Conecte-se conosco
Governo do Estado de SP minerava criptomoedas nos PCs de internautas

Geral

Site do governo de São Paulo minerava criptomoedas nos PCs de internautas

Escondido numa das páginas do governo, o script CoinHive utilizava o computador dos acessantes para minerar criptomoedas

Na tarde de hoje (09), a página do governo do Estado de São Paulo foi pega utilizando o CoinHive, um artifício bastante conhecido dos webmasters e que, há alguns meses, causou polêmica ao ser encontrado num dos sites mais acessados do mundo, o The Pirate Bay.

559894 coinhive crypto currency opt in 720x405 - Site do governo de São Paulo minerava criptomoedas nos PCs de internautas

Para quem não sabe, o CoinHive é um ‘webminer‘, sendo também um dos mais populares.

Funcionando com base em um código JavaScript, o sistema permite que, ao acessar um determinado site, o computador do internauta seja ‘sequestrado‘ para minerar criptomoedas – utilizando os recursos da máquina em questão e, em muitos dos casos, dando bastante dinheiro para quem o controla.

Embora sistemas como este não sejam exatamente novos, vê-los em sites conhecidos tem sido cada vez mais frequente: depois do The Pirate Bay e do site do UFC, quem foi pego com a boca na botija foi o governo do Estado de São Paulo, em uma das suas páginas.

A descoberta da vez foi feita por Felipe Hoffa, um desenvolvedor do Google que narrou toda a história via Twitter. Ao desconfiar do enorme processamento sugado pelo site, Hoffa checou o código fonte da página e confirmou a suspeita: o site estava utilizando o CoinHive para minerar a criptomoeda Monero – tudo as custas de quem o acessava.

Até o momento em que o script estava ativo, quem visitasse o endereço cidadao.sp.gov.br tinha o seu processamento ‘sequestrado’ para minerar criptomoedas, algo que podia ser verificado sem nenhuma dificuldade: bastava acessar o código fonte da página – pressionando o atalho Ctrl+U no Chrome para Windows.

Governo ainda não se pronunciou

DONeaIlX4AExxl1 - Site do governo de São Paulo minerava criptomoedas nos PCs de internautas

O código-fonte da página exibia as linhas referentes ao CoinHive (Imagem/Reprod.: Hoffa)

Apesar de ter sido contatado por diversos veículos, o governo paulista ainda não se explicou sobre o caso. E como os sites institucionais normalmente são administrados por funcionários ou até mesmo entidades privadas, é impossível saber se a ideia partiu, de fato, de algum membro da administração.

Por volta das 20h desta quinta-feira, o script do CoinHive já se encontrava desativado na página, sendo impossível localizá-lo no código fonte da mesma. E seja quem for o responsável por ele, foi alguém ágil o suficiente para esconder o código apenas duas horas depois dele ser descoberto.

DQmWrtLtGaiAUGSpZHgKVaxr5KXH2oK3dixBuLoNsbiDESP 720x393 - Site do governo de São Paulo minerava criptomoedas nos PCs de internautas

Segura, privada e irrastreável, esta é a moeda virtual Monero, utilizada pelo CoinHive

O que vai ser difícil descobrir, no entanto, é o montante lucrado com o uso do sistema. Isto porque, em comparação com o bitcoin, a criptomoeda Monero oferece mais privacidade em suas transações.

Continue lendo
Advertisement

19 anos, brasiliense, acadêmico de Direito e apaixonado por tecnologia, informação e entretenimento.

Comentários
Subir