Idc roadshow enterprises brasil

IDC destaca importância de estruturas de TI para empresas em 2021

Avatar of bruno martinez
Evento da IDC aponta como as transformações digitais em empresas foram impulsionadas pela pandemia

Durante um ciclo de palestras realizado na manhã desta quinta-feira, 24, o IDC Roadshow Dynamic Enterprises Brasil, a IDC Brasil (International Data Corporation) revelou mais dados e informações a respeito do crescimento e da importância de melhores estruturas de TI para empresas ao decorrer do ano de 2021 e o que devemos esperar para o futuro.

A apresentação da IDC destacou pontos importantes sobre o desenvolvimento de múltiplas companhias ao longo de 2020 e 2021 e trouxe especialistas da área para debater sobre as principais tendências tecnológicas para ajudar empresas a alcançar melhorias no processo de digitalização.

Um dos principais motivos para essa evolução está centrada nas modificações que a pandemia da COVID-19 proporcionou ao mundo. Segundo um levantamento da IDC, 40% dos CIOs (Diretor de Informática, em tradução livre) de médias e grandes empresas querem aprender a gerenciar orçamentos de tecnologias para garantir mais flexibilidade e escalabilidade para o futuro dos negócios. As principais conversas entre os participantes da área são relacionadas com a criação de uma nova arquitetura das infraestruturas das redes tecnológicas.

Temos casos de empresas nos passando informações que no pré-pandemia a área [de tecnologia] era vista como um mal necessário e hoje essas mesmas empresas entendem que a área de tech é vista como um alicerce transformacional

— Denis Arcieri, Country Manager IDC Brasil

De acordo com Luciano Saboia, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil, é impossível dissociar episódios de crises mundiais com catalisadores de ações de grandes tecnologias. As Grandes Guerras ajudaram a criar tecnologias importantes para a atualidade, a década de 90 trouxe a expansão da internet como um modelo de negócios e certamente a Crise de 2008 foi um importante agente para o início da virtualização de empresas.

Idc roadshow dynamic enterprises brasil
As pesquisas realizados nos últimos anos apontam diferenças na forma de como gerenciar empresas.

A COVID-19 também gerou um estado de aceleração nas transformações digitais, dado que grande parte da vida empresarial foi e ainda está inserida num processo de transição entre o presencial e o online. Em análise, as várias pesquisas feitas pela agência apontam que os principais pilares das empresas na transição de 2021 para 2022 estão centrados no aumento de produtividade dos funcionários, enquanto a redução de custos, mesmo que seja importante, vem sendo gradativamente deslocada.

Para Saboia, as prioridades de um CIO para 2021 devem ter ênfase em:

  • Investimento de segurança de tecnologias de informação para modernizar soluções e adequar os controles aos novos ambientes híbridos;
  • computação em nuvem para mesclar as capacidades de infraestrutura e plataforma com os ambientes existentes;
  • gestão de Big Data para lidar com o volume crescente de informações geradas pelos negócios
  • outros pontos, como a consolidação do ERP/otimização de infraestrutura e aumento da mobilidade corporativa.

É importante salientar que as transformações de quaisquer negócios só são possíveis graças ao alinhamento de um ciclo de eficiência da infraestrutura digital, que impulsiona fatores como a inteligência aplicada ao negócio, movimentando uma cadeia de suprimentos cada vez mais resiliente no intuito de buscar o melhor tipo de integração entre os canais e diversos elos da empresa.

Idc roadshow dynamic enterprises brasil
O Brasil caminha lentamente para uma evolução nas suas transformações digitais em larga escala.

Outro ponto de extrema importância indicado pela conferência da IDC é sobre a estrutura digital do Brasil. Segundo as informações da palestra, o elemento central das transformações em nosso país tem a computação em nuvem como o principal destaque. Em especial, as empresas brasileiras optam por utilizar sistemas de cunho muito tradicional, como Data Centers mais “comuns”.

Por fim, um dado interessante do evento diz que a implementação do Wi-Fi 6 ocupará cerca de 50% do mercado até 2024. Embora seja recente, a tecnologia vem ganhando cada vez mais espaços na vida dos consumidores médios e parece estar atingindo um crescimento exponencial em empresas.

E aí, o que achou do levantamento da IDC Roadshow Dynamic Enterprises Brasil? Diz para a gente nos comentários.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Google apps

Trazendo o Google+ para o ambiente de trabalho

O Google anunciou na semana passada a disponibilização de funcionalidades do Google Apps para empresas através da rede social Google+. Novidades como Compartilhamento Privado, Vídeo-Conferências integradas e Controles Administrativos poderão ser testadas e utilizadas gratuitamente, até o final de 2013. A partir desta data, o Google passará a cobrar pelo uso. Veja abaixo como cada uma funciona...
Avatar of bruno martinez
Leia Mais