Conecte-se conosco
Ministro Gilberto Kassab

Notícias

Banda larga fixa terá limite de dados até o fim de 2017, você vai deixar?

Ministro Gilberto Kassab decretou que o limite começa ainda este ano

Em declaração recente, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, decretou que ainda este ano as operadoras de internet banda larga fixa poderão impor limites de dados para usuários assinantes do serviço.

Em entrevista ao portal “Poder 360”, Kassab disse que a medida tem como objetivo beneficiar o usuário. “O ministério trabalha para que o usuário seja beneficiado com melhores serviços. Esperamos que esse serviço seja o mais elástico possível, mas que tenha um ponto de equilíbrio, pois as empresas têm os seus limites,” continuou o ministro. Ele só não disse que “benefícios” são esses e estou até agora tentando descobrir (quem souber me fala).

Ainda na entrevista, Kassab cravou que o limite será imposto ainda este ano: “a nossa meta é no segundo semestre“, disse. Em outras palavras: Em 2018, todos nós teremos uma internet limitada em nossas residências, a não ser que façamos algo a respeito.

Para quem não lembra, estava em Marte no último ano ou passou a ter acesso à internet só agora, essa polêmica de limitar a internet banda larga fixa começou no início do ano passado, quando a Vivo afirmou que iria começar a aplicar o limite e, consequentemente, cortar o acesso de usuários que excedessem a quantidade de dados estipulada no contrato.

João Rezende, um dos protagonistas dessa polêmica

A situação chegou no ápice quando o presidente da Anatel na época, João Rezende, deu declarações do tipo: “a era da internet ilimitada no Brasil acabou” e “quem fica jogando o tempo inteiro gasta um volume de banda muito grande”. Como já sabemos, ele não era peça boa e foi flagrado comemorando aprovação de projetos de Teles com representantes da NET, e Oi, além de ter sido citado na Operação Lava Jato, etc, etc… Felizmente, dada a pressão, ele renunciou ao cargo, que hoje é ocupado por Juarez Quadros.

Juarez inclusive, foi procurado pelo UOL para comentar a declaração de Kassab e afirmou que o ministro teria “se equivocado” na entrevista. “Conversei com o ministro Kassab e ele reconheceu que cometeu um equívoco. A Anatel mantém a ação cautelar (emitida em abril para impedir o bloqueio do serviço por parte das operadoras após superar o limite da franquia de dados) e não há hoje intenção ou política de governo que indique o contrário“, disse Quadros.

Em quem devemos acreditar e o que devemos fazer?

Governo quer limitar a internet banda larga até o fim de 2017

Se é um equívoco do ministro ou não, só saberemos quando ele se pronunciar novamente, mas de uma coisa já sabemos: é de interesse das teles e do governo continuar com esse plano de limitar a internet banda larga fixa. E não pense que estarão fazendo isso pensando no bem da população. Seria muito ingênuo achar isso. Toda essa manobra visa tentar salvar as operadoras que estão sendo engolidas por serviços de streaming, como YouTube e Netflix.

O Peso da Mudança

E é importante considerar o peso dessa mudança. Em um momento em que serviços de streaming se tornaram populares, a “internet das coisas” é uma promessa para residências e usuários estão comprando PCs pensados em trabalhar com a realidade virtual, o uso de dados deve aumentar consideravelmente. Mas, de que adianta comprar uma TV nova, com resolução UHD 4K e HDR para ver Netflix, se 1 hora de streaming consome aproximadamente 1,5 GB? E um novo jogo para o seu computador? Comprá-lo pela internet pode resultar facilmente em um download de 50 GBs. Ou você decidiu restaurar dados do seu Google Drive em um novo computador? Prepare-se para acabar com todo o seu plano de uma única vez.

O fim dos canais de YouTube:

Além de assistir vídeos, muitos produtores de conteúdo online sofreriam com uma eventual limitação de downloads (o que você recebe no seu dispositivo) e uploads (o que você envia para a internet). Lembrando que a grande maioria de canais em sites como o YouTube depende apenas da boa vontade de seus criadores, às vezes, com pouco ou nenhum financiamento, tornaria-se proibitivo criar e divulgar conteúdo online. Já pensou?

Mas, o que eu posso fazer contra isso?

O que você pretende fazer? Deixar isso acontecer? Se essa é a sua ideia é melhor ir procurando uma planilha para anotar o consumo de internet na sua casa. Agora se você, assim como eu, não aceita essa ideia ridícula, vinda de pessoas que anotam todas as suas senhas em uma planilha e pedem para instalar aparelhos de fax em seus gabinetes em pleno século XXI, compartilhe este artigo com seus amigos, faça barulho nas redes sociais, se mobilize… O que não dá é para ficar sentado no sofá esperando o pior.

Atualização às 16h58: após a repercussão da entrevista, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, afirmou que a agência “não pensa e nunca pensou em retirar a medida cautelar que está em vigor e que permite o uso ilimitado de dados”, disse Quadros. “Não há por parte do Ministério e também da Anatel nenhuma intenção de reabrir a questão”.

Há pouco o ministro Gilberto Kassab emitiu uma nota para a imprensa recuando sobre as afirmações feitas ao Poder360.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, esclarece que não haverá mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa, reiterando seu compromisso em atender o interesse da população e do consumidor”, diz a íntegra da nota enviada pela assessoria de comunicação do ministério.

Fonte: Poder 360, com informações do UOL.

Desenvolvedor web, técnico em eletrônica, geek desde criança, nerd e gamer caixista, ama Halo e Gears of War mas está esperando a SEGA lançar outro console porque é fã de Sonic. Entusiasta de tecnologia em geral, ama robôs e PC gaming.

Comentários

Mais de Notícias

Dica

Advertisement

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

Recomendado para você



Subir