iPadOS: confira todas as novidades que chegam para o iPad

Com o novo iPadOS, a Apple visa um sistema totalmente repaginado para melhorar a usabilidade de sua linha de iPads

Desenvolvido com a base no iOS 13, o IpadOS foi anunciado durante a WWDC 2019 (Worldwide Developer Conference) pela Apple para ser um sistema operacional mais independente para os tablets da marca. O iPadOS traz um sistema completamente redefinido, com novos recursos incluídos especificamente para melhorar a experiência dos usuários.

O iPadOS recebeu novas funções para aproveitar o tamanho da tela, como menu inicial personalizado, e foi desenvolvido para se parecer mais com um computador e se adaptar melhor a usabilidade de tela, com recursos de multitarefas e distribuição dos aplicativos.

Neste texto, separamos tudo o que você precisa saber sobre os detalhes da versão beta e os recursos principais do novo sistema operacional da Apple.

Nova tela inicial

Agora há um novo design da tela inicial, que é específico do iPadOS
Agora há um novo design da tela inicial, que é específico do iPadOS

Ao separar o iPadOS do iOS 13, a Apple conseguiu total liberdade para manipular e fazer alterações necessárias para que o sistema se adapte e atenda às necessidades que o iPad exige. Uma dessas alterações está no fato de que agora há um novo design da tela inicial, específico para iPad.

Agora, os ícones na tela inicial do tablet ocupam menos espaço, permitindo manter mais itens na tela. Além disso, com a rotação de tela ativada, os ícones não ficam desorganizados e passam a manter a mesma disposição de antes.

Os widgets, que são customizáveis, ganharam um espaço na área inicial, sem entrar em conflito com os aplicativos. Tanto no modo paisagem quanto no modo retrato, eles continuam acessíveis e exibindo mais detalhes.

Atualizações Multitasking (multitarefas)

O modo Split View valoriza muito a parte multitask dos novos iPads
O modo Split View valoriza muito a parte multitask dos novos iPads

Ter várias janelas abertas em um dispositivo iOS já é um recurso disponível para dispositivos da empresa. Porém, no iPadOS, a Apple introduziu melhorias para tornar ainda mais acessível o uso desses recursos.

As interfaces multitarefa Split View e Slide Over suportam várias janelas do mesmo aplicativo, como, por exemplo, duas janelas do Safari lado a lado ou abrir dois documentos do Pages de uma só vez. Tudo isso tornando o recurso mais próximo e mais intuitivo, assim como é feito nos MacBook.

O slide over funciona como no macBook
O Slide Over funciona como no MacBook

A multitarefa é realmente levada a sério pelo dispositivo, já que ele também permite o uso de dois e-mails ao mesmo tempo. Isso permite mais praticidade para usuários que possuem diversas contas e queiram ter um um melhor controle entre elas durante o dia.

O sistema ainda conta com uma nova função chamada App Exposé. Esse recurso é ativado ao manter pressionado o ícone de um aplicativo, permitindo visualizar todas as janelas abertas deste app em específico. Junto com isso, ainda há uma opção para alternar entre elas com um toque, facilitando a visualização de todas as aplicações que estão abertas e alternar entre as tarefas.

Apple Pencil

O Apple Pencil está mais integrado ainda aos novos iPad
O Apple Pencil está ainda mais integrado aos novos iPad

Com o iPadOS, o Apple Pencil está mais integrado ao iPad, principalmente por meio de novas ferramentas de marcação disponíveis em todo o sistema operacional.

Agora, páginas da web, documentos ou e-mails inteiros podem ser editados para receber anotações, usando o recurso Markup. Passando o Apple Pencil pelo canto da tela, é possível arrastar os recursos, além de fazer um print de tela, que pode ser salvo em PDF, contendo as anotações feitas.

Graças a melhorias na otimização do Apple Pencil, agora a latência diminuiu de 20 milissegundos para apenas 9 milissegundos, garantindo uma resposta muito mais rápida do que antes.

Suporte para USB e cartão de memória

O iPadOS agora reconhece a conexão de uma unidade USB
O iPadOS agora reconhece a conexão de uma unidade USB

O iPadOS vem com a opção de reconhecer a conexão de uma unidade USB ou leitor de cartão SD ao iPad, permitindo o gerenciamento de dados entre o armazenamento interno com a unidade externa. O recurso também irá permitir o armazenamento direto no iCloud, bem como os recursos padrões como o Markup, rotacionar ou criar PDFs.

Também há boas notícias para os fotógrafos, pois o iPadOS irá permitir a conexão de câmeras ao iPad, podendo importar imagens diretamente para aplicativos de edição, como o Lightroom, por exemplo.

Qualidade de desktop para um tablet

A Apple ainda irá trazer 30 atalhos de teclado para a versão
A Apple ainda irá trazer 30 atalhos de teclado para a nova versão de sistema

O Safari agora carrega automaticamente as versões de desktop dos sites, dimensionado adequadamente para a tela do dispositivo, além de estar otimizado para toque. Isso significa que os usuários de iPads não são mais obrigados a carregarem versões móveis de sites, com uma experiência consistente de uso do Safari semelhante ao de um computador.

A nova versão do navegador funciona com aplicativos da Web, como o Google Docs, o Squarespace e o WordPress, para que os usuários possam executar as mesmas funções que estão acostumados a fazerem em um Mac. A semelhança se torna maior ainda, porque também estão confirmados 30 atalhos de teclado para a versão do iPadOS.

Pela primeira vez, é permitindo que um mouse USB seja conectado a um iPad
Pela primeira vez, é permitindo que um mouse USB seja conectado a um iPad

Pela primeira vez, é permitindo que um mouse USB seja conectado a um iPad. Apesar do suporte ao mouse não ser um recurso padrão, ele está disponível como uma opção AssistiveTouch nas configurações de Acessibilidade do seu dispositivo iOS.

Edição de Texto por gestos

O novo reconhecimento de gestos irá facilitar a edição de textos
O novo reconhecimento de gestos irá facilitar a edição de textos

O sistema conta com um novo e redefinido reconhecimento de gestos, que irão facilitar a edição de textos. Para percorrer longos documentos e páginas da Web, é possível segurar a barra de rolagem e arrastá-la para baixo ou para cima. Selecionar texto agora pode ser feito arrastando o dedo sobre ele.

E as possibilidades aumentam, pois é possível também selecionar uma palavra com um toque duplo, uma frase inteira com um toque triplo ou um parágrafo inteiro com um toque quádruplo. O toque duplo, dependendo de onde for executado, seleciona elementos como números de telefone, endereços de e-mail e endereços. Agora arrastar o cursor fica mais fácil, bastando apenas selecioná-lo com o dedo, recurso que não era permitido no iOS 12.

Para tornar a digitação ainda mais simples no iPad, a Apple adicionou um novo teclado flutuante que permite a digitação com uma mão. Ou seja, ao deslizar os dedos pelo teclado, ele vai verificar as letras que o dedo parou, permitindo uma digitação por gestos parecida com a do Android. O sistema irá suportar o novo recurso de digitação baseado em swipe QuickPath da Apple.

Sidecar com macOS Catalina

Devido à integração com o macOS Catalina, o iPad pode ser usado como um monitor secundário para o MacBook, seja ampliando a tela do notebook ou espelhando-a. Com esse recurso, aplicativos como o Photoshop ou o Illustrator podem ser usados diretamente no iPad, permitindo até mesmo o uso do Apple Pencil.

Além de ser usado como uma caneta para desenhos ou anotações, o Apple Pencil pode ser também usado como um mouse para apontar e clicar. A edição de PDFs continua normalmente, e as alterações podem ser vistas em tempo real pelo MacBook ou criar um esboço no iPad e transferi-lo para o notebook.

Mais recursos que chegam com o novo iPadOS

  • Dark Mode: o tão esperado modo que deixa os aplicativos com um fundo escuro, que está sendo integrado ao iOS 13, estará presente no novo sistema;
  • O aplicativo de Fotos foi reformulado: com diversas funções de edição de imagens e visualização das fotos, o app ficou mais inteligente, podendo mostrar as melhores fotos, selecionadas por períodos de dia, mês, e até ano;
  • Vários login do Apple ID: antes, só era possível ter uma conta do Apple ID no dispositivo. Com este novo recurso, é possível que outros usuários usem as contas no iPad de outras pessoas;
  • ARkit 3: a realidade aumentada é um novo jeito de usar a tecnologia que está transformando como você trabalha, aprende, joga e se conecta com quase tudo ao seu redor. Com o ARkit 3 será possível explorar muitas possibilidades com realidade aumentada nos dispositivos;
  • People Occlusion: permite que seus objetos em realidade aumentada passem na frente e atrás de pessoas no mundo real;
  • Multitraking: para os músicos, há um hub melhorado para edição de diversos canais de música, permitindo composições próprias,conectar instrumentos e organizar todas as faixas de áudio;
  • Memoji personalizado no aplicativo Message: criar o próprio rosto com rostos de emoji ficou muito fácil no iOS 13. Com esse novo recurso, os novos emojis personalizados podem não só ser enviados por mensagem, mas também por e-mail.

Compatibilidade

A Apple confirmou que os modelos a partir do iPad Air 2 receberão a atualização do iPadOS, assim que ele for lançado esse ano. Não haverá atualizações para o iPad Air original, o iPad Mini 2 e o iPad Mini 3.

O iPadOS será lançado em algum momento em setembro, juntamente com o iOS 13, mas os usuários não precisarão esperar para poder testar o sistema operacional. Já está disponível para download no site da Apple a versão beta.

Aparelhos que receberão o iPadOS

Para aqueles que não quiserem esperar até o segundo semestre para conhecer o novo sistema operacional, ele já está aberto em beta no Programa de Software Beta da Apple, e os usuários podem enviar os feedbacks para a empresa.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: