Instagram Limits é a nova ferramenta da plataforma contra assédio

Instagram limits é a nova ferramenta da plataforma contra assédio
Junto com o Mensagens Ocultas, o Instagram Limits compõe a tentativa da rede social de minimizar comentários ofensivos, confira a novidade

O Instagram anunciou uma nova ferramenta à rede social: o Instagram Limits. Com este novo recurso, será possível estipular limites de interação com contas desconhecidas — ou seja, as que não te seguem ou que você não segue — para evitar e/ou minimizar qualquer tipo de conteúdo ofensivo ou assédio em geral, como mensagens ou conteúdos por mídia, como fotos e vídeos. Confira como funcionará a nova ferramenta.

Por quê criaram este recurso?

Que a internet é conhecida como “terra de ninguém” não é novidade, e por essa fama, muitas pessoas acham que podem ir em páginas de pessoas comuns ou de famosos para destilar ódio. Infelizmente não é um capricho do Instagram, que pessoas má intencionadas comentem coisas negativas ou ofensas às outras pessoas, mas a rede está tentando reduzir os casos, agora com o Instagram Limits. Depois de ouvir muitos feedbacks de figuras públicas e criadores de conteúdo, os responsáveis pelo Instagram resolveram implementar a ferramenta.

Após uma pesquisa sobre como pessoas públicas são afetadas com comentários negativos e ofensivos no Instagram, foi constatado que a maioria desse conteúdo vem de contas que, na verdade, não a seguem — ou que seguiam há pouco tempo. Essa análise, junto com o caso de racismo envolvendo a UEFA Euro 2020, evento de futebol, reforçou que muitos dos conteúdos ofensivos (e inclusive criminosos) partem de contas que não possuem contato ou muita interação com a conta do alvo.

Como funciona o Instagram Limits?

Nas configurações do perfil, você conseguirá visualizar opções como “permitir que apenas meus seguidores façam comentários”, algo que já impede ofensas inoportunas de pessoas ou contas que você não tem contato. Além disso, a inteligência artificial contida na rede social será capaz de identificar se você está tendo um pico de interação, ou seja, se você acabar bombando nas publicações e chover comentários e mensagens, principalmente de contas desconhecidas, o aplicativo do Instagram enviará uma notificação para você perguntando se você quer ativar o Instagram Limits para conter a alta demanda de interações. Também há a opção de desabilitar os comentários de publicações, mas nem todos eles são ofensivos, né? Por isso a implementação deste novo sistema.

Instagram limits é a nova ferramenta da plataforma contra assédio
Recentemente, por conta desta notificação, cerca de 50% dos comentários considerados ofensivos não foram enviados.

Atualmente o Instagram já possui um sistema que barra mensagens com potenciais ofensas, neste caso, exclusivo para comentários — ou seja, se você enviar uma mensagem por DM (“Direct Message”, em tradução livre) o algoritmo não reconhecerá a palavra e, infelizmente, a mensagem poderá ser enviada ao usuário. Quando você digitar alguma palavra ou mensagem que pode ser considerada uma ofensa, o aplicativo exibirá uma notificação para que você entenda que, ao enviar o comentário com aquelas palavras, você poderá infringir as normas da rede social, inclusive podendo acarretar na exclusão da sua conta.

Lembrando que ofensas em qualquer via não é um privilégio para pessoas famosas ou criadores de conteúdo, é de conhecimento geral que pessoas comuns também recebam esse tipo de conteúdo desavisadamente. Pensando nisso, o lançamento do Instagram Limits não se retém a um público específico, ou seja, todas as pessoas que possuem conta na rede social estão aptas a utilizarem o recurso, a parte que menciona pessoas mais famosas é um exemplo, pois são casos mais comuns. Para ativá-lo, atualize seu aplicativo, depois abra-o e vá em Configurações, Privacidade e logo abaixo de Mensagens ocultas você poderá gerenciá-lo. O recurso está sendo liberado aos poucos.

Esperamos que esses novos recursos protejam melhor as pessoas de verem conteúdos abusivos, sejam ele racistas, sexistas, homofóbicos ou qualquer outro tipo. Sabemos que há mais a fazer, incluindo melhorar nossos sistemas para encontrar e remover conteúdos abusivos mais rapidamente e responsabilizar aqueles que os publicam. Também sabemos que, embora estejamos comprometidos em fazer tudo o que pudermos para combater o ódio em nossa plataforma, esses problemas são maiores do que nós. Continuaremos a investir em organizações com foco na justiça e equidade racial.

Posicionamento do Instagram sobre sua política contra o assédio

Hidden Words: protegendo mensagens

Assim como o Instagram Limits tenta conter comentários maldosos e ofensivos, também vemos o Hidden Words (conhecido como “Mensagens ocultas“), ferramenta que ajuda o usuário em manter as mensagens que recebe. O Instagram entende que as DMs são consideradas “mensagens particulares”, então a rede social não age de forma proativa nestas para realizar ações de exclusão. Porém, assim como no Instagram Limits, também há uma inteligência artificial no Hidden Words que busca e identifica potenciais palavras, emojis ou mensagens que são consideradas inapropriadas.

Configure o palavras ocultas na opção "privacidade" no seu perfil
Configure o Palavras ocultas na opção “Privacidade” no seu perfil

Você provavelmente já percebeu, quando abre a área de mensagens do Instagram, um local em que está escrito “Solicitações“. O Hidden Words trabalha justamente para filtrar e manter, mensagens de potencial conteúdo ofensivo, nessa opção. O algoritmo responsável pela filtragem age de forma similar ao Instagram Limits: ele identifica que a mensagem vem de uma conta ou pessoa desconhecida e já põe naquela área, dessa maneira, você possui menos chances de abrir suas mensagens e se deparar com algum conteúdo que você não gostaria de visualizar. Essas mensagens geralmente não são mensagens orgânicas — que outras pessoas digitaram para enviar especificamente para você — mas sim spams, mensagens que, em sua maioria, não devem receber sua atenção.

Veja também:

Confira como funciona o algoritmo do Instagram.

Fonte: Instagram.

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:
Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário