Ipo da multilaser na b3

IPO da Multilaser faz empresa estrear na B3 valendo R$ 9 bi

Avatar of bruno martinez
Multilaser fez sua oferta inicial de ações na B3 nesta terça, e deve estrear no pregão na próxima quinta

Na última terça-feira, 20 de julho, IPO da Multilaser, ou oferta inicial de ações, a levou à bolsa de valores de São Paulo, a B3, com um valor de R$ 9 bilhões. Captando R$ 1,9 bilhão nessa oferta inicial, a empresa planeja quitar dívidas e expandir investimentos com o dinheiro. Atuante no ramo dos eletroeletrônicos, a empresa tem caráter familiar em sua administração e deve entrar no pregão da B3 na quinta-feira, 22 de julho.

Resultados do IPO da Multilaser

B3: brasil, bolsa, balcão é a bolsa de valores de são paulo, onde o ipo da multilaser foi feito
B3: Brasil, Bolsa, Balcão é a Bolsa de Valores de São Paulo, onde o IPO da Multilaser foi feito

A oferta inicial de ações da Multilaser, como já citamos acima, conseguiu captar R$ 1,9 bilhão, mas, se considerarmos o lote adicional de ações, esse valor sobre para R$ 2,2 bilhões. A demanda registrada é de várias vezes o volume ofertado, conforme levantamento do Estadão. O preço de cada ação atingiu R$ 11,10, caindo no piso indicativo estimado pelos coordenadores, que ia de R$ 10,80 a R$ 13. Moat, Trust, Velt e XP Asset estão entre os gestores que se interessaram pelas ações da companhia, que acabou vendendo apenas sua oferta base, deixando de lado o lote suplementar, apesar da demanda. O número total de ações vendidas é de 198.160.223.

As vendas vão todas para o caixa da companhia, já que se tratam de ações novas, e a Multilaser pretende utilizar o dinheiro para saldar dívidas, financiar a expansão de seus negócios – o que pode incluir aquisições novas – e também simplesmente reforçar o seu caixa. Após o IPO, a estreia da companhia no pregão da B3 está marcada para amanhã, quinta-feira, 22 de julho. Essa estreia na bolsa, que deveria ter acontecido na semana passada, sofreu atraso por conta da volatilidade do mercado. O IPO da Multilaser foi coordenado pelo Bank Of America, o Itaú BBA, UBS-BB, o Safra e a XP.

Histórico da empresa

Alexandre ostrowiecki, filho do fundador da multilaser, é o atual condutor da companhia
Alexandre Ostrowiecki, filho do fundador da Multilaser, é o atual condutor da companhia

Fundada 1987 por Israel Ostrowiecki, a Multilaser começou trocando cartuchos de tinta para impressoras. Em 1991, a empresa havia se tornado a única na América Latina a oferecer o serviço de recarga de cartuchos, mas evoluiu e se diversificou muito de lá para cá, estratégia que alavancou a Multilaser no Brasil. Alexandre Ostrowiecki, filho de Israel, é quem está à frente da companhia atualmente, e trouxe um de seus amigos de infância como sócio – Renato Feder – em 2003, especificamente, quando a empresa começou sua diversificação. Feder, atualmente Secretário de Educação do Paraná (e, portanto, afastado da empresa desde 2018), foi cotado pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o Ministro da Educação em seu governo.

Atualmente, a Multilaser vende mais de 5 mil produtos, e, segunda a mesma, ela domina 65% do mercado de pendrives, e 39% dos cartões de memória no Brasil, também fabricando e vendendo smartphones, notebooks e demais acessórios para computador, além de produtos voltados à saúde e esportes, brinquedos, segurança e muito mais. No ano de 2020, a empresa atingiu um faturamento de aproximadamente R$ 3 bilhões, crescendo cerca de 27% ao ano. Na bolsa B3, a empresa de capital aberto mais comparável à Multilaser seria a Intelbras, que também abriu o capital em 2021 e tem foco em equipamentos de segurança, energia e comunicação.

Para continuar se informando sobre a bolsa brasileira, continue de olho aqui no Showmetech Corporate!

Fontes: Terra | Investing

Veja também:

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados