Conecte-se conosco
Google quer "limpar" a internet para os usuários

Aplicativos

Google quer “limpar” a internet para os usuários

Serviço que pretende bloquear anúncios invasivos será liberado em 2018

Google quer "limpar" a internet para os usuários

O quanto você confia no Google para limpar os anúncios invasivos da internet?

Cansado de abrir um site e logo em seguida um vídeo com som começar a ser reproduzido? Ou, de repente, acessar uma página no smartphone e não conseguir fechar o anúncio sem antes ir para a página dele? Seus dias de sofrimento estão para acabar.

A extensão de ad blocker do Google, para o Chrome, está mais próxima do que parece. A partir de 2018, a empresa norte-americana começará a limpar todos os anúncios invasivos da web. Ou seja, tanto para as páginas quanto para os anunciantes, é importante ficar ligado nesse manual de etiqueta da web.

De acordo com o Wall Street Journal, o Google vem fazendo referência não a um “bloqueador”, mas a um “filtro”. Como os anúncios aparecem tanto no desktop quanto no mobile, este filtro será feito em todos os meios que não seguirem os padrões.

Para facilitar a vida das páginas web, o Google está oferecendo uma ferramenta para os proprietários de sites descobrirem se estão violando alguma regra de anúncio e se serão bloqueados pelo Chrome quando a função estiver ativa no ano que vem. Um grupo chamada “Coalização para Melhores Anúncios”, que inclui o Google, Facebook e o Washington Post como membros, está determinando o que é aceitável ou não como anúncio.

Google quer "limpar" a internet para os usuários

Benefícios e problemas da limpeza do Google

Com grandes poderes, temos também grandes responsabilidades. No caso, o Google vai trazer alguns benefícios e alguns problemas com esse ad-blocker.

Anúncios invasivos e que não sigam o padrão estabelecido acabam deixando a web mais devagar, trazendo dificuldades para os usuários acessarem os seus conteúdos preferidos. No entanto, um bloqueador que apenas tire o que apresenta problema (e não todos os anúncios, como algumas ferramentas) é importante para os sites que dependem disso para viver (alô, todo mundo).

Por outro lado, colocar um ad-blocker no Chrome, pelo seu próprio criador, dá muita força ao Google. Como esta é a maior plataforma de procurar informações, é sempre a empresa que decide o que é relevante para o público, o que é invasivo e o que não é.

Isso não é uma teoria da conspiração, mas por mais que acreditemos na boa vontade da empresa norte-americana, no fim do dia ela continua sendo uma empresa que tem quase 89% de lucro total mostrando anúncios pela internet.

Quando tivermos mais informações sobre a ferramenta para o Chrome, traremos novos detalhes.

Jornalista formado pela Cásper Líbero. Trabalhou na TV Gazeta, BandNews TV e Rede Globo. Atualmente, é Editor-chefe do Showmetech, escrevendo sobre o que há de mais importante no mundo da tecnologia.

Comentários

Mais de Aplicativos

Dica

Advertisement

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

Recomendado para você



Subir