Conecte-se conosco
Instagram é considerada a pior rede social para a saúde mental dos jovens, segundo estudo

Aplicativos

Instagram é considerada a pior rede social para a saúde mental dos jovens, segundo estudo

[Pesquisa realizada com jovens de 14 a 24 anos, mostra que o Instagram é a rede social mais nociva de todas

Instagram é pior rede para saúde mental dos jovens, aponta estudo

Rede social foi considerada a pior rede social para os jovens entre 14 a 24 anos

A Sociedade Real para a Saúde Pública do Reino Unido realizou um estudo e considerou o Instagram como a pior rede social para a saúde mental entre os jovens. Segundo o estudo, “as redes sociais podem estar alimentando uma crise de saúde mental”.

A rede social focada em imagens e conhecida pelo grande número de filtros embutidos apareceu em último lugar entre as redes sociais pesquisadas. Durante o trabalho, 1.479 jovens, entre 14 e 24 anos do Reino Unido, tiveram que avaliar aplicativos populares como YouTube, Twitter, Snapchat e Facebook em categorias como ansiedade, depressão, solidão, bullying e imagem corporal. A pesquisa foi realizada entre 13 de fevereiro e 8 de maio.

Ao computarem os dados, o Instagram foi o com a pior avaliação, seguido pelo Snapchat. O YouTube, que também tem a imagem como foco, entretanto, foi considerado a melhor rede para ajudar na saúde psicológica dessa faixa etária. Twitter e Facebook também foram apontados como positivos nesse aspecto.

Segundo um dos autores do estudo, Matt Keracher, a rede social de imagens como Facebook faz com que as mulheres “se comparem com versões irreais, altamente editas, filtradas e ‘photoshopadas’ da realidade”.

A chefe-executiva da organização responsável pelo estudo disse em entrevista a BBC que é interessante ver Instagram e Snapchat nas piores posições para saúde mental e bem-estar. “Ambas as plataformas são focadas basicamente em imagem e causam sentimentos de inadequação e ansiedade nos jovens.”

Muitas organizações de saúde mental já pediram para os desenvolvedores de aplicativos aumentarem a segurança dos usuários. O próprio estudo sugere que as redes sociais avisem por meio de pop-ups quando o uso da rede estiver sendo excessivo e que identifiquem usuários com problemas de saúde mental.

O Instagram respondeu a reportagem da BBC e disse que manter a plataforma segura e solidária para os jovens sempre foi uma das prioridades. O aplicativo de imagens disse oferecer informações e mecanismos para o jovem saber como lidar com bullying, além de disponibilizar avisos sobre conteúdos potencialmente nocivos de algumas páginas.

No entanto, nem tudo é negativo sobre o aplicativo. A pesquisa apontou que o Instagram teve um efeito bom no que tange a questões de auto expressão e auto identidade dos jovens.

Instagram é pior rede para saúde mental dos jovens, aponta estudo

Algumas recomendações foram feitas pelo relatório:

  • Introdução de um aviso de uso pesado estilo pop-up nas redes sociais – sete em cada 10 (71%) jovens entrevistados apoiam esta recomendação.
  • Plataformas de redes sociais para identificar os usuários que podem sofrer problemas de saúde mental por meio de seus posts e sinais discretos de apoio – quatro em cada cinco joevns (80%) apoiam.
  • Plataformas de redes sociais para destacar quando fotos de pessoas foram manipuladas digitalmente – mais de dois terços (68%) de apoio dos jovens.

Continue lendo
Advertisement
Comentários
Subir