta, é possível prever os horários menos movimentados no transporte público

Se você quiser se planejar para evitar o transporte cheio, agora basta localizar uma estação no Maps, e clicando nela você poderá ver os horários e lotação dos trens, conforme disponibilidade na região. Todas estas informações começarão a aparecer nas próximas semanas, a partir da agregação de dados de usuários que habilitaram o Histórico de Navegação no Google. As informações serão divulgadas apenas quando houver um volume de dados suficientes para atender às demandas de privacidade.

Fonte: Google

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter